NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

sexta-feira, 19 de maio de 2017

BRASIL - como eu o vejo

NÃO ESTAVA COM MUITA DISPOSIÇÃO PARA TECER ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A TRISTE SITUAÇÃO QUE SE VIVE NO COLOSSO BRASIL ONDE NO PAÍS DOS GRANDES ABISMOS SOCIAIS E ONDE A CONSCIÊNCIA POLÍTICA E SOCIAL DEIXA MUITO A DESEJAR.
O POVO, SEMPRE O POVO, VIVE MOMENTOS DE LUTA DRAMÁTICOS PARA A SUA SOBREVIVÊNCIA.

Também aqui e resultado do acumular de anos de más políticas onde as preferências de Dilma na minha opinião não foram brilhantes, se luta para viver com dignidade num país que é rico e que tem recursos que só estão na mão de alguns e ignoram a grande massa dos que vivem em completa miséria.

Certo é que o afastamento de Dilma pelos golpistas e todo o reverso político levado a cabo pelos corruptos e pelos saudosistas da ditadura foi um duro golpe para aqueles que vivem na mais extrema pobreza e no seio da violência que não tem o mínimo respeito pela vida do ser humano.

Que o povo saiba fortalecer dentro do país que fala português os valores humanos e valorize a luta dos que já tombaram e hoje preconizam políticas de verdadeira igualdade para o povo brasileiro que de forma abnegada lutou e luta pela justiça e pela liberdade.

Qualquer cidadão do mundo minimamente informado sabe que o grande mal do Brasil é o capitalismo selvagem, as multinacionais, a violência e a corrupção, que de maneira selvagem e apoiado por cartéis de bandidos, sugam o povo e arruínam um país que tem um potencial único que lhe permitiria proporcionar aos seus autóctones uma vida ímpar.

É necessário que o corajoso povo brasileiro aposte nos que estão acima de suspeitas e que amem o seu país e o seu povo sem copiarem políticas de escravidão e servilismo ao grande capital interno e externo.

Inácio Lula e Dilma tomaram medidas positivas mas também erraram nas escolhas que fizeram enquanto foram governação.Os brasileiros terão que lutar para ir mais longe.

Agora o que urge é aniquilar os vampiros, os monstros da política, da polícia, do exército, da justiça que fazem do povo brasileiro um dos mais sofridos e vítimas do fascismo atroz do país que apesar de tudo é nosso irmão.

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário