AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 12 de abril de 2017

OS ARTISTAS


Ignoro e não gosto de quem à direita e à esquerda no campo das artes, seja cantor ou actor se venha lamentar nas redes sociais das tropelias, das trafulhas, das vigarices que os partidos da governação fazem aos cidadãos. 
À esquerda conheço alguns que subiram na vida com conteúdos de esquerda, foram apoiados em tudo e tiveram a sua clientela fiel, os seus fãs, que foi e ainda continua a ir aos espectáculos, compra os Cêdês e "saca desenlaca" vejo-os a defender o que antes criticavam ou seja na linguagem popular, virando o bico ao prego.

À direita a mesma coisa, últimamente dois actores, lamentam-se da falta de dinheiro, de apoio nas suas reformas. O estranho é que essa gente é declaradamente apoiante do PSD e já há anos que fazem campanha pelos laranjas. 

Não me importo com o que ganham, com o que gastam, onde o gastam, se fazem ou não fazem descontos se cumprem com a lei como a maioria dos portugueses. 

Afinal todos somos responsáveis pela sustentabilidade da segurança social como dizem os políticos embora também muitos não respeitem o que botam cá pra fora. 

Sei que a vida dos artistas nem sempre é fácil mas a do pedreiro, do mecânico também não o é. 

Queixam-se mas não apontam quem os prejudica, outros encarecem os seus espectáculos para compensar o que gostariam de ganhar e nunca se preocupam com a base.
Sim a base ! essa que os ama, idolatra, lhes permite viver, e contribui para que possam ter pão na mesa.

Claro que só me refiro a determinadas figuras que são casos bem conhecidos dos portugueses e continuo a gostar da obra de muitos embora como seres humanos deixem muito a desejar.

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário