AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quinta-feira, 18 de maio de 2017

NESTE PARQUE EM ISTAMBUL OS VISITANTES PODEM CAMINHAR PELA COPA DAS ÁRVORES




Istambul é uma cidade que ainda conta com pouquíssimos espaços verdes. 
Graças a isso, seus habitantes ainda não têm o hábito de frequentar 
parques, como ocorre em outras cidades. O desafio do estúdio DROR foi 
justamente criar um parque tão interessante que estimulasse as pessoas 
a desvendar o espaço. E eles levaram o conceito de parque urbano a outro nível.

O vídeo abaixo mostra mais da estrutura prevista para o parque. Dá o play:

Parkorman from Dror on Vimeo.

No projeto do parque florestal Parkorman, os visitantes são convidados a criar seus próprios percursos, interagir com diferentes espaços e têm a oportunidade de caminhar sobre a copa das árvores. Toda a estrutura do local está dividido em cinco zonas diferentes, cada uma com suas próprias (e peculiares!) características.
parque2
A área chamada de “The Plaza” trata-se de um espaço de convivência em meio à natureza. No “The Loop“, os visitantes podem encontrar balanços e redes que flutuam sobre o chão da floresta. O “The Pool” é composto por poços de bolas inspirados em um mercado turco. A possibilidade de subir na copa das árvores através de uma trilha está disponível no “The Chords“, onde também é possível saltar de trampolins gigantes localizados lá no alto. Por último, o “The Groove” oferece uma trilha de esculturas de diferentes artistas.

parque9
Nosso plano para o Parkorman é uma teia de possibilidades; um sistema vivo de lugares para que os visitantes explorem. Ao invés de ditar o caminho através do parque, são os visitantes que escrevem sua própria experiência. Vários caminhos não lineares, como a caligrafia, são tecidos através da floresta, surpreendendo as pessoas com descobertas inesperadas ao longo do caminho“, define o site do projeto.



parque5

parque8

parque6


www.hypeness.com.br

Todas as fotos: Divulgação

Sem comentários:

Enviar um comentário