AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 31 de março de 2017

Apoiantes de detratores do presidente Recep Tayyip Erdogan envolveram-se em altercações violentas em frente ao consulado da Turquia em Bruxelas.




Segundo um porta-voz da polícia da capital belga houve “vários feridos”, um dos quais em estado crítico, depois de ter sido esfaqueado.

Os incidentes registaram-se num momento em que a comunidade turca na Bélgica vota por antecipação no referendo acerca do reforço dos poderes do presidente turco.
Entre os opositores de Erdogan, uma mulher explica que tem “amigos no interior [do consulado] que estão a vigiar as urnas” e acrescenta que “eles precisam de saber que, se algo lhes acontecer, [os manifestantes no exterior] demolirão o consulado”.
O referendo turco tem sido motivo de fricção entre Erdogan e a União Europeia. As relações diplomáticas são particularmente tensas entre Ancara e Berlim e Haia, depois da proibição de comícios a favor do presidente turco na Alemanha e na Holanda.

VÍDEO

video



pt.euronews.com

Sem comentários:

Enviar um comentário