AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 29 de abril de 2017

As autoridades turcas bloquearam, este sábado, o acesso à enciclopédia em linha Wikipédia.



De acordo com o grupo turco de vigilância da internet “Turkey Blocks”, o bloqueio foi detetado ao início da manhã.
Os opositores do presidente Recep Tayyip Erdogan consideram que este é mais um ato, do Governo de Ancara, para reprimir a liberdade de expressão na internet.
Esta não é a primeira vez que os grupos de monitorização da internet acusam as autoridades turcas de bloquearem o acesso a redes sociais como o Facebook ou o Twitter.
De acordo com estas organizações, o Governo bloqueou, no passado, o acesso a vários portais da internet após ataques de militantes extremistas.
O Executivo de Recep Tayyip Erdogan negou, sempre, ter colocado bloqueios a qualquer portal na internet.

VÍDEO

video



pt.euronews.com

Sem comentários:

Enviar um comentário