AVISO

OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá, obviamente, da minha aprovação que depende da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente, com a excepção dos que o sistema considere como SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam a apologia do racismo, xenofobia, homofobia ou do fascismo/nazismo.


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

quatro pés


ele chegou viu quatro pés
e com um olhar de revés
foi ver quem era o furtivo
alevantou os lençóis
e pelo mexer. pela voz
era o vizinho mesmo vivo
nada mesmo o surpreendeu
por ver ali o camafeu
e ensaiou um sorriso
quem reparte o que é seu
diz o deus lá do céu
ganha o céu, o paraíso
o pior não sabia o vizinho
que por tal arranjinho
qual seria a sua cruz
que estar bem quente no ninho
tinha que pagar salário e vinho
renda de casa, gás e luz
e a partir desse dia
de rendimentos vivia
o corno na prosperidade
o outro no truca truca
por uma tesão maluca
pagava bem de verdade
o vizinho pagava bem
e quem nas mãos calos tem
da vida que lhe foi ingrata
experimente chegar de surpresa
apanhar na cama a princesa
e viver como magnata
António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário