AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 3 de março de 2017

Um rockstar chamado Bono

Uma

luta constante pela desigualdade e injustiça social no mundo. Esse é Paul David Hewson, conhecido no começo da carreira como Bono Vox e hoje, apenas como Bono, não se destaca apenas por ser o vocalista de uma das bandas mais importantes do mundo.

Seu papel como rockstar vai além dos palcos gigantescos e tecnológicos do U2 e o diferencia dos outros nomes do rock n’ roll. “Como um astro do rock, tenho dois instintos: quero me divertir e quero mudar o mundo. Tenho a chance de fazer ambos”, frase de Bono. Mas, para alguns, seu lema irrita e o intitula como o chato-político.
Até seu cargo no U2 correu risco de perder anos atrás. No fim de 2005, revelou em entrevista a BBC de Londres que quase foi expulso da banda por conta de usar tanto o microfone para lutar pelas causas que defende.

Bono durante apresentação nos EUA, em 2009. (AP)
“Houve um momento que eu tive medo de ser botado para fora do U2 por ser chato de mais. Essa coisa contra a fome pode cansar. E a primeira função de uma banda de rock é ela não ser chata”.
Em 1985, Bono foi um dos artistas mais ativos do ‘Live Aid’ – evento organizado por Bob Geldof com o objetivo de arrecadar fundos em prol dos famintos da Etiópia - a partir desse festival, começou a abraçar causas de desigualdade e injustiça social.
No começo dos anos 2000, ajudou a fundar a ‘DATA’ que trabalha com grupos religiosos em questões como doenças globais e fome. A ‘RED’ também foi criada por Bono e já ajudou milhões de mulheres grávidas na África, mulheres que se submetem a tratamento para prevenir a transmissão do vírus HIV para seus bebês.

Em 2005, mais uma vez Bono estava envolvido em evento contra a fome. Dessa vez, era o 'Live 8'. Uma série de shows que ocorreram nos dias 2 e 6 de julho de 2005 nos países integrantes do G8 e África do Sul. O evento tinha como principal objetivo pressionar os líderes mundiais para perdoar a dívida externa das nações mais pobres do mundo.


Bono durante Live 8. (Divulgação)
Bem o mal visto por pregar o lema “salvar o mundo”, Bono é um artista com rara capacidade de ter o controle total de sua platéia, seja em um pequeno teatro, ou num grande estádio, como o de Wembley, onde quebrou com 88 mil pessoas, o recorde de público  local, no ano passado. Apesar da alta tecnologia utilizada pela banda há muitos anos em suas performances, o que faz a diferença é o cara que comanda a festa.
Fato é, assinando Vox ou não, sendo visto como o chato político ou apenas como o Bono cinquentão, vocal da banda que com mais três caras arrebenta no palco, vale a pena pegar qualquer disco da sua carreira e colocar para tocar; e tocar alto. Afinal, U2 com qualquer Bono é para ouvir, ver e ver de novo, e ouvir outra vez...

Bono perfil


Filho de pai católico e mãe protestante, numa Irlanda separada por conflitos religiosos, Bono cresceu com uma forte espiritualidade, que influenciou não somente seu sentimento humanitário, mas muitas de suas músicas.


O vocalista do U2. (Divulgação)
O objeto procurado em “I Still Haven’t Found What I’m Looking For”, por exemplo, é o Espírito Santo. Seu pseudônimo "Bono" – é uma adaptação de Bona Vox, uma marca de aparelho auditivo que em Latim traduz-se como "boa voz". Vale lembrar que há anos Bono não usa mais o Vox.
O vocal do U2 é admirador incondicional de Elvis Presley. Ele já até vestiu a roupa dourada, parecida com a que Elvis usou em shows, e segundo ele, até sentiu a presença do mesmo; escreveu um longo poema, e deu nome a um de seus filhos de Memphis Eve (Memphis, cidade onde Elvis viveu e morreu). Hoje, aos 50 anos, Bono é casado com Alison Stewart e além Memphis, tem mais três filhos.


U2

Nos fim dos anos 70, Larry Mullen Jr., com apenas 14 anos, colocou um anúncio na escola, ‘Mount Temple High School’, em Dublin, na Irlanda à procura de integrantes para formar uma banda.
A propaganda resultou na formação do Feedback, que incluía Larry na bateria, Adam Clayton no baixo, Paul Hewson (Bono) no vocal, David Evans (The Edge) na guitarra e o seu irmão Dick, também na guitarra.


Larry Mullen Jr., Adam Clayton, Bono e The Edge. (Divulgação)
Após meses de ensaios, o Feedback virou The Hype. A banda tocou com este nome num concerto para a descoberta de novos talentos em Limerick, na Irlanda e venceu o concurso. Jackie Haden, da CBS Records, que fazia parte do júri, ficou impressionado com a banda. Nascia ali a sua primeira demo.

O punk rocker de Dublin, Steve Rapid disse que The Hype não era um bom nome. Por conta da família de Adam ser muito ligada à aviação, sugeriu um novo nome: U2 (Lockheed U-2, nome de um avião-espião utilizado pelos EUA durante a Guerra Fria e que foi aceito e se tornou o nome oficial da banda.

Lockheed U-2, o avião-espião. (Reprodução)
Em Março de 1980, sem Dick (irmão de The Edge) eles assinam um contrato com a Island Records que em outubro do mesmo ano editava o seu primeiro álbum ‘Boy’. De lá para cá, foi um álbum atrás do outro, muito sucesso, palcos gigantes e ricos em tecnologia e o espetáculo que se tornou o show do U2.

Curiosidades:

1 - O guitarrista Dick Evans, irmão de The Edge, deixou a banda em 1978, meses antes de ser batizada de U2 e se juntou ao grupo Virgin Punes, também de Dublin.

2 - Adam Clayton, além de tocar baixo, era também o empresário da banda até a entrada de Paul MacGuiness, nos fim dos anos 70.

3 - O sucesso do U2 obrigou o baterista Larry Mullen a incluir o Jr., em seu nome, pois seu pai estava sendo cobrado de impostos sobre os ganhos de seu filho.

4 - Em 2002, os quatros integrantes do U2 foram homenageados em selos de correio com seus rostos estampados.

5 - Em 2003, a revista norte-america Rolling Stone publicou a lista dos 100 melhores guitarristas da história do rock: The Edge ocupava a 24ª colocação.

Discografia
A banda soma treze álbuns de carreira. O primeiro é ‘Boy’ lançado pelo U2 em 1980, e o mais recente é ‘No Line on the Horizon’, de 2009. Com esse disco, a banda roda o mundo com a ‘U2 360° Tour’ e pode ser que até o fim do ano ou em 2011, desembarque no Brasil. Abaixo discografia completa dos irlandeses do U2:

1980 "Boy"
O hit do trabalho de estreia da banda é "I Will Follow"



1981 “October”
“Gloria”, “Tomorrow” e “October” são sucessos do disco



1983 "War"
"Sunday Bloody Sunday" abre o álbum



1983 “Under a Blood Red Sky” (live)
Disco ao vivo que traz “Gloria”, "I Will Follow" e mais



1984 "The Unforgettable Fire"
Destaque para "Pride (In the Name of Love)"



1987 "The Joshua Tree"
"I Still Haven't Found What I'm Looking For" é um dos hits do CD



1988 “Rattle and Hum”

Aqui você ouve “Desire” e  “Angel of Harlem”



1991 "Achtung Baby"
"One", grande hit da banda faz parte desse álbum



1993 "Zooropa"
"Stay (Faraway, So Close)" e “Numb” estão nesse CD



1997 “Pop”
Destaque para as faixas: "Staring at the Sun" e "Discothèque"



2000 "All That You Can't Leave Behind"
Beautiful Day", "Stuck in a Moment" e "Walk On" estão aqui



2004 "How to Dismantle an Atomic Bomb"
A porrada “Vertigo” e a balada “City of Blinding Lights” fazem parte do 12º álbum do U2



2009 “No Line on the Horizon”
“Get on Your Boots” foi o 1º single desse disco




www.territorioeldorado.limao.com.br

Sem comentários:

Enviar um comentário