AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 29 de abril de 2017

Azeite algarvio conquista "ouro" lá fora




Azeite Virgem Extra Monterosa produzido em Moncarapacho, no concelho de Olhão, continua a evidenciar-se ao mais alto nível internacional com a conquista de prémios nos vários cantos do Mundo.


Na passada quinta-feira evidenciou-se no New York International Olive Oil Competition, o mais prestigiado concurso da actualidade, onde participaram cerca de 910 azeites oriundos de 26 países, conquistando duas medalhas de ouro. 

Segundo comunicado da empresa, este é já o quinto ano consecutivo em que o Azeite Monterosa consegue alcançar o ouro no concurso internacional de Nova Iorque. 

No início da semana havia já obtido prémios na Ásia, no concurso internacional Olive Japan 2017 que decorreu em Tóquio. 

Angariando uma medalha de ouro com o monovarietal Monterosa Picual e duas medalhas de prata com o monovarietal Monterosa Maçanilha e o Monterosa Selection. Neste concurso participaram 620 azeites oriundos de 25 países.



Esta semana, o Azeite Monterosa Maçanilha foi seleccionado juntamente com mais quatro azeites nacionais, para representarem o que de melhor se faz ao nível de azeite virgem extra em Portugal, no Salão Internacional de Azeite Virgem Extra a decorrer na XVIII edição da Expoliva em Jaén – Espanha, uma das mais importantes feiras do mundo do sector da olivicultura.

Para saber mais sobre este azeite, poderá consultar o site www.monterosa-oliveoil.com ou agendar uma visita aos olivais dos Viveiros Monterosa e degustar directamente os seus azeites no seu lagar em Moncarapacho.



www.algarveprimeiro.com

Faleceu no dia 22 de Abril, com 59 anos, Maria Salomé Branco, funcionária do Partido Comunista Português que nos últimos anos desempenhava tarefas de apoio aos organismos executivos do Comité Central.



Faleceu Salomé Branco


Faleceu no dia 22 de Abril, com 59 anos, Maria Salomé Branco, funcionária do Partido que nos últimos anos desempenhava tarefas de apoio aos organismos executivos do Comité Central.

Filha de pais democratas e antifascistas, iniciou ainda muito jovem a sua luta pela liberdade e a democracia, envolvendo-se logo após o 25 de Abril no movimento estudantil. Em Julho de 1974 aderiu à União dos Estudantes Comunistas (UEC), tendo sido responsável pelo colectivo da Escola Secundária de Carcavelos, onde estudava. Entre 1975 e 1979 integrou a Direcção da Organização Regional do Ensino Secundário da Linha do Estoril, passando em 1980 a fazer parte do Secretariado e do Executivo da Linha do Estoril da JCP.

Nesse mesmo ano, já como funcionária, passou a integrar o Comité Local de Lisboa da JCP. Assumiu a responsabilidades por diversas organizações concelhias na Organização Regional do Algarve da JCP.

A partir de Junho de 1982, como funcionária do Partido, desempenhou tarefas em várias áreas do trabalho central, nomeadamente na Secção Internacional, no Departamento de Propaganda, no Gabinete de Imprensa e no apoio aos organismos executivos.

Na nota em que endereça condolências e solidariedade à irmã, Maria Alberto, e aos filhos Pedro e André, o Secretariado do Comité Central recorda a alegria e determinação que Salomé Branco sempre colocou na luta pela liberdade, a democracia, o socialismo e o comunismo e na afirmação e reforço do Partido.

www.avante.pt

A GAROTA SUPOSTAMENTE NORTE COREANA QUE É O VEÍCULO DE PROPAGANDA DOS AMERICANOS CONTRA A COREIA DO NORTE

OLCN: Sobre a garota propaganda do regime estadunidense, Park Yeon Mi.


Se você já pesquisou (ou se interessa, pró ou contra) sobre a Coreia do Norte na internet, provavelmente sabe quem é Yeonmi Park, em seu vídeo mais famoso, ela conta como fugiu da Coreia do Norte. Supostamente nasceu na cidade de Hyesan, na fronteira com a China.


Acabei pesquisando sobre ela e irei mostrar como ela mesma, entra em contradição.
Alejandro Cao de Benos assegura que Yeonmi Park, recebe de 15 a 30 mil euros por conferência:
Em algumas entrevistas ela disse que o melhor amigo de sua mãe foi executado publicamente por assistir filmes estrangeiros¹, em algumas entrevistas diz que foi por ter assistido James Bond em outras diz que foram filmes sul-coreanos, quando perguntaram qual era o nome dele, ela não quis responder por um suposto medo dele sofrer represálias.
Não se sabe se o pai dela foi enterrado ou cremado, já que ela deu essas duas versões.
Ela diz que morou até os 4 anos em Hyesan, com 5 se mudou para Pyongyang, ela também diz que entre 1 e 5 anos viu execuções publicas em cidades que não era Hyesan, como ela pode ver se vivia em Hyesan?
Também mudou a história de sua situação econômica, primeiro disse que eram de classe média e logo começou a dizer que eram muito pobres. Ela disse em uma conferência que suas memórias eram a partir dos 4 anos adiante, mas ela também disse que viu execuções desde seu primeiro ano de vida e muitas vezes relata seu primeiro ano de vida como se tivesse sido um dia antes.
Ela também citou que 25 milhões de pessoas morreram de fome, mas como 25 milhões de pessoas morreram de fome se a Coreia do Norte tem uma população de 24 milhões de habitantes?
O que será verdade e o será mentira? Por que ela sempre muda seus relatos? Ela seria uma farsa?
Clique, veja e leia os links links abaixo:
Sobre sua "fuga".
Versão 1:
seu pai e sua mãe
  • Escapou com seu pai e sua mãe, ela diz que o pai dela estava lá para protege-las e não faz nenhuma menção a história de um suposto estupro. Vídeo: link.
  • "Eu fui para a China com minha família, então minha mãe, meu pai, eu e minha irmã mais velha... Mas eu a perdi... Video: link.
  • "Em 2007, eu deixei a Coreia do Norte com minha mãe e meu pai, sem minha irmã." (já vemos uma contradição) Entrevista na radio: Áudio: link.
  • "Eu escapei com minha mãe e meu pai" Vídeo: link.
Versão 2:
  • A mãe foi estuprada na frente dela porque seu pai não estava lá para protege-las. Link.
  • Yeonmi Park também disse que nunca viu alguém passar fome ou comer grama para sobreviver e ela definitivamente não teve essa experiência. Vídeo: link.
  • Entretanto, Yeonmi Park diz agora que ela testemunhou pessoas passando fome, comendo grama e insetos e ela mesmo teve que comer grama e insetos para sobreviver. Vídeo: link.
Logo abaixo uma lista de links questionando Yeonmi Park
  • Pode-se encontrar mais contradições neste link.
  • Vídeo que fala sobre suas contradições: link.
  • A própria Coreia do Norte já refutou a história de Yeonmi Park: link.
  • Um vídeo falando sobre ela: link.
  • Vídeo que afirma que ela é uma fraude: link.
  • Alguns meios de comunicação que já reproduziram propagandas anti-Coreia do Norte duvidaram de seus relatos: The Diplomat, link.
E uma última pergunta: Por que ela tira fotos ao lado de Hillary Clinton? Será que qualquer pessoa tem esse "privilégio"?

Não é somente privilégio que a pequena "desertora" Park Yeon Mi teve, mas sim uma clara evidência do uso de sua imagem para fins de propaganda do regime estadunidense. Este mesmo "privilégio", os terrorista e mercenários da Al-Qaeda, tiveram na Líbia, ao posar junto da oficial da Casa Branca durante o primeiro mandato de Barack Obama. Mas Hillary Clinton não só posou para fotos ao lado de mercenários da Al-Qaeda, ela também financiou o grupo terrorista na Líbia e Síria,onde esses cometeram e ainda cometem crimes contra a população e minorias na Líbia e Síria.
Tudo pela hegemonia, o regime do Estados Unidos não usam apenas sanções comerciais, bloqueios e exibição de músculo militar no Sul da península coreana, eles também usam propagandas como de Park Yeon Mi.
1 - E sobre filmes estrangeiros: o indonésio Jaka Parker, que até o final de 2016 morava na RPD da Coreia, gravou um vídeo indo comprar filmes da Disney em um quiosque em Pyongyang, onde vende livremente filmes nacionais e estrangeiros. Link.



iep-coreia.blogspot.pt

29abril2017 - O mundo maravilhoso dos graffitis