AVISO

O administrador deste blogue não é responsável pelas opiniões veiculadas por terceiros, nem a sua publicação quer dizer que delas partilhe, apenas as publica como reflexo da sociedade em que se inserem, dando-lhes visibilidade, mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia de situações menos claras do ponto de vista ético.

Atenção este blog tem tradutor se quiser traduzir clique com o botão direito do rato ou procure o tradutor no fim da publicação e clique onde diz traduzir para português ou outro idioma.


segunda-feira, 6 de março de 2017

Mais de 200 falsos recibos verdes na RTP


Foram identificados, em várias áreas da RTP, mais de duas centenas de falsos recibos verdes durante uma acção inspectiva da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT).
http://www.abrilabril.pt:80/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/rtp_1.jpg?itok=Lo9KmOBz
Edifício da RTP
Nos dias 1 e 2 de Março, 26 inspetores estiveram na sede da Rádio e Televisão de Portugal (RTP- Lisboa) e no Centro de Produção Norte (RTP - Monte da Virgem), onde identificou a situação de precariedade depois de ter inquirido dezenas de jornalistas durante a inspeção.
Numa nota pública, a situação é denunciada pelo Sindicato dos Jornalistas (SJ), que espera que o Conselho de Administração da RTP «promova, junto da tutela, uma solução que ponha termo a esta flagrante ilegalidade».
O SJ lembra que a precariedade no jornalismo, está longe de se confinar à RTP, «como ficou amplamente demonstrado no 4.º Congresso dos Jornalistas Portugueses, realizado em Janeiro». A estrutura sindical espera que a acção da ACT «se estenda urgentemente» a outros órgãos de comunicação social, públicos e privados. 


www.abrilabril.pt

Sem comentários :

Enviar um comentário