AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


segunda-feira, 20 de março de 2017

Henrique Granadeiro não quer revelar contas na Suíça



Henrique Granadeiro não quer que o Ministério público tenha acesso às suas contas bancárias na Suíça e contestou o pedido de levantamento do sigilo bancário feito pelos procuradores responsáveis pelo inquérito nos tribunais suíços, avança hoje o Correio da Manhã.
Esta é uma das razões apontadas pelos procuradores para o pedido de adiamento da conclusão do inquérito, concedida pela procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, na passada sexta-feira.  
Os investigadores ainda não receberam qualquer resposta às cartas rogatórias enviadas para Angola e para a Suíça.
Henrique Granadeiro, que foi constituído arguido juntamente com outro ex-presidente da PT, Zeinal Bava, no passado dia 24 de Fevereiro, é suspeito de ter recebido mais de 20 milhões de euros do Grupo Espírito Santo.  
O processo, que investiga crimes de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais, foi aberto em 2013 e indiciou 28 arguidos, entre eles o ex-primeiro-ministro José Sócrates e o ex-presidente do BES, Ricardo Salgado.
O inquérito envolve 91 volumes e 452 apensos, mais de 13,5 milhões de ficheiros informáticos e 3.000 documentos em papel. 



www.sabado.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário