NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

sexta-feira, 7 de abril de 2017

A VIDA ATRIBULADA E A CARREIRA DE AMY WINEHOUDE - IMAGENS, VÍDEOS, LETRAS DE CANÇÕES

MÚSICA: Amy Winehouse


Uma cantora que é uma das maiores inspirações do jazz contemporâneo :


Amy Winehouse





Amy Jade Winehouse, nascida em Londres, 14 de setembro de 1983, falecida em 23 de julho de 2011, aos 27, foi uma cantora e compositora britânica conhecida por seu poderoso e profundo contralto vocal e sua mistura eclética de gêneros musicais, incluindo soul, jazz e R&B.




Carreira
Ingressou na carreira musical na adolescência, apresentando-se em pequenos clubes de jazz em Londres.
Amy ainda criança:


A extensão vocal de Amy Winehouse era considerada contralto, com um registro de três oitavas.
As principais influências musicais de Amy Winehouse eram cantores de soul e jazz das décadas de 1940 e 1960, como Ella Fitzgerald e Sarah Vaughan.
Porém, alguns artistas de música gospel, como Mahalia Jackson e Aretha Franklin, também exerceram certa influência na artista.




No fim de 1999, assinou o seu primeiro contrato com uma editora discográfica, a EMI Music, mas, após ter sido descoberta por Darcus Breeze, em 2001, assinou contrato com a Island Records.
A sua primeira aparição no cenário musical britânico foi em 2003, com o seu álbum de estreia, Frank.

Frank foi bem recebido pela crítica especialista, mas, inicialmente, não obteve muito sucesso comercial apesar de ter produzido quatro singles.
VÍDEO




"Você deveria ser mais forte que eu
Você está aqui sete anos a mais que eu
Não sabe que é você quem deveria ser o homem?
Nem se compara com o que você acha que eu sou
Você sempre quer conversar sobre isso, eu não me importo!
Eu sempre tenho que te confortar quando estou lá
Mas isso é uma coisa que preciso que você faça, me faz um cafuné!

Porque já me esqueci das alegrias do amor juvenil
Pareço uma senhora, e você é meu menino-moça

Você deveria ser mais forte que eu
Mas você dura mais que um peru congelado
Porque você tem sempre que me colocar no controle?
Tudo que preciso é que meu homem cumpra seu papel
Você sempre querendo conversar sobre isso, eu estou bem
Eu sempre tendo que te confortar... todos os dias
Mas isso é uma coisa que preciso que você faça, você é gay?

Ele disse 'Eu te respeito
Pensei que você tinha muitas lições pra aprender'
Eu disse 'Você não sabe que o amor assume o controle? '
É como se você estivesse lendo sobre isso em algum roteiro chato
Eu não vou conhecer sua mãe em hora nenhuma
Eu só quero segurar seu corpo contra o meu
Por favor me fala porque você acha disso um crime."
(Stronger than me).


Foi em 2006, com o lançamento do seu segundo álbum de estúdio, Back to Black, que Amy Winehouse ganhou proeminência como uma artista.

VÍDEO




"Ele não teve tempo para se arrepender
Manteve seu pinto molhado
Com sua segura e velha aposta de sempre
Eu e minha cabeça erguida
E minhas lágrimas secas
Segui sem o meu cara
Você voltou para o que você conhecia
Tão distante de tudo o que passamos
E eu trilho um caminho conturbado
Minhas chances estão empilhadas
Eu vou voltar para o luto.

Nós nos despedimos apenas com palavras
Eu morri umas cem vezes
Você voltou para ela
E eu voltei para...

Eu voltei para nós
Eu te amo tanto
Não é suficiente
Você ama inalar e eu amo fumar
E a vida é como um tubo
E eu sou um pequeno centavo rolando parede a dentro.


Você volta pra ela
E eu volto para o luto.
Eu volto para o luto."
(Back to Back)


Back to Black obteve sucesso crítico e comercial e alcançou as posições mais elevadas no ranking internacional, tendo atingido o número 1 em 23 países, incluindo o Reino Unido, a Áustria, a Alemanha e a Dinamarca, enquanto nos Estados Unidos chegou à sua posição máxima como número dois.

Amy durante sua adolescência:



Desse trabalho, foram retirados seis singles, sendo "Rehab" o mais bem-sucedido.

VÍDEO



Back to Black vendeu seis milhões de cópias e foi o disco mais vendido de 2007.

VÍDEO




"Tudo o que posso ser para você
É aquela escuridão que já conhecemos
Com esse arrependimento me acostumei
Umas vezes foi tão bom
Era tudo ótimo quando estávamos no auge
Eu esperava por você no hotel toda noite
Eu sabia que não tinha o par ideal
Mas a gente se via sempre que podia
Não sei por que me apeguei tanto
A responsabilidade é minha
Você não me deve nada
Mas não sou capaz de ir embora

Ele vai embora
O sol se põe
Ele leva o dia embora, mas eu sou crescida
E do seu jeito
Neste tom triste
Minhas lágrimas secam sozinhas."
(Tears dry on their own)


No ano seguinte, o álbum foi indicado em seis categorias à 50.ª edição dos Grammy Awards, das quais venceu cinco, o que fez de Winehouse a artista feminina britânica que mais foi premiada em apenas uma edição.



Ícone
Considerada a desencadeadora da nova Invasão Britânica, Amy Winehouse é referida como a revolucionária da música soul pela crítica especialista.
Ela é citada como influência musical por vários cantores, incluindo Adele, Duffy, Bruno Mars, e Sam Smith.

VÍDEO





Foi a intérprete que mais vendeu em nível digital no Reino Unido, em 2007.
Ao longo de sua carreira, Winehouse vendeu um número estimado de trinta milhões de CDs e DVDs em todo o mundo, tornando-se uma das artistas que mais venderam em nível global.



As suas conquistas incluem três prêmios Ivor Novello Awards e um total de seis Grammy Awards. No entanto, apesar de bem-sucedida, a sua carreira foi muitas vezes ofuscada por seus problemas pessoais, principalmente pelo seu casamento conturbado com o ex-assistente de vídeo Blake Fielder-Civil, uma vez que as brigas do casal foram diariamente comentadas pela imprensa.




Vida Pessoal
Além disso, o seu envolvimento com álcool e drogas e a sua luta para superá-lo também prejudicaram a sua imagem pública.
Descendente de judeus, ela tinha um irmão mais velho, Alex Winehouse, nascido em 1979.
Educou-se na escola Osidge Primary School, onde se matriculou em aulas de balé.
Quando criança, costumava ouvir músicos de jazz, como Frank Sinatra, Dinah Washington e Ella Fitzgerald, que exerceram fortes influências em suas primeiras composições.



Aos nove anos de idade, ela foi incentivada pela sua avó Cynthia a se matricular em uma escola de artes particular para promover a sua educação vocal.
Winehouse passou boa parte de sua infância e adolescência presenciando a infidelidade conjugal do seu pai, Mitch, que era taxista.



Em entrevista a uma rede de televisão inglesa, o pai da cantora revelou que, em 1983, iniciou um caso amoroso com uma colega de trabalho, que se tornou sua esposa em 1996.
Ele disse: "Amy e o seu irmão sabiam disso e presenciavam o sofrimento da mãe. Eles chamavam-na de a mulher do papai no trabalho".
Os seus pais se divorciaram em 1992, depois disso Winehouse e o seu irmão ficaram sob a custódia da mãe e cresceram em Southgate.



Ela foi então matriculada na escola Susi Earnshaw Theatre School.
Aos dez anos de idade, fundou uma banda de rap amadora chamada Sweet 'n' Sour. Em 1996, conseguiu uma bolsa de estudos e começou a frequentar o colégio Sylvia Young Theatre School, mas foi expulsa após um ano por indisciplina.
Aos quinze anos de idade, compôs as suas primeiras canções e começou a se apresentar em pequenos clubes de jazz em Londres.



Em 1999, ela ingressou como vocalista de uma pequena banda local, chamada National Youth Jazz Orchestra, e gravou uma fita demo com o cantor Tyler James, que a enviou aos gerentes da agência A&R.
Em seguida, a cantora assinou um contrato com a editora discográfica EMI Music, mas foi mantida em segredo da indústria fonográfica.



Darcus Breeze ouviu um dos demos da cantora quando um dos seus gerentes foi lhe mostrar algumas das canções em que estava trabalhando e, acidentalmente, tocou uma das canções de Winehouse.
Quando Breeze perguntou quem estava cantando, o gerente disse que não estava autorizado a responder. Após ter decidido que queria contratá-la, Breeze levou cerca de seis meses para conseguir encontrar a cantora.
Apenas em 2001 ela foi convidada a fazer um teste vocacional para a Island Records e, posteriormente, assinou contrato com a gravadora, passando a produzir o seu álbum de estreia.



Frank



No ano de 2004, a cantora recebeu duas indicações ao prêmio BRIT Awards nas categorias Artista Solo Feminina Britânica e Ato Urbano.
Além disso, venceu um prêmio Ivor Novello Awards com a canção "Stronger Than Me", enquanto Frank foi incluído no livro de referência musical "1001 Albums You Must Hear Before You Die" (2005) e recebeu uma indicação ao Mercury Prize Awards de Álbum do Ano.
Após finalizar os seus projetos com o álbum, ela desapareceu da atenção da imprensa e ficou cerca de dezoito meses sem realizar nenhum empreendimento musical.


VÍDEO



"Quando você entra no bar
E vestida como uma estrela
Agitando seus saltos "venha me foder"
E os homens te notam
Com sua bolsa Gucci
Não dá para saber para quem ele está olhando

Porque vocês todas são iguais
Todos sabem seu nome
E essa é toda sua busca pela fama
Nunca perde uma noite
Porque o sonho da sua vida
é ser esposa de um jogador de futebol

Você não gosta de mulherengos
é o que você diz
Mas você não se importaria com um milionário
Você não gosta dos populares
Eles não fazem nada por você
Mas você amaria um homem rico de 1, 84m ou mais alto

Você é mais do que uma fã
Procurando por um homem
Mas acaba sempre com transas de uma noite
Ele poderia ser a sua vida
Se você durasse mais do que uma noite
Mas isso nunca dá certo.

Sem garotas como você
Não teria graça
Iriamos ao clube e não veriamos ninguém
Sem garotas como você
Não há vida noturna
Todos os homens vão para casa para suas esposas

Não fique com raiva de mim
Por você estar chegando aos trinta
E seus velhos truques não funcionarem mais
Você deveria saber desde o começo
Que você é sempre abandonada
Então use novamente seu salto "venha me foder"."

(Fuck me Pumps)



Back To Black






Amy Winehouse voltou à atenção da imprensa britânica em 2006, devido à sua drástica perda de peso e ao seu consumo excessivo de álcool e drogas.
Nesse período, ela também chamou atenção para a sua imagem, que ficou caracterizada pela sua maquiagem e por um penteado inspirado pela moda das décadas de 1950 e 1960.
Nessa época ela ganhou destaque como ícone de moda e é considerada uma pin up inspiradora para muitas mulheres amantes do gênero até hoje.



Além disso, o seu relacionamento conturbado com Blake Fielder-Civil foi muitas vezes comentado nos tabloides.



Resultante dessa relação, Back to Black foi lançado como o segundo álbum de estúdio da cantora, cujas canções descreviam sua vida pessoal.



As canções incluídas nesse trabalho foram fortemente influenciadas pela música soul da década de 1960, pelo R&B contemporâneo e o ska.
Mark Ronson e Salaam Remi são citados nas notas da obra como produtores, enquanto as composições ficaram a cargo de Amy Winehouse, Paul O'Duffy, Richard e Robert Poindexter, Nick Ashford e Valerie Simpson.



Em 13 de março de 2007, Back to Black foi lançado nos Estados Unidos através da editora discográfica Universal Music Group. Estreou na sétima posição da parada oficial do país, a Billboard 200, com mais de 51 mil cópias vendidas na sua primeira semana, estabelecendo o recorde de maior estreia alcançada por uma artista feminina britânica na época, e chegou à sua posição máxima como número dois, recebendo, dois meses depois, o certificado de ouro da Recording Industry Association of America (RIAA), que lhe atribuiu mais tarde três discos de platina.



Após a sua chegada no Estados Unidos, Winehouse deu início à divulgação dos seus singles nas rádios norte-americanas e, ainda em março, fez a sua primeira aparição em uma rede de televisão estadunidense no programa Late Show, da CBS, fazendo a sua estreia nos palcos no festival Joe's Pub, em Nova York.




