NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

os anos



de tanto de fazer anos
por motivo de desenganos
às vezes até me cansa
mas quanto tudo corre bem
fazer anos sabe bem
e cresce em mim a esperança
a esperança de ver um dia
a minha gente com alegria
neste Portugal que amo
então os anos não pesam
e com prazer se revezam
com prazer em cada ano


JÁ VOU A 65 À HORA
E A PARTIR DE AGORA
O QUE VIER É GORJETA
O QUE SURGIR PELA VIDA FORA
QUE SEJA SEMPRE EM BOA HORA
QUE A VIDA NÃO SE REJEITA
António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário