AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 26 de maio de 2017

COINCIDÊNCIAS


Todas as coincidências têm múltiplas interpretações nem sempre coincidentes.
 
Em Manchester, cerca das 22 horas do dia 23 junto a um local de diversão essencialmente para adolescentes, um jovem nascido no Reino-Unido faz-se explodir arrastando consigo muitos outros jovens. Os mediano dia 24 fazem manchete do trágico acontecimento, mas já no dia 25 a notícia é compartilhada com a inauguração em Bruxelas do quartel-general da NATO.
Em grandes parangonas os jornais informam:

NATO inaugura novo quartel-general em Bruxelas Donald Trump e Angela Merkel descerraram os dois memoriais.
“A luta contra o terrorismo vai ser um dos temas fortes da reunião da Nato, que começa esta tarde em Bruxelas”

“NATO vai aumentar luta contra o terrorismo”

“Terrorismo vai ter especial atenção na reunião da NATO”
O bárbaro atentado aconteceu algumas horas antes da magna reunião dando aval à intensificação da luta contra a própria organização terrorista. O atentado não se deu depois da inauguração, deu-se algumas horas antes, e soube-se rapidamente a identidade do estilhaçado terrorista.
Quando os “acasos” se repetem procuram-se as leis que os determinam, para os prever e evitar as suas consequências.

NÃO É?


Este artigo encontra-se em: as palavras são armas http://bit.ly/2r5n8QY

abrildenovomagazine.wordpress.com

Sem comentários:

Enviar um comentário