NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

domingo, 12 de março de 2017

Portugal: 22 cidades em 7 dias


Conhecer Portugal em 7 dias? Sim, é possível. São 22 cidades para descobrir num roteiro com um percurso incrível que o deixará arrebatado e apaixonado pelo nosso país.

Pense em: caminhar pela margem do Tejo, visitar os belos palácios de Sintra, saborear uma Ginginha de Óbidos, ver as famosas ondas da praia de Nazaré, conhecer um dos maiores centros marianos do mundo, visitar a cidade dos estudantes, dar um passeio de moliceiro, comer uma francesinha ou visitar as caves do Douro, conhecer a cidade onde nasceu Portugal, deixar-se encantar por um dos maiores centros religiosos do país, comprar uma peça de joalharia em filigrana e conhecer o norte mais norte de Portugal.

Aqui, cada cidade conta histórias diferentes. As pessoas que as habitam têm características e pronúncias peculiares. Um país pequeno, mas com uma riqueza cultural e gastronómica sem igual.


Lisboa - é uma cidade iluminada. O Tejo e o Sol, quase sempre presentes, fazem da capital portuguesa um espelho de cor, onde a beleza e os contrastes arquitetónicos não passam despercebidos. [saiba mais sobre Lisboa]


Sintra - outrora muito apreciada pela burguesia portuguesa e europeia, possui um rico acervo de palácios como o da Pena, o de Seteais e o de Monserrate. É, também, célebre pelos seus belíssimos jardins que possuem espécies exóticas únicas em Portugal. Destaque para o Castelo dos Mouros e a Quinta da Regaleira. [saiba mais sobre Sintra]


Cascais - considerada por muitos a Riviera Portuguesa. O conjunto Estoril e Cascais é repleto de glamour e carisma. Com muitos atrativos num espaço reduzido e de enquadramento excecional em termos de natureza, cultura e património. [saiba mais sobre Cascais]


Óbidos - medieval cercada pelas imponentes muralhas do século XIV, que perfazem um castelo muito bem conservado. Percorra as suas muralhas, pequenas ruelas e igrejas, e saboreie a famosa Ginjinha de Óbidos. [saiba mais sobre Óbidos]


Nazaré – aqui poderá meter conversa com a ''mulher das sete saias'', comer um peixe fresco e subir aos miradouros da Pederneira e do Sítio, para depois descer até à Praia pelo elevador centenário. Longe vão os tempos em que não existia praia por causa da insistência do mar em avançar terra dentro. Por isso, até ao século XVI, os nazarenos viviam na Pederneira e no Sítio, locais que, conjuntamente com a Praia, constituem a Nazaré. [saiba mais sobre Nazaré]


Alcobaça - cidade detentora do Mosteiro fundado em 1178, pela Ordem de Cister, em cumprimento do voto de doação feito por D. Afonso Henriques, aquando da conquista de Santarém aos árabes. A abadia é um dos mais importantes templos cistercienses medievais, tratando-se da primeira obra inteiramente gótica em Portugal. A sua monumental fachada apresenta um conjunto variado de estilos: românico, gótico e barroco. O Mosteiro de Alcobaça está classificado como Património Mundial da Humanidade.


Batalha - cidade que alberga o Mosteiro Dominicano de Santa Maria da Vitória. É uma obra-prima da arquitetura gótica e Património Mundial da Humanidade. [saiba mais sobre Batalha]


Fátima – o seu santuário é um dos maiores centros de peregrinação à Virgem Maria do mundo católico. O famoso Santuário de Fátima atrai 6 milhões de peregrinos todos os anos. Aproveite, também, e visite a Basílica de Nossa Senhora, a Capelinha das Aparições e a casa dos Três Pastorinhos, na Cova da Iria. [saiba mais sobre Fátima]


Coimbra - de ruas estreitas, pátios, escadinhas e arcos medievais. Coimbra é banhada pelo rio Mondego e foi berço de seis reis de Portugal. Aqui nasceu, também, a primeira Universidade do País, que é uma das mais antigas da Mundo, sendo que o primeiro registo como Universidade acontece em 1290. Coimbra é conhecida como a terra dos estudante mas, mais que isso, é uma terra de tradições onde o passado e o futuro se cruzam. Além disso, e como diria o fado coimbrense… “tem mais encanto na hora da despedida”. [saiba mais sobre Coimbra]


Aveiro - carinhosamente conhecida como “Veneza de Portugal”. É cortada por canais, onde deslizam os coloridos Moliceiros, barcos típicos da região aveirense. É impossível lembrar de Aveiro, sem lembrar do sabor dos seus Ovos-moles. O doce típico, herança conventual da cidade.


Porto – é a segunda maior cidade de Portugal. Planta à beira-rio, torna-se fascinantes com as suas ruelas, casas típicas e população pitoresca. A cidade do Porto está cada vez mais moderna. Oferece muitas atrações, monumentos e museus. A sua incrível gastronomia não pode deixar de ser provada. Delicie-se, também, com as suas gentes. Os Portuenses são hospitaleiros e muito simpáticos. [saiba mais sobre Porto]


Douro - lugar singular, onde a conjugação do clima, do rio, das uvas e do esforço do Homem deram origem à primeira região demarcada de vinhos do Mundo, pela produção do Vinho do Porto. Local pitoresco, de paisagens verdejantes e natureza exuberante, o Douro convida todos os seus visitantes a uma abstração temporária da realidade.


Guimarães - cidade considerada a cidade berço de Portugal. Guimarães oferece aos seus visitantes um magnífico centro histórico classificado Património Mundial da Humanidade. Conheça os cantos da cidade Capital Europeia da Cultura de 2012, onde é possível apreciar a evolução de uma cidade de origem medieval, que mantém a sua autenticidade na atualidade.


Braga - outrora cidade de romanos e, mais tarde, "cidade dos arcebispos". Braga é um dos principais centros religiosos de Portugal, onde predomina fortemente o Barroco. Descubra os seus principais locais de culto, o seu centro histórico, as suas paisagens verdejantes e delicie-se com os sabores típicos da região. Deixamos a dica para a sobremesa: Pudim Abade de Priscos.


Viana do Castelo - cidade atlântica, na foz do rio Lima, entre o monte e o mar, conferem à cidade dotes paisagísticos de excelência que encantam os sentidos e proporcionam um clima de descompressão. A originalidade e funcionalidade do seu artesanato, com especial relevo para a louça, os bordados e a filigrana, são outros atributos que fazem de Viana do Castelo uma cidade extremamente atrativa para todas as vertentes de Turismo.


Ponte de Lima - não será por acaso que a Vila mais antiga de Portugal é reconhecida como um património universal, um território sem fronteiras, mediador de um movimento que entende o nosso planeta como um lugar sagrado. Ponte de Lima é Vila porque quis ser Vila e recusou ser cidade. É algo mais do que um simples destino.


Valença do Minho - tem origens muito remotas. A sua ocupação remonta a épocas muito recuadas, as gravuras rupestres que se podem observar em determinados lugares de certas freguesias são prova irrefutável de uma ocupação longínqua no tempo. As Inquirições de D. Afonso III também fazem alusão a edificações do tipo dolménico no Concelho de Valença.Provenientes das mais variadas origens - indo-europeias, mediterrâneas e africanas - foram acudindo a esta região vários povos atraídos pela abundância da caça, da pesca e pela fertilidade do solo.


blog.besttimetour.com

Sem comentários:

Enviar um comentário