AVISO

OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá, obviamente, da minha aprovação que depende da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente, com a excepção dos que o sistema considere como SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam a apologia do racismo, xenofobia, homofobia ou do fascismo/nazismo.


sexta-feira, 10 de março de 2017

encruzilhada

Existem realmente muitas encruzilhadas na vida, ou apenas a encruzilhada da vida, ela só !
NESSAS VEREDAS E CAMINHOS NOS CONSTRUIMOS, VENCEMOS E NOS PERDEMOS.
Existem veredas que precisamos de percorrer durante muito tempo para que as possamos conhecer e nos levem ao trajecto principal, à estrada larga, de onde se vislumbra o horizonte, o nosso, o que almejamos, para nós e também para quem gostamos, para quem não nos agride e engana.
Não se conhecem as veredas meramente do pé para o pé, é preciso muitas das vezes que seja a pedra e o espinho a ensinar-nos a percorrer essa caminhada que nos faz feridas e dificulta as metas.O lamento pode ser natural porque nos dói mas não nos pode fazer desistir, atrasar, esmorecer, ou então só temos que repetir.repetir, repetir se queremos realmente chegar.
O destino não existe porque só existimos nós !
António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário