NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

sábado, 8 de abril de 2017

Turquia prende 12 terroristas sírios com gás sarin



Embora a imprensa ocidental se esforce muito para culpar o presidente Bashar al Assad pelo uso de armas químicas, a mentira não resiste a fatos diários que se sucedem provando que os terroristas sírios armazenavam armas químicas que explodiram durante um ataque da aviação síria.

A campanha midiática para criminalizar o governo sírio tem o objetivo claro de tentar enfraquecer o governo de Assad, aliado da Rússia, em sua luta vitoriosa contra os terroristas financiados por EUA, França, Inglaterra, Turquia, Israel, Arábia Saudita e Catar.

O covarde ataque à base aérea síria pelo governo dos EUA não passa de terrorismo de estado, praticado por um país que é líder mundial em agressões, ataques militares e guerras contra países com governos independentes.

Na Turquia, ontem, mais uma prova de que a histeria midiática ocidental é manipulada: segundo informações de três jornais diários foram presos 12 terroristas sírios da Frente Al Nusra, aliados à Al Qaeda, portando dois quilos de gás sarin - arma química proibida. 

Esse gás seria transportado para a Síria e usado por terroristas para justificar um novo ataque norte-americano ao país, para enfraquecer o governo sírio e fortalecer os terroristas.

O presidente Donald Trump (chamado no mundo de árabe de "o tonto") declarou diversas vezes que armas químicas são a "linha vermelha" para o governo sírio, e que uma vez cruzada, o país sofrerá ataques do governo norte-americano. 

A desculpa encontrada pelo governo dos EUA para atacar a Síria é uma mentira deslavada, uma farsa histórica que revela a verdadeira face dos EUA: uma potência militar terrorista e expansionista.

Apenas para lembrar, leia a seguir uma relação de crimes de guerra cometidos pelos governos dos EUA nas últimas decadas, através de golpes militares, ataques militares e guerras para dominar e roubar riquezas naturais dos países envolvidos: 
China 1945-46
Síria 1949
Coreia 1950-53
China 1950-53
Irã 1953
Guatemala 1954
Tibet 1955-70
Indonésia 1958
Cuba 1959
República do Congo 1960-65
Iraque 1960-63
República Dominicana 1961
Vietnã 1961-73
Brasil 1964 
Congo Belga 1964
Guatemala 1964
Laos 1964-73
República Dominicana 1965-66
Peru 1965
Grécia 1967
Guatemala 1967-69
Camboja 1969-70
Chile 1970-73
Argentina 1976
Turquia 1980
Polônia 1980-81
El Salvador 1981-92
Nicarágua 1981-90
Camboja 1980-95
Angola 1980
Líbano 1982-84
Granada 1983-84
Filipinas 1986
Líbia 1986
Irã 1987-88
Líbia 1989
Panamá 1989-90
Iraque 1991
Kuwait 1991
Somália 1992-94
Iraque 1992-96
Bósnia 1995
Irã 1998
Sudão 1998
Afeganistão 1998
Iugoslavia-Sérvia 1999
Afeganistão 2001
Iraque 2002-3
Somália 2006-7
Irã 2005
Líbia 2011
Síria 2017

www.marchaverde.com.br

Sem comentários:

Enviar um comentário