terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

TÁVA MÔRTO


TÁVA MÔRTO ERA O QUE JULGAVA
O MANÉL CONHECIDO PELO FÁVA
MAS FÔI AO BAILARICO
CONHECEU LÁ UMA BAILARINA
BEM CONSERVADA DE PELE FINA
E ENTÃO FOI O BONITO
COM TANTO RODOPIAR
ALGO COMEÇOU A AUMENTAR
LÁ NO MÊO DAS VERILHAS
ERA VÊ-LO MUNTO VERMÊLHO
MÁ MEXIDO CUM ESCRAVÊLHO
QUAL MÔÇO DE NOVAS PILHAS
PELA CENTURA ABRAÇAVA
O SEU PÁR QUE ADORAVA
E ELA SE DERRETIA
TÁVA VIVO O MANUEL FÁVA
HÁ MUNTO QUE NÃO SE ASSANHAVA
E A TAL PERNA NÃ SENTIA
O DESFÊCHO JÁ SE ADEVENHAVA
ENTRE A PÁLMIRA E O FÁVA
E DÊU EM CASAMENTO
AGORA QUE SE HABETOOU
POR AQUILO QUE NÃ DANÇOU
DÁ Á PERNA TÔDO O TEMPO
António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário