AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 19 de abril de 2017

HOJE, AS ALDEIAS




O CALOR HUMANO, A INTER AJUDA OUTRORA UMA CARACTERÍSTICA DOS PEQUENOS MEIOS VAI-SE AUSENTANDO DAS ALDEIAS RURAIS.

CHEGO A PENSAR QUE AS PESSOAS NA SUA MANEIRA DE SENTIR E DE AGIR NÃO SÃO DE "LUGAR ALGUM".

PERDERAM O APEGO ÀS ORIGENS, ENVERGONHAM-SE DELAS, O QUE É UM ERRO ENORME.

NÃO GANHARAM COMO PODEM PENSAR E PERDERAM CULTURA, E APESAR DE SE "MOSTRAREM MODERNAS" CHEGAM A ATINGIR A IGNORÂNCIA E A ESTUPIDEZ NA TENTATIVA DE QUEREREM SER O QUE NÃO SÃO OU O QUE NÃO DEVERIAM SER, JÁ QUE EXISTE ORGULHO E É SALUTAR NA MINHA OPINIÃO SER MONTANHEIRO.

A PROXIMIDADE DAS CIDADES, A FACILIDADE DE DESLOCAÇÃO, O CONSUMISMO E O DESPREZO PELAS CULTURAS AUTÓCTONES SÃO UMA CAUSA DA FRIEZA QUE HOJE SE ENCONTRA NAS PESSOAS QUE HABITAM AS PEQUENAS ALDEIAS .

EXISTE MUITA LÁBIA, MUITO ESTRANGEIRISMO ,MUITA RIVALIDADE BACOCA, E NOTO EM ALGUNS, POR VEZES NA PALAVRA OU INTENÇÃO ,O DESEJO QUE QUE A VIDA FOSSE MAIS PACATA MAIS FRATERNA, NO SENTIDO DAS GENTES SE UNIREM E PRESERVAREM DETERMINADOS USOS E COSTUMES QUE NOS PROPORCIONARAM A VERDADEIRA IDENTIDADE.

SÃO POUCOS OS QUE SE PREOCUPAM COM AS TRADIÇÕES E AS RESPEITAM E DE ALGUMAS QUE AINDA PREVALECEM ESTÃO COMPLETAMENTE DETURPADAS E DESCARACTERIZADAS.

OS USOS E COSTUMES VÃO-SE TORNANDO SECUNDÁRIOS ASSIM COMO A AMIZADE, A INTER LIGAÇÃO, QUE EXISTIA NOS ALDEÕES.

NÃO SABEM O QUE PERDEM, E POR VEZES NOTO EM ALGUMAS CARAS UMA FELICIDADE APARENTE, FALSA, QUE NA VERDADE QUER DIZER QUE GOSTARIAM DE QUE AS COISAS NÃO TIVESSEM MUDADO TANTO. AQUELAS COISAS QUE NOS ENSINARAM OS NOSSOS AVÓS, OS PAIS, OS AMIGOS MAIS VELHOS.

POSSO ESTAR ERRADO EM ALGUMA OBSERVAÇÃO, ALGUM JULGAMENTO PODERÁ SER PRECIPITADO OU CONSERVADOR MAS NÃO ESTOU ERRADO DE TODO.
VEJO E SINTO !

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário