AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


segunda-feira, 22 de maio de 2017

ESTÓRIAS DO LARGO (XXI) - O "BUFA"


Dizem que o "Bufa" cá da aldêa
que vendia agulhas pró fogão
armou um dia uma garreia
lá na Vila de Olhão

de tudo ela vendia
até remédos prá azia
entre xás e mésinhas
e um dia más que nã fôsse
até vendeu batata doce
prás malêtas más daninhas

só que tudo era combenado
com um parcêro aliado
que se armava em doentinho
despôs de dado o golpe
iam qual cavalo a galope
pá taberna boêr o vinho

mas nem tudo correu como queriam
e os folgazões nem sabiam
que iria dar para o tôrto
teveram que devolver o denhêro
senão iam pó cemetéro
e acabava tudo môrto

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário