NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

sexta-feira, 21 de abril de 2017

CDU quer reforçar maioria na Câmara de Silves e «aumentar» presença dos seus eleitos no Algarve


A CDU quer reforçar a maioria que detém na Câmara de Silves, o único município que esta força governa no Algarve, mas também «aumentar» a presença dos seus eleitos em órgãos autárquicos de toda a região. Estes são os objetivos principais dos comunistas algarvios para as Eleições Autárquicas de 1 de Outubro próximo.


Em entrevista ao Sul Informaçãono fim da apresentação da recandidatura de Rosa Palma, em Silves, o responsável pela Doral do PCP confirmou que os comunistas vão «concorrer em todas as Câmaras e em todas as Juntas de Freguesia do Algarve».
Neste momento, além da presidência da Câmara de Silves, através da independente Rosa Palma, a CDU tem ainda vereadores eleitos nas Câmaras de Portimão, Lagos, Faro, Olhão e Vila Real de Santo António, bem como a presidência de três Juntas de Freguesia, «num conjunto de quase 150 eleitos autárquicos» em toda a região.
Vasco Cardoso está especialmente confiante na reeleição de Rosa Palma, em Silves, e até no «reforço da maioria CDU» neste município.
«Por todo o trabalho realizado, não poderíamos aspirar a outro resultado senão o de manter a Câmara de Silves e até reforçar a maioria», disse o dirigente comunista, nas suas declarações ao Sul Informação.
Em Silves, defendeu Vasco Cardoso, «interrompeu-se uma gestão que estava a levar esta autarquia para onde foram parar outras, como a de Portimão, Vila Real de Santo António ou Faro, por gestões quer do PS, quer do PSD». Essas três Câmaras, salientou, «são exemplos paradigmáticos da irresponsabilidade da gestão financeira».



Tendo em conta aquilo que o dirigente comunista considera ser «o bom trabalho feito pelos autarcas da CDU» em todos os órgãos onde estão presentes, em especial no município silvense, Vasco Cardoso não tem dúvidas em afirmar: «olhamos para o resto do Algarve também com grande confiança e encaramos a possibilidade de aumentar a nossa presença nos órgãos autárquicos».
Em 2013, a conquista da Câmara de Silves foi a “cereja no topo do bolo” de umas eleições em que o PCP «cresceu 70 por cento» em autarcas eleitos no Algarve, como recordou, em Janeiro passado, o próprio secretário-geral dos comunistas, em visita ao Algarve.
Há quatro anos, outra das vitórias foi também a eleição de António Mendonça como vereador da Câmara de Faro, concelho onde os comunistas têm um fiel bastião, a freguesia de Santa Bárbara, na qual a CDU mantém o poder há mais de duas décadas.
«Na altura, poucos acreditariam que a CDU pudesse crescer como cresceu aqui no Algarve. Estamos convictos que, tal como há quatro anos, nada está decidido, Será pela nossa ação e determinação que iremos construir o resultado eleitoral aqui na região», disse Jerónimo de Sousa, na sua deslocação à região algarvia.
Depois de já ter anunciado oficialmente os candidatos às Câmaras de Faro (António Mendonça), Portimão (Isidro Vieira), Silves (Rosa Palma), Vila Real de Santo António (Álvaro Leal), Vila do Bispo (Paula Vilallonga), Olhão (Sebastião Coelho) e Albufeira (Manuela Jorge), a CDU vai apresentar, no dia 25 de Abril, os candidatos de Lagos e de São Brás de Alportel. E hoje terá lugar a apresentação oficial de Álvaro Leal, em VRSA. Nas próximas semanas, serão apresentados os restantes.
«Somos grande força autárquica na região e com possibilidades de progredir. Aliás, se houve coisa que ficou demonstrada nas Eleições Autárquicas de há quatro anos, é que a CDU voltou à ribalta, do ponto de vista da reconquista de Câmaras Municipais», concluiu o dirigente comunista Vasco Cardoso, na sua entrevista ao Sul Informação.



www.sulinformacao.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário