AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 6 de maio de 2017

APRENDA AQUI MUITA COISA SOBRE AS FORMIGAS

Vocês vão se surpreender com o que essa formiga faz para escapar de armadilhas

Estas formigas podem usar suas mandíbulas poderosas para lançar-se fora do perigo quando caem na armadilha da temível formiga-leão.

Uma operária da formiga Odontomachus brunneusCrédito da imagem: Larabee FJ / Suarez AV.

VAMOS DESCOBRIR...

As mandíbulas da formiga Odontomachus brunneus podem funcionar como um chicote quando fecham em velocidades acima de 40 metros por segundo, e são usadas também para capturar presas, proteção e tarefas mais rotineiras, como cavar ninhos ou cuidar das larvas.

A terrível Formiga-leão – Fonte da imagem: Moapa Valley Progress

"Estudos anteriores relataram que essas formigas, por vezes saltam com suas mandíbulas, mas era desconhecido se este comportamento foi concebido para ajudá-las a fugir de um predador, e não estava claro que esse método realmente melhorou suas chances de sobreviver a um encontro com uma formiga-leão ", disse Fredrick Larabee, um estudante de graduação na Universidade de Illinois eo primeiro autor de um artigo publicado na revista PLoS ONE.

"Pesquisas anteriores mostraram que Odontomachus brunneus às vezes adotam uma postura corporal incomum apenas antes de saltar. Ele abaixa a cabeça, fazendo contato com o solo, e, ocasionalmente, levanta uma perna antes de implantar suas mandíbulas para lançar-se no ar", acrescentou o Prof. Andrew Suarez, chefe da Universidade de Illinois, do Departamento de Biologia Animal.

Para ver se, e como, muitas vezes, as formigas utilizam a manobra da mandíbula para escapar de um verdadeiro predador, Larabee e Professor Suarez testaram formigas em laboratório, deixando elas caírem em poços das temíveis formigas-leão (Myrmeleon carolinus), confiram no vídeo abaixo:

VÍDEO

As formigas-leão constroem poços com uma estratégia de duas partes para capturar as presas. Primeiro, eles cavam poços em forma de cones na areia e enterram-se na parte inferior do poço, e depois é só esperarem por uma vítima.

"As formigas foram capazes de saltar para fora dos poços de cerca de 15% do tempo nos seus encontros com a formiga-leão", disse Larabee.


Armadilhas poço da Formiga-leão – Fonte da imagem: imgur

"Mas quando nós colocamos suas mandíbulas fechadas antes de deixá-las cair nos poços, elas não puderam saltar. Isso cortou pela metade sua taxa de sobrevivência. "

"Este estudo pode mostrar como uma característica ou capacidade de evolução para um propósito que pode ser adaptado para diferentes usos. Neste caso, uma ferramenta que é muito boa para capturar presas ou também é bom para uma outra função, que é escapar ", disse Larabee.

Fonte: Sri-News.com


Nós não somos só simples Formigas nós somos uma Legião

Conheçam as Formigas Legionárias. Nem ninhos de terra nem de madeira, com nossos corpos somos muralha e o castelo.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/12/nos-nao-somos-so-simples-formigas-nos.html
Soldado das Legionárias.

VAMOS DESCOBRIR...

As espécies de formigas que convivem com o homem, invadindo suas residências ou permanecendo nas regiões externas são genericamente chamadas de formigas urbanas. Analisando essas formigas, notoriamente a grande maioria delas é considerada exótica, ou seja, vivem em habitats diferentes da sua origem e somam quase de 120 espécies.

Mas nem todas essas espécies têm a capacidade de se instalar com sucesso, prosperar e aumentar a área colonizada. As espécies que conseguem essa façanha chamam-se invasoras. Elas podem mudar de local e competir com as espécies naturais, deslocando-as. Grande parte do problema que a América enfrenta com formigas é devido ao fato de espécies exóticas terem sido introduzidas em áreas onde não havia inimigo natural, provocando rápido crescimento dessas populações de formigas.

As formigas representam de 10 a 25% do total da biomassa animal na maioria desses ambientes, constituindo, portanto, um importante concentrador de energia, possibilitando a estabilidade dos vários ecossistemas terrestres e regulando a ciclagem de nutrientes.

Assim elas contribuem para tornar aTerra mais habitável para o homem. Elas participam da aeragem do solo, pois removem mais terra do que as minhocas, atuam ainda na polinização e dispersão de sementes de muitas plantas, sendo importantes, por exemplo, no repovoamento vegetal em áreas de mineração. Vária espécies são predadoras de importantes pragas agrícolas. Devido à diversidade e alto grau de competição entre as espécies, sem dúvida, o maior inimigo de uma formiga é outra formiga.

As legionárias Eciton burchellii

As formigas legionárias transferem seus formigueiros a cada duas ou três semanas. São encontradas principalmente na África e na América tropical. Diversas espécies são encontradas no sul e sudoeste dos Estados Unidos. As formigas legionárias são predadoras, e suas tropas de busca de alimentos são conhecidas por exterminar insetoslagartos e pequenos animais.

Ninho das Legionárias
ferrão das legionárias é muito venenoso, e são conhecidos casos em que mataram galinhas e animais maiores. As legionárias se dividem entre diversos tipos diferentes de trabalhadoras, entre as quais soldados.

As formigas soldado são maiores do que outras trabalhadoras, e têm mandíbulas fortes e dotadas de ganchos. As formigas legionárias são nômades; seus movimentos se relacionam ao desenvolvimento de sucessivas ninhadas.

Elas não usam nenhum tipo de material para a construção de seu ninho, ao contrário, elas se juntam e formam uma rede que cobre a rainha e as larvas. Por isso seus ninhos são temporários.

Soldado da Legionária (a esquerda) e operária (a direita)
Quando os ovos estão sendo postos e depois se tornam larvas, a colônia se mantém imóvel. Ao longo do período, a geração evolui de pupas para adultos. O formigueiro todo então se transfere ao próximo local, por meio de um túnel construído pelas trabalhadoras e coberto de folhas. As larvas são transportadas ao novo local nas bocas de algumas das trabalhadoras.

Importante ressaltar que sem as formigas não teríamos um equilíbrio no meio ambiente, elas são capazes de muitas coisas importantes, como a manutenção do solo, das sucessões ecológicas e entre várias outras.


Até a morte! Formigas guerreiras

Essas incríveis formigas fazem de tudo, até cometem suicídio para proteger oformigueiro contra intrusos invasores.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/06/ate-morte-formigas-guerreiras.html

VAMOS DESCOBRIR...

Se você pensava que só os humanos eram capazes de se auto-explodirem por determinado ideal, como os homens bomba, pensou errado. O ecólogo Mark Moffet, em seu livro Adventures Among Ants (Aventura Entre Formigas, em tradução livre), falou a respeito, entre outros assuntos, sobre as formigas que cometem suicídio para protegerem o resto do formigueiro. O ato é cometido através de uma espécie de explosão interna ou externa do corpo, que libera uma secreção pegajosa que prende o possível predador.


A espécie é a Camponotus saundersi, onde estão as formigas carpinteiras, também conhecidas como formigas indígenas e encontradas em diversos lugares do mundo. As trabalhadoras desta espécie possuem glândulas mandibulares alargadas que se estendem por todo o corpo da formiga. Quando ameaçadas, elas podem liberar o seu conteúdo suicida, rompendo assim o corpo da formiga e pulverizando a substância tóxica pela cabeça. A produção da cola estaria nesta mandíbula alargada que as trabalhadoras possuem.

O caso de suicídio para proteger o grupo é conhecido internacionalmente como autothysis e não é comum apenas às formigas. A espécie de cupins Globitermes sulphureus tem um sistema defensivo semelhante. Em ambas as espécies, o material pegajoso é liberado próximo ao pescoço.


Veja um caso de autothysis sendo realizado por cupins da espécie Neocapritermes taracua, que possuem uma habilidade semelhante as das formigas.


Fonte: TopBiologia

QUE INCRÍVEL ESTRATÉGIA, O PENA QUE ELAS MORREM. MAS NÃO VAMOS PARAR POR AQUI, ABAIXO SEPARAMOS MAIS PRA VOCÊS 



Usando o Olfato para identificar

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/09/usando-o-olfato-para-indentificar.html


As incríveis formigas-pote-de-mel

Nunca ouviram falar destas incríveis pequenas formigas? Então deixe eu apresentá-las.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/05/as-incriveis-formigas-pote-de-mel.html
Myrmecocystus sp. Fonte da imagem: Mindem Pictures.

VAMOS DESCOBRIR...

As formigas são animais pertencentes à família Formicidae, o grupo mais numeroso dentre osinsetos. São seres particularmente interessantes porque formam níveis avançados de sociedade, com divisões específicas de tarefas e extrema organização. 


As formigas estão incluídas em uma única família, com 12.585 espécies descritas até o final de 2010. Entre elas está a formiga-pote-de-mel (Myrmecocystus sp.), geralmente encontrada emregiões desérticas da África, América do Norte e Austrália.

As formiguinhas pote de mel. Fonte da imagem: flickriver.
Estas formigas são conhecidas por usarem o próprio abdômen como reserva de alimento para todo o formigueiro, permanecendo na maioria das vezes imóveis no teto do formigueiro.


Em períodos de escassez, algumas formigas saem a procura de alimento no deserto e, quando encontram, armazenam o conteúdo. Depois de todo o alimento ser absorvido pelas companheiras, asformigas reservatório” voltam ao seu tamanho normal e estão prontas para mais uma etapa decolheita.

Fonte: TopBiologia


Formigas gladiadoras

Estas formigas protegem seus formigueiros com seu próprio corpo, melhor dizendo com a cabeça!

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/07/formigas-gladiadoras.html
Formiga gladiadora. Fonte da imagem: Dom Escobar.

VAMOS DESCOBRIR...

As formigas da espécie Cephalotes varians, conhecidas por muitos como formiga tartaruga ou formigas-cabeça-de-soldado, são animais que possuem a cabeça com um formato de disco, o que serve para fechar a entrada de formigueiros.

Endêmicas nas florestas da América do Sul, as formigas deste gênero, principalmente as Neotropicais, habitam as cavidades pré-existentes em árvores e galhos.

Essas incríveis formigas se dividem em duas classes de tamanho: sendo as pequenas que são relativamente ágeis, e as maiores que são blindadas como um tanque de guerra com um prato na cabeça, ou seja gladiadoras implacáveis. Mas o curioso é que elas não são combatentes. Em vez disso, elas estão sempre se defendendo. Se uma colônia é ameaçada por um predador eminente, as formigas fortemente blindadas fecham a entrada com seu escudo de cabeça e sentam-se firmemente, e só saem do local a hora que não tiver mais perigo algum.


Existe uma questão entre os entomólogos, para saber se a população da Flórida das formigas gladiadoras (C. varians) é nativa. A espécie também é conhecida apenas nas Bahamas e em Cuba.Sua introdução na Flórida, é questionável, que a espécie pode ter sido transportada em árvores flutuantes. As espécies não-nativas de Cephalotes, incluindo o C. pusillus, são ocasionalmente interceptadas nos portos de entrada dos EUA.


Bom mesmo não sendo gladiadoras combatentes, elas são como escudos vivos e protegem seu formigueiro com seus próprios corpos.

Fontes: AntWeb 


Formigas que "comem" computadores?

 Vocês conhecem a formiga louca? Sim, vocês não leram errado. Essa é a Nylanderia fulva, conhecida popularmente como formiga louca! Agora você deve estar se perguntando o porque da louca...

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/11/formigas-que-comem-computadores.html
Formiga da espécie Nylanderia fulva, que está causando prejuízos nos EUA

VAMOS DESCOBRIR...

Bom o termo louca se refere ao estranho modo como essas formigas se locomovem, aparentemente sem nenhum senso de direção. Essas formigas são originalmente pertencentes a regiões tropicais...da África! Assim como os pombos elas foram originalmente introduzidas em outros países, através do comércio, ou seja, é uma espécie invasora.

Então, imagine você, em casa, em seu computador fazendo aquele trabalho de 700 páginas. Daí quando vocês está quase acabando...Puf! O computador desliga sem causa aparente.

Você 
desesperado  abre o computador para saber a causa do apagão e descobre que ele já era...queimou. E o susto maior é quando você se depara com um amontoado de formigas,uma em cima da outra, sendo queimadas continuamente. Ao se instalarem em aparelhos eletrônicos, muitas vezes as formigas são eletrocutadas.

Ao serem eletrocutadas emitem um odor, que atrai outras formigas e assim continuamente. As formigas vão se amontando, na tentativa de ''destruir o inimigo'', mordendo fios e outros componentes, até causarem um curto-circuito. 

Formiga rainha da espécie 'Nylanderia fulva', vista de lado (Foto: Divulgação/Joe MacGown/Museu Entomológico de Mississippi)
Apesar de não possuírem picadas dolorosas, esses insetos podem causar prejuízos a carros, casas e eletrodomésticos, onde conseguem acesso com facilidade. Há, e não adianta tentar mata-las com esses produtinhos comuns divulgados por ai porque não funciona. O recomendado é que se houver uma infestação dessas formigas em sua casa, que chame uma empresa especializada para cuidar do problema.

Fonte: G1



https://bio-orbis.blogspot.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário