NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

quarta-feira, 31 de maio de 2017

O BE amarrado a Rui Moreira!?


No passado dia 29, uma reunião extraordinária da Assembleia Municipal do Porto discutiu o 'caso selminho', ou seja, o caso em que se discute até que ponto o Rui Moreira Presidente da Câmara beneficiou o Rui Moreira especulador imobiliário.
Tal como seria de esperar, todas as propostas foram chumbadas.
Mas houve uma proposta que teve um empate na votação e acabou chumbada com o voto de qualidade do presidente da Assembleia Municipal. Era a proposta da CDU para que "doravante, todas as decisões e informações relevantes sobre o processo Selminho devem passar obrigatoriamente pelo executivo municipal."
Pois é... A proposta foi chumbada porque o BE se juntou aos deputados do Rui Moreira/CDS/PS. Se os 2 membros do BE na Assembleia Municipal do Porto tivessem votado a favor, a proposta era aprovada e teríamos a certeza de que, no futuro, toda a informação relevante sobre este processo teria que passar obrigatoriamente pelo executivo municipal e deixaria de ser do exclusivo conhecimento de Rui Moreira e seus comparsas.
Muitos ainda se lembrarão que, nas últimas legislativas, Catarina Martins, numa das suas acções de campanha, lá teve o seu encontro com Rui Moreira. Muitos se lembrarão que durante este mandato pouco (ou nada) se conhece de oposição do BE à coligação Rui Moreira/CDS/PS.
Apesar disso, não deixa de surpreender esta posição do BE que inviabiliza a possibilidade de maior controlo e fiscalização do processo.
Fica a pergunta: Quem serve o BE?

Jaime Toga

se discute até que ponto o Rui Moreira Presidente da Câmara beneficiou o Rui Moreira especulador imobiliário.
Tal como seria de esperar, todas as propostas foram chumbadas.
Mas houve uma proposta que teve um empate na votação e acabou chumbada com o voto de qualidade do presidente da Assembleia Municipal. Era a proposta da CDU para que "doravante, todas as decisões e informações relevantes sobre o processo Selminho devem passar obrigatoriamente pelo executivo municipal."
Pois é... A proposta foi chumbada porque o BE se juntou aos deputados do Rui Moreira/CDS/PS. Se os 2 membros do BE na Assembleia Municipal do Porto tivessem votado a favor, a proposta era aprovada e teríamos a certeza de que, no futuro, toda a informação relevante sobre este processo teria que passar obrigatoriamente pelo executivo municipal e deixaria de ser do exclusivo conhecimento de Rui Moreira e seus comparsas.
Muitos ainda se lembrarão que, nas últimas legislativas, Catarina Martins, numa das suas acções de campanha, lá teve o seu encontro com Rui Moreira. Muitos se lembrarão que durante este mandato pouco (ou nada) se conhece de oposição do BE à coligação Rui Moreira/CDS/PS.
Apesar disso, não deixa de surpreender esta posição do BE que inviabiliza a possibilidade de maior controlo e fiscalização do processo.
Fica a pergunta: Quem serve o BE?

Sem comentários:

Enviar um comentário