AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 11 de março de 2017

Hoje na História: 1828 - Nasce o escritor francês Júlio Verne



Um dos maiores escritores franceses e pioneiro na ficção científica, Júlio Verne previu, entre outros inúmeros inventos, a televisão, o helicóptero, o cinema falado e o ar condicionado


Nasce em 8 de fevereiro de 1828, no bairro da ilha Feydeau, em Nantes, aquele que viria a ser um dos maiores escritores franceses e o pioneiro da ficção científica. Filho de Pierre Verne, que exercia a profissão de procurador e de Sophie Allote de la Fuye, filha mais velha de uma família burguesa de cinco filhos de navegantes e armadores, Júlio Verne iria marcar a ficção científica e mais genericamente a literatura do século XIX. O ano 2005 foi declarado o “Ano Júlio Verne” por coincidir com o centenário da morte do autor.

Jules Gabriel Verne Allotte começou sua carreira literária após seu pai desiludir-se com a sua trajetória de advogado. Depois de ter se diplomado em Letras e Direito, Verne prosseguiu com seus estudos em Paris. Dedica-se então ao teatro, graças aos Alexandre Dumas, pai e filho, e ocupa o posto de secretário do teatro lírico até 1854 onde faz encenar peças por ele escritas em colaboração com Michel Carré. Em 1848 compôs, com Carré, dois libretos para operetas, e, em 1850, uma comédia em verso, em parceria com Alexandre Dumas Filho. Só descobriu seu verdadeiro gênero literário ao escrever algumas narrativas de viagens.
Para fazer face as suas novas responsabilidades familiares, torna-se agente de câmbio. Verne estabelece então contato com Pierre-Jules Hetzel, um editor, e lhe apresenta um manuscrito intitulado Viagem ao ar que viria a ser o Cinco semanas em um Balão, que marcou o início de uma longa associação. Este primeiro grande êxito, Cinco Semanas em um Balão, havia sido recusado por quinze editoras, que não viam no livro mais que uma tentativa frustrada de predizer o futuro. Até que Verne conhece Hetzel, o editor mais influente de Paris, que lhe propôs escrever dois livros por ano. O sucesso foi gigantesco.


Escritor francês Júlio Verne foi um dos maiores escritores franceses e pioneiro da ficção científica



Destacadas obras
Seus romances são reunidos, a partir de 1866, numa coleção ilustrada que leva o título geral de Viagens Extraordinárias pelos Mundos Conhecidos e Desconhecidos. A obra A volta ao Mundo em 80 dias é publicada em folhetins em 1872 e imediatamente se torna o maior sucesso de seu autor.

Desenho publicado na primeira edição de Vinte Mil Léguas Submarinas
Desenho publicado na primeira edição de Vinte Mil Léguas Submarinas
Foi um dos primeiros escritores a praticar uma literatura na linha da moderna ficção científica. Verne previu, entre outros inúmeros inventos, a televisão; o helicóptero; o cinema falado; a iluminação a néon; o ar condicionado; os arranha-céus; os mísseis teleguiados; os tanques de guerra; os veículos anfíbios; o avião; a caça submarina; o aproveitamento da luz e da água do mar para gerar energia; o uso de gases como armas químicas.
Verne escreveu obras de aventura e ficção científica que influenciaram gerações. Em Vinte Mil Léguas Submarinas, aparece o Náutilus, submarino com dispositivo semelhante ao mecanismo termonuclear utilizado atualmente, e passamos a conhecer também um dos seus personagens mais famosos, o Capitão Nemo, que sonha em construir uma base submarina para sua nação utópica e organizada utilizando a energia nuclear para suprir as necessidades de abastecimento desta base.
Verne foi influenciado por Jonathan Swift, com seu livro Viagens de Gulliver, por Daniel Defoe e seu Robinson Crusoé, e ainda por Edgar Allan Poe e sua obra macabra. Verne sabia captar o que agradava aos leitores de todas as idades, conseguindo mantê-los atentos e curiosos. Sua atualidade ainda persiste, assim como sua popularidade. Seus livros figuram entre as obras mais conhecidas e apreciadas do mundo.


operamundi.uol.com.br

Sem comentários:

Enviar um comentário