Além disso, foi convidada musical na cerimônia MTV Movie Awards de 2007, na Califórnia, cuja performance obteve críticas positivas por parte dos analistas e do público.
Em função de promover o projeto em escala global, a cantora embarcou em sua primeira digressão musical pela Europa e América, com a banda The Dap-Kings, apresentando-se em festivais como Eurockéennes, Glastonbury, V Festival, Lollapalooza e Coachella, mas muitos dos seus concertos foram prejudicados pelo seu envolvimento com álcool e drogas, sendo parte da turnê pela América do Norte cancelada devido aos seus problemas de saúde.




Para auxiliar a divulgação do material, foi lançado, em 5 de novembro de 2007, Back to Black: Deluxe Edition, reedição que apresenta o disco de estúdio original, oito faixas novas e gravações demos. Simultaneamente com a versão deluxe, a artista lançou o seu primeiro DVD, I Told You I Was Trouble: Live in London, que atingiu a primeira posição nos Países Baixos.



A sua primeira canção lançada como single da versão especial foi "Valerie", que conseguiu alcançar a segunda posição da UK Singles Chart, recebendo mais tarde uma indicação ao BRIT Awards na categoria Melhor single Britânico.
A segunda, "Cupid", chegou à 49.ª posição na Suíça.

VÍDEO




"Cupido prepare seu arco
E deixe a sua flecha ir
Direto para o coração do meu amor para mim
Ninguém alem de mim hey hey hey
Cupido por favor escute meu pedido
E deixe sua flecha voar
Direto para o coração do meu amor para mim

Escute Eu não quero te incomodar mas estou angustiada
Há perigo de eu perder toda minha felicidade
Por que amo um homem que não sabe que eu existo
Ah e nisso você pode dar um jeito, então


Agora cupido se sua flecha fizer o amor dele 
mais forte por mim
Eu juro que vou amar ele até a eternidade
Cá pra nós, eu sei que podemos roubar o coração dele
Cupido me ajude se puder."
(Cupid)


Como o seu último lançamento do ano da versão-padrão, Amy Winehouse liberou "Love is a Losing Game", que chegou à 33.ª posição na tabela musical.

VÍDEO





"Pra você eu fui um caso
O amor é um jogo perdido
Cinco andares se incendiaram assim que você chegou
O amor é um jogo perdido.

Como eu queria nunca ter jogado
Oh, que estrago nós fizemos
E agora o lance final
O amor é um jogo perdido.

Desgastado pela banda
O amor é uma aposta perdida
Mais do que eu poderia aguentar
O amor é uma aposta perdida.

Declarado... profundo
Até o encanto se quebrar
e notar que você é um jogador
O amor é uma partida perdida.

Apesar de estar bastante cega
O amor é um resignado destino
Lembranças denigrem minha mente
O amor é um resignado destino.

Acima de inúteis expectativas
Ridicularizado pelos deuses
E agora o lance final
O amor é um jogo perdido."
(Love is a losing game)



Em 2008, Amy Winehouse continuou a divulgar Back to Black com o lançamento do single "Just Friends".

VÍDEO




"Quando vamos achar tempo pra sermos somente amigos
Nunca é seguro para nós, nem mesmo durante a noite
Porque eu estive bebendo
Nem de manhã onde sua merda funciona
É sempre perigoso quando todos estão dormindo
E eu estive pensando
Nós podemos ficar sozinhos?
Nós podemos ficar sozinhos?

Quando vamos achar tempo pra sermos 
somente amigos
Quando vamos achar tempo pra sermos 
somente amigos

E não, eu não estou envergonhada, mas a culpa vai te matar
Se ela não o fizer primeiro
E eu nunca vou te amar como ela
Entretanto nós temos que encontrar tempo
Para fazer essa merda juntos
Antes que piore
Eu quero tocar você
Mas isso só machuca..."
(Just friends)


No mesmo ano, a cantora continuou a promover o disco realizando vários concertos em festivais de música, mas as suas apresentações foram prejudicadas pelo seu consumo excessivo de álcool.
Nessa mesma época, ela começou a trabalhar no seu terceiro álbum de estúdio, contudo as gravações não foram concluídas e a produção foi abandonada.

No final do ano, ela cancelou a sua turnê musical e viajou a Santa Lúcia para dar continuidade à gravação de um novo material, porém o lançamento do seu terceiro álbum foi adiado várias vezes.
Retornou a Londres apenas em julho de 2009, quando lançou a sua própria gravadora, chamada Lioness Records, sendo a primeira artista a receber um contrato de gestão Dionne Bromfield, afilhada musical da cantora.




Após um longo período sem realizar nenhum empreendimento musical, Winehouse retornou aos palcos, mas as suas aparições nesse período foram esporádicas.

No começo de 2011, a intérprete deu início a uma turnê com cinco shows no Brasil, apresentando-se em Recife, São Paulo, Florianópolis e Rio de Janeiro, onde as suas apresentações foram consideradas no geral bem-sucedidas embora ela parecesse debilitada.



No segundo trimestre do ano, ela iniciou uma digressão europeia com o primeiro concerto realizado em Belgrado, onde a mídia da Sérvia classificou-a no mesmo estado da apresentação nos Emirados Árabes.
Aqueles que foram ao concerto afirmaram que a cantora estava embriagada e demonstrava dificuldades em interpretar as canções.Após ser vaiada, ela tentou deixar o local, mas os seus guarda-costas não a permitiram.
Em seguida, Winehouse cancelou duas apresentações que faria em Istambul e Atenas e, pouco depois, cancelou toda a turnê afirmando que voltaria ao tratamento.
A sua última aparição pública foi em 20 de julho de 2011, quando ela subiu ao palco para apoiar a sua afilhada musical, Dionne Bromfield, que realizava um show em Camden Town, com o grupo The Wanted.



Três dias depois, Amy Winehouse foi encontrada morta em sua casa por causas até então desconhecidas.


Crise e Borderline

O envolvimento de Amy Winehouse com álcool e drogas e a sua luta para superá-lo foi objeto de atenção da mídia.
Devido ao assédio dos paparazzi, ela obteve uma ordem jurídica que os impedia de segui-la, fotografá-la em sua casa, na casa de parentes ou amigos e aproximar-se mais de cem metros da sua residência.
Em diversas entrevistas, ela admitiu ter problemas com automutilação, depressão, distúrbios alimentares e anorexia.
Especula-se que ela possuía a personalidade borderline, um transtorno da mente, muito delicado.
Além disso, ela foi diagnosticada com enfisema pulmonar em 2008 e foi presa por posse de drogas na Noruega.




Relação Conturbada
Em 2005, Amy Winehouse iniciou um relacionamento com Blake Fielder-Civil, após conhecê-lo em um bar em Londres, mas o relacionamento chegou ao fim pouco tempo depois.
Após o rompimento, ela passou por um período de abuso de bebida alcoólica, uso de drogas pesadas, depressão e, consequentemente, perda de peso.
Iniciou então um romance com o cantor Alex Clare, porém reatou com Blake em abril de 2007.
Winehouse e Fielder-Civil casaram-se em 18 de maio de 2007, numa cerimônia privada em Miami, na Flórida, ela aos 23 anos e ele aos 25 anos de idade. No entanto, esse foi um casamento conturbado e negativamente comentado pela imprensa, o que muitas vezes prejudicou a carreira da cantora.
Além disso, os familiares do casal relataram publicamente o seu temor de que os dois pudessem cometer suicídio.
A relação dos dois era descontrolada e repleta de escândalos.
Seu ponto de ruptura, e auge de descontrole com álcool e drogas sem dúvida foi após conhecer Blake.
O pai de Amy, Mitch Winehouse, reprovava a relação.



Foi quando Fielder-Civil foi preso em 2008 sob acusação de ter agredido James King, proprietário de um bar em Londres.
Ele foi condenado a 27 meses de prisão, enquanto ela viajou para Santa Lúcia, no Caribe, onde conheceu e começou a namorar o ator Joshua Bowman.
Blake abriu um pedido de divórcio após ver fotos da cantora com o ator, com o seu advogado afirmando que abriria o processo em razão do adultério cometido.
A separação foi concretizada em 16 de junho de 2009, pelo juiz Michael Segal.

Amy era instável, sensível, intensa, emotiva e tinha problemas emocionais significativos, o que tornou mais difícil a forma com que lidou com a mídia, a exposição e a fama repentina.
Muita dessa sua sensibilidade é retratada nas letras de suas canções, que soam como poesias melancólicas.



No ano seguinte, em 2010, Winehouse conheceu o diretor de cinema Reg Traviss, que namorou por cerca de um ano, até a sua morte.




Morte

Por volta das 15 horas e 54 minutos de 23 de julho de 2011 (horário de verão britânico), duas ambulâncias foram chamadas para a casa de Winehouse em Camden, Londres, devido a um telefonema à polícia britânica para atender uma mulher desfalecida.
Pouco tempo depois, as autoridades metropolitanas haviam confirmado a morte da cantora.
Posteriormente, foi aberta uma investigação a fim de determinar a causa da morte de Amy Winehouse, porém os primeiros resultados não foram conclusivos e uma análise toxicológica foi necessária.
Apenas em 26 de outubro do mesmo ano, os relatórios finais puderam indicar que a causa da morte decorreu de um consumo abusivo de álcool após um período de abstinência, que mantivera até o dia 22 do mesmo mês.
A médica legista, Suzanne Greenaway, afirmou que a quantidade de álcool encontrado no sangue da artista era de 4,16 g/L, cinco vezes maior que o suportável.
Black, ex marido, que estava ainda preso lamentou profundamente a morte e declarou que se culpava desde então.


Amy e sua Banda:




Diversos fãs também prestaram homenagens a ela, deixando garrafas de bebidas alcoólicas, taças, cigarros e diversas fotos da cantora em frente à sua casa em Camden Town.




A sua morte também trouxe de volta os seus materiais discográficos aos rankings ao redor do mundo.




A cerimônia fúnebre ocorreu no dia 26 de julho de 2011, terça-feira, no cemitério Edgwarebury, em Londres. A família e os amigos mais íntimos de Winehouse, além de algumas celebridades, como Mark Ronson, Kelly Osbourne e Bryan Adams, participaram da cerimônia, que seguiu os preceitos da religião judaica.
O corpo da artista foi cremado e suas cinzas foram misturadas com as de sua avó, Cynthia.
Com a conclusão do funeral, os seus pais declararam sua intenção de criar uma fundação para ajudar jovens viciados em drogas.



Em 17 de dezembro de 2012, as autoridades britânicas decidiram reabrir o inquérito para confirmar a causa da morte de Amy Winehouse e, apenas em 8 de janeiro de 2013, os relatórios confirmaram que a cantora morreu devido a uma intoxicação alcoólica.


Clube dos 27

Devido a sua morte prematura, Amy assim como outros artistas entrou no famoso clube intitulado 27.
O Clube dos 27, também às vezes conhecido como o Para Sempre Clube 27 ou Clube 27 , é um grupo de músicos do Rock ou blues influentes que morreram aos 27 anos de idade.
Os 27 anos são, no mínimo, míticos dentro do universo musical.
Alguns dos grandes artistas que o mundo já conheceu coincidentemente vieram a falecer com esta idade. Além do talento inquestionável e da época da vida em que morreram, um outro fator é comum a estas estrelas: a personalidade polêmica.
Este clube é composto por Brian Jones, Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison, Kurt Cobain e por último Amy Winehouse.


Disco Póstumo





Os produtores de “Lioness” disco da cantora lançado pós morte foram Salaam Remi e Mark Ronson, que já haviam trabalhado com Amy nos seus dois álbuns.



Mitch Winehouse, pai de Amy, hoje músico, iniciou uma turnê em 2015 se apresentando no Teatro Bourbon, em Porto Alegre.
O músico iniciou sua turnê de quatro shows pelo Brasil, e após isso, Mitch seguiu para São Paulo, Rio de Janeiro e Natal.
Todo dinheiro arrecadado foi para a ONG Amy Winehouse Foundation, criada por Mitch em setembro de 2011.


Amy






O  Documentário Amy sobre a vida da cantora foi lançado em 2015 e ganhou Oscar de melhor documentário em 2016.
O pai de Amy se manifestou contra o documentário, alegando que partes da vida da filha não foram mostradas com verdade.


Ao se ouvir Amy pela primeira vez não se pode conter a emoção e admiração por um timbre de voz tão lindo e composições melancolicamente poéticas, profundas, impactantes e belíssimas.
Até hoje é uma grande influência que jamais será esquecida.




Sua morte foi um imenso choque e uma das maiores perdas da história da música. 


BRILHE AMY




helenadalillah.blogspot.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário