quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Caixa pagou conta de advogados de António Domingues escreve o "Expresso"



Caixa pagou conta de advogados de António Domingues


Foi usado dinheiro do banco público para pagar os advogados de António Domingues, que negociaram alterações ao Estatuto do Gestor Público

Ponto final, mas não definitivo. Parágrafo, que a polémica promete continuar: as alterações ao Estatuto de Gestor Público (EGP) negociadas pelos dos advogados de António Domingues com o Ministério das Finanças, antes deste assumir a liderança da instituição, foram pagas pela Caixa Geral de Depósitos, avança o jornal digital “ECO” esta terça-feira.

As alterações ao Estatuto do Gestor Público, que acabaram com os tetos salariais no banco público e que, pensava-se na altura, permitiriam não entregar ao Tribunal Constitucional as declarações de rendimentos e de património, foram negociadas pelo Governo com a Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados, como já era público.

Segundo o jornal, que não revela nenhuma fonte, a conta destes procedimentos não foi paga pelo próprio mas pelo banco do Estado. Traduzindo: foi usado dinheiro do banco público para pagar os advogados de António Domingues.

O “ECO” conta ainda que esta mesma sociedade de advogados vai também assessorar juridicamente o banco estatal nos próximos procedimentos do aumento de capital.


“A Caixa trabalha com vários escritórios de advogados dependendo das suas necessidades e especialidades. Os trabalhos contratados a esta empresa foi um entre vários decorrentes da atividade”, respondeu a Caixa oficialmente, depois de questionada pelo “ECO” sobre quem é que pagou a conta dos advogados de Domingues.


ovoodocorvo.blogspot.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário