NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

terça-feira, 11 de abril de 2017

Vinho Helwigus Tinto 2015 (Vinho Regional Algarve), produzido no sítio da Charneca - Freguesia de Santa Bárbara de Nexe, ganhou uma medalha de prata no concurso de vinhos do Algarve.



O Melhor Vinho do Algarve de 2017 é o Quinta do Barradas Reserva Tinto 2014, que recebeu a única Grande Medalha de Ouro no X Concurso de Vinhos do Algarve, promovido pela Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA), em parceria com a Associação de Escanções de Portugal (AEP).

Numa edição marcada pela «excelência dos vinhos em prova» e dado que todas as classificações foram  superiores a 85 pontos, não houve lugar a medalhas de bronze, tendo sido atribuídas, além da grande medalha de ouro, seis medalhas de ouro e vinte de prata.
Aberto a vinhos brancos, rosados e tintos, a prova do X Concurso de Vinhos do Algarve, organizado e promovido pela CVA, realizou-se no passado dia 9  de Abril, no Hotel PortoBay Falésia, em Albufeira.   O júri do concurso – formado por especialistas escanções nacionais – atribuiu medalhas a 27  dos 85  vinhos a concurso.
Segundo Carlos Gracias, presidente da Comissão Vitivinícola do Algarve, «os produtores de Vinhos do Algarve e suas equipas estão de parabéns pelos excelentes resultados obtidos. Superámos a  taxa de participação do ano passado, assegurando  a inscrição de 23  produtores do Algarve, atingindo as 85 referências de vinhos à prova».
«Este concurso é cada vez mais um acontecimento importante no calendário vínico algarvio, e não só, dado que, ao distinguirmos a qualidade e variedade dos nossos vinhos, estamos a promover a região», acrescentou Carlos Gracias.
O presidente da CVA frisou ainda que, «nesta edição, a pontuação do júri foi a mais elevada de sempre, o que releva a posição  ascendente, tanto em  qualidade, como no  carácter dos nossos néctares, o que vem confirmar que a aposta da região na vitivinicultura está  no bom caminho».
Nesta mais recente campanha, o Algarve produziu um milhão de litros de vinho certificado, o que, salienta o presidente da CVA, é muito pouco, quando comparado com outras regiões vinícolas. Mas, se ao nível da quantidade não tem havido crescimento – nem é essa a intenção -, o mesmo já não se passa com a qualidade.
Em declarações ao Sul Informação, Carlos Gracias destacou a «consistente» subida da qualidade dos vinhos do Algarve: «nos últimos quatro anos, neste tipo de concurso, com provas cegas e em igualdade de circunstâncias com vinhos de todas as regiões, o Algarve já teve entre 40 a 50 vinhos medalhados em concursos nacionais e internacionais».



Grande parte da produção algarvia diz respeito a tintos, mas a Comissão Vitivinícola tem apostado, nos anos mais recentes, na «implementação de mais vinhas brancas». E já se verificou um crescimento: «atualmente 30 a 40% do vinho produzido no Algarve já é branco», revela Carlos Gracias.
E porquê esta aposta nos brancos? «O Algarve tem boas características para produzir bons vinhos brancos», embora, devido ao calor de Verão, provavelmente seja necessário «fazer as vindimas mais cedo». Mas, precisamente por causa do calor, a região potencia o consumo de vinhos brancos, «que se servem frescos e que, por isso, podem ter um consumo muito maior no Verão, quando cá estão mais turistas».
Tendo em conta a pequena dimensão da produção vinícola algarvia, com um milhão de garrafas de vinho certificado por ano, tanto como uma média adega cooperativa alentejana, Carlos Gracias não tem dúvidas que a aposta tem que ser «no mercado da região». E se a região tem muitos turistas, sequiosos de vinho fresco e aromático para matar a sede causada pelo calor, então essa terá de ser a aposta.
Aliás, os números do setor parecem justificar esta aposta: 80% do vinho produzido no Algarve é consumido na região, 15% é exportado e apenas 5% é vendido para o resto do país.
«Nos últimos anos, foi dado um grande passo para o reconhecimento dos nossos vinhos, com a ajuda da restauração e da hotelaria. Mas foi até o consumidor quem começou a exigir vinhos algarvios na restauração», salientou o presidente da CVA.
Com a qualidade dos Vinhos do Algarve a ser atestada em concursos, como este que decorreu no passado domingo em Albufeira, o surgimento de novos produtores, a sobrevivência do setor parece estar assegurada.


No total, este X Concurso de Vinhos do Algarve, que este ano se realizou pela primeira vez fora do concelho de Lagoa, premiou nove vinhos de Silves, quatro vinhos de Lagoa, quatro vinhos de Portimão e outros tantos de Lagos, dois vinhos de Tavira e outros dois de Albufeira, e ainda um vinho de Loulé e outro de Faro.
A cerimónia de entrega dos  prémios irá ter lugar no Simpósio Vitivinícola do Algarve, em mais uma iniciativa da CVA, agendada para o dia 11 de Maio, na Escola de Hotelaria e Turismo, em Faro.

X Concurso de Vinhos do Algarve
Lista de Vinhos Medalhados

Grande Medalha de Ouro: “Melhor Vinho do Algarve”
 Quinta do Barradas Reserva Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
Rotas Seculares – Unipessoal, Lda (Silves)
Medalha de OURO:
Al-Ria Reserva Tinto 2015 (Vinho Regional Algarve)
Casa Santos Lima, Companhia das Vinhas, S.A. (Tavira)
 Dialog Tinto 2012 (Vinho Regional Algarve)
Quinta dos Vales, Lda. (Lagoa)
 Foral de Portimão Reserva Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
AAC Lda. (Portimão)
 Herdade dos Seromenhos Reserva Tinto 2015 (Vinho Regional Algarve)
Soc. Agr. Herdade dos Seromenhos, Lda. (Lagos)
 Onda Nova Syrah Tinto 2013 (Vinho Regional Algarve)
Adega do Cantor – Sociedade de Vitivinicultura, Lda. (Albufeira)
 Quinta do Barradas Selecção Tinto 2015 (Vinho Regional Algarve)
Rotas Seculares – Unipessoal, Lda. (Silves)
Medalha de PRATA:
 Al-Ria Rosé 2016 (Vinho Regional Algarve)
Casa Santos Lima, Companhia das Vinhas, S.A. (Tavira)
 Quinta da Tôr – Algibre Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
Turinox, Lda. (Loulé)
 Borges da Silva Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
Luís Carlos Borges da Silva (Lagos)
 Cabrita Tinto 2015 (Vinho Regional Algarve)
José Manuel Cabrita (Silves)
 Convento do Paraíso Cabernet Sauvignon Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
Convento do Paraíso, Lda. (Silves)
 Edd´s Private Collection Reserva Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
Concepts by Edd’s II, Lda. (Lagoa)
 Euphoria Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
Convento do Paraíso, Lda. (Silves)
 Foral de Portimão Rosé 2016 (Vinho Regional Algarve)
AAC, Lda. (Portimão)
 Helwigus Tinto 2015 (Vinho Regional Algarve)
Helwig C. Ehlers (Faro)
 Herdade dos Pimenteis Tinto 2013 Reserva (Vinho Regional Algarve)
Herdade dos Pimenteis, Lda. (Portimão)
 Jaap Rosé 2016 (Vinho Regional Algarve)
Jacobus Honekamp (Silves)
 Lacóbriga Branco 2016 (Vinho Regional Algarve)
Soc. Agr. Herdade dos Seromenhos, Lda. (Lagos)
 Malaca Rosé 2016 (Vinho Regional Algarve)
Soc. Agr. Quinta da Malaca, S.A. (Silves)
 Marquês dos Vales Grace Arinto Branco 2015 (Vinho Regional Algarve)
Quinta dos Vales, Lda. (Lagoa)
 Marquês dos Vales DUO Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
Quinta dos Vales, Lda. (Lagoa)
 Odelouca Branco 2016 (Vinho Regional Algarve)
Patrick Agostini (Silves)
 Onda Nova Viognier Branco 2014 (Vinho Regional Algarve)
Adega do Cantor – Sociedade de Vitivinicultura, Lda. (Albufeira)
 Quinta da Penina Reserva Tinto 2014 (Vinho Regional Algarve)
AAC, Lda. (Portimão)
 Quinta de Ferrel Reserva Branco 2016 (DOP Lagos)
Soc. Agr. Herdade dos Seromenhos, Lda. (Lagos)
 Quinta do Francês Branco 2016 (Vinho Regional Algarve)
Patrick Agostini (Silves)


www.sulinformacao.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário