AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


terça-feira, 16 de maio de 2017

ondé que tu vás ò Rosa

ondé que tu vás ò Rosa
vou ali à Falfosa
vêr a malta falfosêra
que nã é menos linda a de Bordêra
menos boa, hospitalêra
menos humilde e briosa
já pa na falar dos Gorjões
que nas suas opiniões
as sabe escrever em bela prosa
tal como gentes da Palhaguêra
Benatrite, ò Valados
Colmeal e outros lados
de cultura recheada
até à Golda de cima
nesta terra que de pequenina
muntos a fazem desprezada
e tamém no Pé do Cêrro
quê nunco ò tenho em destêrro
nem a ele nem a Silvêra
logo a seguir o Canal
e como isto é brencadêra
dos que esqueço nã é por mal
então e na Cruz de Pau, Agostos, e Charnéca
onde malta levada da breca
existe a dar com um pau ?
lembri-me agora da Escorregadia
um lugar da freguesia
o Balsono e Medronhal

Pôço Mouro,Raposêras, Alface
a esses não volto a face
à Canada e Alagoas
onde as gentes são boas
montanhêras e honradas
e já sem ar para tal
vou terminar a lenga lenga

tô cansado com a moenga
más sitos e lugares havia
viva o povo do barrocal

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário