NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

terça-feira, 16 de maio de 2017

AO CUIDADO DO COBARDE GUTERRES DA ONU


Vive-se um estado de excepção em Mato Grosso do Sul, cercado por várias polícias brasileiras a mando do governo fascista do Temer.
Prossegue tranquilamente o genocídio indígena da comunidade Guarani-Kaiowá. Os bebés são abatidos com balas de borracha, as mulheres “usadas” quando aprouver e os resistentes masculinos que recusem a humilhação e o tratamento desumano de base rácica, são simplesmente assassinados por jagunços ao serviço dos grandes fazendeiros e donos do agro-negócio, que teve a complacência, também, da década maldita da corrupção do PT.
Recorde-se que a chefe incontestada do agro-negócio, Kátia Abreu, foi ministra da Agricultura da presidente deposta por um golpe de Estado.
Os “presstitutes”, entretanto, não escrevem uma palavra, calam a mortandade por meia dúzia de dinheiros. A honra e a dignidade da antiga profissão de jornalista vende-se no Brasil a preços de saldo
Guilherme Antunes (facebook)

Sem comentários:

Enviar um comentário