NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

domingo, 12 de março de 2017

CONHEÇA "YORK" EM INGLATERRA, UM LEGADO DE TRÊS CIVILIZAÇÕES


Você sabia que York é um dos destinos turísticos mais procurados da Inglaterra?
Ficou surpreso, não é?
Então, vamos saber por quê:
Fundada pelos Romanos às margens do Rio Ouse, no ano 71, York se chamou Eboraco até o século VII, quando os Anglo-Saxões passaram seu nome para Eoforwic.
No ano de 866 os Vikings invadiram o povoado, mudando para Jorvik até o século XIII, quando, finalmente, se tornou York, após passar por Yerk, Yourke e Yarke.
Sinceramente, eu espero que tenham chegado a um acordo e que não mudem  o nome York daqui para frente…..
Buscando defendê-la de invasores, a construção da muralha teve início durante o domínio Romano e continuou sendo erguida até o período Medieval.
Vamos começar nosso passeio?
Estando em Londres, as melhores opções de transporte para York, são:
Trem: 325 km (200 milhas), 3 horas de viagem
Estrada de rodagem: 370 km (230 milhas), 4 horas de viagem
Trem
As principais atrações podem ser tranquilamente percorridas a pé entre 2 a 3 dias. Idealmente, três, pois você irá adorar “se perder” pelas antigas ruas da incrível cidade.
Vamos, então, planejar nossa jornada:
  • Mary’s Abbey
Situada na região Norte da cidade, as ruínas da Abadia de Santa Maria ficam nos jardins do Museu de York e de outros importantes edifícios históricos da cidade.
DSC_9555red
Sua inauguração ocorreu no ano de 1055, portanto há quase 1000 anos atrás.
Vale a pena conhecer e caminhar pelo lindo jardim e gramado.
DSC_9565red
Endereço: Yorkshire Museum, Museum St, York YO1 7FR, Reino Unido

  • Torre Multiangular
Bem próximo da Abadia de Santa Maria, fica a Torre Multiangular.
Mesmo com o passar de tantos séculos, York ainda conserva a maior extensão intacta de muralha de toda a Inglaterra.
DSC_9566red
A parte inferior da Torre foi construída pelos Romanos, enquanto que a parte superior foi erguida no período Medieval, o que explica a diferença de material empregado.

  • York Minster
 Em formato cruciforme, a fantástica Catedral de York é uma das maiores, em seu gênero, no Norte europeu.
DSC_9570red
Projetada e decorada em estilo gótico, sua construção iniciou-se em 1230 e foi concluída em 1472, ou seja, 242 depois.DSC_9443-2cred
Seu comprimento é de 158 metros, enquanto que  a torre central tem 70 metros de altura.
DSC_9577red
Internamente, a beleza de seus vitrais e do órgão de 1832, constituem o ponto alto da visita.
DSC_9399red
Além de conhecê-la internamente, não deixe de adquirir o bilhete que inclui a subida na torre,
DSC_9614red
de onde se tem uma belíssima vista do seu entorno.
DSC_9612red
Se puder, faça uma visita guiada para melhor desfrutar dos ricos detalhes da York Minster.
DSC_9415red
DSC_9419red
Para mais informações, acesso o website www.yorkminster.org/home.html
       Endereço: Deangate, York YO1 7HH, Reino Unido

  • Centro Viking – Jorvik
Segundo a história, os Vikings não eram guerreiros permanentes, mas pescadores escandinavos ou donos de terras, que passavam a maior parte do tempo em suas casas.
DSC_9388ccccred
Na época do verão, convocados por líderes locais, costumavam aventurar-se por mares mais ao Sul, na busca por comércio e ocupação de novas terras.
Dominavam a agricultura, a construção de barcos, a pesca
DSC_9351cred
e a forja de metais, visando à  fabricação de armas, ferramentas e utensílios domésticos.
DSC_9357cred
A era Viking predominou entre os anos 800 e 1050, justamente quando exploraram o Mar do Norte e invadiram a vila Eoforwic (ano de 866), passando a chama-la de Jorvik (York).
DSC_9368-2red
Na época dos Vikings, os países que hoje fazem parte da Escandinávia ainda não existiam tal como conhecemos hoje: Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia.
DSC_9372-2red
Até 1970, objetos do domínio Viking eram descobertos em York apenas em escavações casuais, mas tudo mudaria em 1972, quando valas abertas no subsolo do Banco Lloyds revelaram um valioso tesouro arqueológico.
DSC_9352cred
Entre os anos de 1976 e 1981, arqueólogos passaram a escavar a preciosa área, descobrindo casas, oficinas, roupas e uma infinidade de objetos dos Vikings, tal como haviam sido deixados, há mais de 1000 anos atrás.
DSC_9386red
Faça como 18 milhões de visitantes ao longo dos últimos 30 anos e vivencie esta maravilha, confortavelmente sentado em um trenzinho que circula pelo subterrâneo da impressionante reconstituição.
DSC_9362cred
Fora isso conheça a exposição de objetos autênticos que foram resgatados durante a busca arqueológica.
Veja no website outras informações www.jorvik-viking-centre.co.uk
Endereço: Coppergate, York YO1 9WT, Reino Unido

  • Clifford’s Tower
A Torre de Clifford é uma das atrações mais apreciadas de York.
DSC_9477red
O Castelo original, do tipo morro e fortificação, foi erguido neste local por Guilherme o Conquistador, que reinou a Inglaterra entre 1066 e 1087.
A torre atual, geralmente descrita como “A grande torre” foi construída entre 1245 e 1262 por ordem do rei Henrique III, cercada, até 1800, por um fosso alimentado a partir do rio Foss, quando deixou de existir.
DSC_9474red
Ela foi ocupada como “Prisão do Condado de York” entre 1826 e 1935. No centro gramado, a edificação, conhecida como “O Olho de York” foi o que sobrou dos tempos em que o Castelo de York pertencia à Coroa.
Em 1988, este pedaço de terra foi transferido ao Conselho da cidade de York, pelo preço simbólico de £ 1.
      Endereço: Tower St, York, North Yorkshire YO1 9SA, Reino Unido

  • York Castle Museum
Bem ao lado da Torre de Clifford, fica o interessante Museu do Castelo de York.
Ali você irá viajar no tempo para conhecer a vida e os costumes das famílias ao longo dos anos, tais como suas casas, ruas, transporte, comércio, escola, prisão, brinquedos, moda, artefatos e muitas outras curiosidades.
DSC_9479credDSC_9519credDSC_9546redDSC_9543credDSC_9505redDSC_9517credDSC_9514red
Produção de velas
DSC_9532cred
Produção de queijos
DSC_9499red
As fotos são liberadas, porém sem uso de tripé. Aproveite para se divertir e aprender bastante com os antepassados.


bagagemdebordo.com

Sem comentários:

Enviar um comentário