NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

terça-feira, 2 de maio de 2017

Agente do FBI fugiu para casar com membro do ISIS. Foi condenada



Daniela Greene, uma agente do FBI, regressou aos Estados Unidos e foi detida e condenada a dois anos de prisão, por ter viajado para a Síria e casado com um terrorista que se encontrava a investigar, revela a cadeia de televisão norte-americana CNN.

Tudo começou no ano 2014 quando a tradutora estava inserida na investigação a Denis Cuspert, ou Deso Dogg, um rapper alemão que se teria convertido ao Estado Islâmico para recrutar novos membros.
A mulher garantiu ao FBI que se iria deslocar à Alemanha, para uma visita aos seus pais, mas o destino sofreu um pequeno desvio, tendo apanhado um voo desse mesmo país rumo à Turquia e mais tarde seguido por terra até à Síria.
Notícias ao MinutoGreene ainda era casada nos Estados Unidos, mas foi para a Síria para casar com o recrutador alemão, pouco tempo depois de chegar ao local, revela a CNN após ter acesso a registos da justiça.
A mulher regressou aos Estados Unidos, mas foi detida e condenada a dois anos de prisão, tendo aceitado cooperar com as autoridades.
A antiga agente do FBI já está em liberdade e é agora rececionista num hotel, tendo a CNN revelado alguns detalhes do caso que ‘embaraçou’ o FBI.


Sem comentários:

Enviar um comentário