NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

terça-feira, 4 de abril de 2017

UMA PEDREIRA DE TIJOLOS NO BURKINA FASO

Os tijolos são geralmente moldados a partir de argila cozida em olarias, mas em Karaba, uma pequena aldeia africana no sudoeste de Burkina Faso, os tijolos são extraídos da encosta. Esta colina é feita de laterita, uma rocha de cor avermelhada rica em hidróxidos ferro e alumínio. Historicamente, a laterita sempre foi cortada em blocos em forma de tijolo e usada na construção. Em Angkor Wat, no Camboja, e outros locais do sudeste asiático, você pode encontrar muitas construções feitas com este material.

01
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 01
Em épocas mais recentes, a laterita em vez de blocos de tijolo começou a ser usada na pavimentação de estradas por causa da sua natureza porosa. A rocha pode facilmente ser cortada com uma pá em blocos de tamanho regular quando está molhada e macio. Quando os tijolos secam, endurecem à medida que a umidade entre as partículas de argila plana se evaporam e os sais de ferro maiores se prendem a uma estrutura de rede rígida formando um bloco tão ou mais sólido que um tijolo cozido.

Diz-se que a arte de extrair material de laterita para alvenaria foi desenvolvida pela primeira vez no subcontinente indiano. De fato, a laterita foi descrita pela primeira vez pelo geógrafo escocês Francis Buchanan-Hamilton quando descobriu a formação no sul da Índia em 1807. Ele a chamou de laterita em função da palavra latina later, que significa tijolo.

A pedreira de tijolo de laterita em Karaba está operando por quase trinta anos. Usando apenas picaretas e pás, os pedreiros lavram tijolos da rocha sólida, que são vendidos em aldeias vizinhas para aplicação como tijolos de construção para casas e muros que cercam as comunidades.

Essas imagens incríveis foram feitas pelo fotógrafo americano David Pace, que fotografa a pedreira de Karaba todos os anos desde 2008.

- "Estou cativado pela qualidade arquitetônica do espaço, a cor deslumbrante e os homens incríveis que trabalham lá. A pedreira é como uma obra mágica, sempre em mudança de arte da terra", disse ele. - "Os pedreiros trabalham lado a lado em equipes de três a cinco pessoas, mas cada um vende seus próprios tijolos ganhando a vida com os tijolos que faz. Embora seja uma ocupação incrivelmente árdua, os fabricantes de tijolos podem ganhar um salário que os permite viver bem de acordo com os padrões de Burkina."

Hoje, a pedreira é contornada por estradas de terra em todos os lados. Algum dia, talvez em apenas alguns anos, ela vai chegar ao seu limite e o trabalho vai acabar. Por agora, é difícil dizer exatamente o quão grande é a pedreira, e a paisagem muda de ano para ano. O comprimento total tenha talvez cerca de 150-200 metros, enquanto a área a ser extraída é de cerca de 75 a 100 metros de largura, e as paredes podem ter até 15 metros de altura.
02
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 02
03
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 03
04
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 04
05
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 05
06
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 06
07
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 07
08
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 08
09
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 09
10
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 10
11
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 11
12
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 12
13
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 13
14
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 14

www.mdig.com.br

Sem comentários:

Enviar um comentário