AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 22 de abril de 2017

Mau tempo (e barcos) destroem pontão do Centro Náutico da Praia de Faro


O pontão do Centro Náutico da Praia da Faro ficou «completamente destruído», na madrugada desta sexta-feira (21 de Abril), na sequência do forte vento que se registou no Algarve. Os barcos soltaram-se das amarras e destruíram a infraestrutura, ao que o Sul Informação apurou.
A Câmara Municipal garante estar a preparar a substituição do pontão, que até já estava prevista no processo de revisão orçamental em curso.
Esta substituição está avaliada «na casa dos 180 mil euros». Apesar de o processo tomar «agora uma nota de urgência» a obra deve demorar «seis a sete meses por motivos de concurso», diz a Câmara de Faro.
Até que a substituição seja feita, a Câmara Municipal diz estar «a envidar todos os esforços para encontrar uma alternativa que possibilite a montagem de uma infraestrutura provisória que permita, a todos os seus utilizadores, uma utilização normalizada desta instalação desportiva».
Este pontão, instalado em 2004, oferece aos seus utilizadores a possibilidade de acesso e realização de atividades náuticas na Ria Formosa, como canoagem, windsurf, vela e stand up paddle.
Desde que foi inaugurada, a infraestrutura foi «alvo de três intervenções de manutenção de fundo (entre outras de pequena dimensão) que permitiram prolongar a sua vida útil, tendo em conta as condições da sua localização, como ventos e marés», conta a Câmara de Faro.
Até porque, segundo a autarquia, o pontão tinha «condições de segurança que certificavam a sua operacionalidade na época balnear que se aproxima», conclui.


www.sulinformacao.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário