AVISO

O administrador deste blogue não é responsável pelas opiniões veiculadas por terceiros, nem a sua publicação quer dizer que delas partilhe, apenas as publica como reflexo da sociedade em que se inserem, dando-lhes visibilidade, mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia de situações menos claras do ponto de vista ético.

Atenção este blog tem tradutor se quiser traduzir clique com o botão direito do rato ou procure o tradutor no fim da publicação e clique onde diz traduzir para português ou outro idioma.


quinta-feira, 9 de março de 2017

Só há 5 concelhos em Portugal onde as mulheres ganham mais que os homens


Ourique, Mértola, Castanheira de Pêra, Nordeste e Lajes do Pico são os únicos cinco concelhos portugueses onde as mulheres ganham mais que os homens, avança a Marktest, a propósito do Dia Internacional da Mulher, que hoje se celebra.
A empresa de estudos de mercado analisou os salários dos trabalhadores por conta de outrem e apurou que a diferença é pequena, mas que o ganho médio mensal das mulheres é mais elevado, ao contrário da generalidade dos concelhos do país, em que os homens ganham mais.
Em Ourique, as mulheres ganham em média mais 10 euros do que os homens e em Lajes do Pico ganham mais 26 euros. Contrariamente, em Alcochete, a diferença entre o rendimento dos homens e das mulheres pode chegar aos mil euros. Eles ganham em média 2073 euros mensais e elas 906 euros.
Vila do Porto, Sines, Castro Verde e Vila Velha de Ródão são os outros concelhos onde a disparidade salarial entre homens e mulheres é maior, variando entre 928 euros e 615 euros.
Oeiras é o concelho onde as mulheres mais ganham, uma média de 1405 euros mensais, à frente de Lisboa, com 1373 euros, e de Sines, com 1189 euros. Em Celorico da Beira, Lousada e Gavião, por oposição, as mulheres têm o menor ganho médio mensal, que não supera os 640 euros.


dinheirovivo.pt/

Sem comentários :

Enviar um comentário