AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 5 de novembro de 2016

MATUTANDO


Com toda a calma do mundo, embora revoltado digo:falsos, e traidores são os que nos rodeiam e nos abraçam e pretendem mostrar com passes de magia e de endrominação. A nós,a muitos, os que NÃO ACEITAM as injustiças, dizem-nos as ténias e as sanguessugas que não há nada a fazer, que sempre foi assim.Se lá estivesses não farias a mesma coisa ?

Muitas das vezes não nos enganam, pois já sabemos a cartilha da faca nas costas de cor. Mesmo assim tentam convencer-nos que são pessoas de bem,que temos que ponderar, que temos que obedecer. Vivem traindo e enganando-se a eles próprios (entenda-se lá esse mistério) sufocados no seu veneno.

A CONVERSA ONDE QUER QUE ACONTEÇA COM ESSES ALIENÍGENAS IRÁ DESAGUAR NA "PERSONALIDADE" AUSENTE DE GENTE DE MÁ FÉ. 
GENTE QUE MUITAS DAS VEZES TENTANDO DISSIMULAR, ESCONDER, O SEU PENSAR, ACTOS E PROPÓSITOS, TRAZ AO DE CIMA A QUEM OS "BEM INTENCIONADOS OS CONSELHEIROS AMIGOS,OS JUSTOS", REALMENTE PRESTAM SERVIDÃO.

OS HONESTOS, OS ATENTOS, SABERÃO A QUEM OS DORMEDÁRIOS SE AJOELHAM NA VASSALAGEM.

O ANTI COMUNISMO SOFISTICADO, O ANTI COMUNISMO RELES, O ANTI COMUNISMO ALDRABÃO, O ANTI COMUNISMO CAMUFLADO, DESPROVIDO DE REALIDADES, DO CONCRETO, É UM VÓMITO PREOCUPANTE QUE ALASTRA CONSPURCANDO, ENOJANDO O PERCURSO DO CIDADÃO HONESTO, MESMO O QUE NÃO SIGA OS IDEAIS DA ESQUERDA, AQUELE QUE É FILHO DE BOA GENTE, O QUE TRABALHA E QUE QUER JUSTIÇA E IGUALDADE, ACABA POR SER VÍTIMA DOS LACAIOS E LAMBEDORES DO FASCISMO.

A FALTA DE QUEM COMBATA ESTES DETRATORES, ESTES PORCOS, ESTES MERCENÁRIOS. LACAIOS, GENTE DE MERDA. ESPETANDO-LHES NO FOCINHO FRONTALMENTE O QUE SÃO, TAMBÉM É UMA PREOCUPAÇÃO.

MUITOS PREFEREM VARRER O LIXO PARA DEBAIXO DO TAPETE, NÃO LIGAR, NÃO CONTESTAR, NÃO DENUNCIAR. É A TERAPIA QUE MUITO SE APREGOA!

QUE ANJINHOS, QUE INOCENTES, QUE CÓMODOS QUE SÃO !

SEREM CONDESCENDENTES COM FASCISTAS, NAZIS, PORCOS, GATUNOS, VIGARISTAS EM NOME DO POLITICAMENTE CORRETO. AMEN

António Garrochinho

Militante

PARA SER MILITANTE DUM PARTIDO DE ESQUERDA, DE ESQUERDA COMUNISTA É PRECISO SER GENTE !

INFORMAR-SE, ANALISAR AS POSIÇÕES A PRÁTICA DO COLECTIVO QUE DÁ NOME A ESSE PARTIDO.

NÃO IR NA CONVERSA DE OUTROS, TER PENSAMENTO CRÍTICO CONSTRUTIVO, A CRÍTICA PODE SER CONSTRUTIVA OU NÃO, NINGUÉM É MORALMENTE SUPERIOR, TODOS ERRAMOS MAS O MILITANTE DEVE SER ELE PRÓPRIO E NÃO TER QUALQUER RECEIO EM SE MANIFESTAR.

NÃO ENTREGAR O OURO AO BANDIDO CAINDO NAS ARMADILHAS DA COMUNICAÇÃO SOCIAL TODA ELA ANTI COMUNISTA MAS VIVENDO DO DINHEIRO DOS TRABALHADORES QUE TUDO FINANCIAM, ATÉ OS PRÓPRIOS CARRASCOS.

NÃO DEVERIA SER ASSIM, MAS É !
HÁ QUE MUDAR E PARA MUDAR É
PRECISO AGIR !

CABE AOS HOMENS E MULHERES DE ESQUERDA, OS COMUNISTAS,DISCUTIR OS ASSUNTOS, UNS, NOS ORGÃOS ONDE DEVEM SER DISCUTIDOS, OUTROS COMO POR EXEMPLO AS NOSSAS POSIÇÕES SOBRE ESTE OU AQUELE PROBLEMA QUE AFECTA A NOSSA VIDA DE TRABALHO, A NOSSA VIDA SOCIAL, DISCUTI-LOS ONDE FOR NECESSÁRIO FAZENDO-LO ABERTAMENTE E HONESTAMENTE COM QUEM NOS RESPEITA E QUANDO ISSO NÃO ACONTEÇA COMBATENDO QUEM NÃO NOS MERECE PRECISAMENTE OS VALORES NORMAIS DA HONESTIDADE, EDUCAÇÃO, HUMANISMO, JUSTIÇA,. LIBERDADE.

António Garrochinho

UMA FARTAXÔXA DE RIR !


SOBRE A CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS

CLARO QUE AO MAIS COMUM DOS MORTAIS LHE PARECERÁ ESTRANHO QUE NUM PAÍS DEMOCRÁTICO JÁ LIVRE DOS PAFIANOS QUE QUASE RESSUSCITARAM SALAZAR DE CORPO INTEIRO E ONDE JÁ NOS BASTA A HERANÇA DO DITADOR DAS BOTAS A CAUSAR ESTRAGOS QUASE IRREVERSÍVEIS, AINDA SE LHE JUNTAM AS MEDIDAS POLÍTICAS DOS FASCISTAS MODERNOS DO QUARENTÃO ARCO DA GOVERNAÇÃO QUE NOS QUEREM CONVENCER ( INFELIZMENTE PARECE ESTAR A DAR RESULTADO) QUE A POLÍTICA SE FAZ COM RECADOS.

RECADOS À CEE, RECADOS AO FMI, RECADOS VINDOS DE TODOS OS LADOS NA ESPERANÇA INGÉNUA DE QUE OS QUE TÊM SALÁRIOS ASTRONÓMICOS, OS QUE ROUBARAM E ROUBAM, SEJAM ELES POR OBRA E GRAÇA DO ESPÍRITO SANTO A ABDICAREM DA TAL GULOSICE.

OS "RECADOS" NA MINHA MANEIRA DE VER SÃO CONVERSA PARA "BOI DORMIR" E ASSIM A CADA DIA, SEMANA, MÊS,ANO, IR SOSSEGANDO A PLEBE HUMILDE, ATÉ AO DIA DO FUTEBOL, ATÉ AO DIA EM QUE A ACTRIZ FAMOSA MOSTRE AS MAMAS QUE JÁ NEM SE PODEM VER POR CAUSA DA CENSURA NAS REDES SOCIAIS, ATÉ AO DIA DOS MILAGRES COM O SOL AOS SALTINHOS, DA VISITA DO PAPA E DO ASSASSINO DA GUINÉ EQUATORIAL QUE NEM FALA PORTUGUÊS E ATÉ AO DIA EM QUE QUALQUER NOTÍCIA QUE OCUPE AS TELEVISÕES E OS JORNAIS DIAS E DIAS, COMO POR EXEMPLO: TERRORISMO, JESUS TREINADOR DO REAL MADRID, BOB DYLAN PRÉMIO NOBEL, MARIA LEAL,OU A RAINHA DOS BIFES BUFOU-SE ETC ETC

TUDO ESTÁ MINUCIOSAMENTE ESTUDADO PARA QUE O POVO NÃO SINTA O QUE É IMPORTANTE.

O GRANDE PROBLEMA É QUE O SONO, ESSE GÁS DE EFEITOS SONOLENTOS ATINGE TUDO E TODOS, SALVO OS QUE O ESPALHAM E QUE PREVIAMENTE TOMAM MEDIDAS DE PROTECÇÃO E NOS SEUS PALACETES CURTEM DIAS E NOITES NUMA FARTAXOXA DE RIR E DE GOZO

António Garrochinho

CUIDADO COM A ROUPA CASEIRA ! QUEM OS VIU, QUEM OS VÊ E POSSIVELMENTE QUEM OS VERÁ, ELES OS "VERDADEIROS" AMIGOS DO POVO ! Syriza continua a afastar-se das promessas feitas Partidários das privatizações promovidos ao governo grego


A remodelação governamental consumada hoje afastou críticos das privatizações. Presidente do fundo para as privatizações nomeado para secretário de Estado da Economia grego.
http://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/17085921321_d9b2b63bff_o.jpg?itok=tOLF7cEt

O primeiro-ministro Alexis Tsipras afirmou, na tomada de posse do novo elenco governativo, que esta é «a oportunidade para um novo começo que nos dará o ímpeto necessário para os últimos passos cruciais de uma maratona até melhores dias», refere o jornal Público.
De acordo com o diário, Stergios Pitsiorolas, até agora presidente do Fundo de Desenvolvimento de Activos da República Helénica – responsável pela privatização de várias empresas pública – é o novo secretário de Estado da Economia. Para ministro entra um economista que era presidente de um centro de estudos económicos norte-americano, o Levy Economics Institute.
As entradas são acompanhadas pela saída de críticos das privatizações, como o até agora ministro da Energia, Panos Skourletis, e de Theodoros Dritsas, ex-ministro da Marinha Mercante. Este último foi o responsável pelo anúncio de que o processo de privatização do porto do Pireu seria travado, no já longíquo dia 25 de Janeiro de 2015, quando o primeiro governo do Syriza entrou em funções.
As esperanças acalentadas por muitos, na Grécia e noutras paragens, estão cada vez mais longe da polítca seguida pelo executivo helénico. Os festejos pela vitória do Syriza rapidamente se silenciaram, depois do seu governo ter assinado um novo programa de intervenção com a troika, que implicou novos cortes e mais privatizações.
As autoridades gregas e da União Europeia estimam que o corte no défice público neste ano seja de 4,1 pontos percentuais e que a dívida pública cresça 5,9 pontos percentuais do Produto Interno Bruto (PIB). A taxa de desemprego continua acima dos 24% e a economia grega deve repetir mais um ano de estagnação, à semelhança de 2015.
www.abrilabril.pt

enquanto

Enquanto houver um homem caído de bruços no passeio
e um sargento que lhe volta o corpo com a ponta do pé
para ver como é;
enquanto o sangue gorgolejar das artérias abertas
e correr pelos interstícios das pedras,
pressuroso e vivo como vermelhas minhocas despertas;
enquanto as crianças de olhos lívidos e redondos como luas,
órfãs de pais e de mães,
andarem acossadas pelas ruas
como matilhas de cães;
enquanto as aves tiverem de interromper o seu canto
com o coraçãozinho débil a saltar-lhes do peito fremente,
num silêncio de espanto
rasgado pelo grito da sereia estridente;
enquanto o grande pássaro de fogo e alumínio
cobrir o mundo com a sombra escaldante das suas asas
amassando na mesma lama de extermínio
os ossos dos homens e as traves das suas casas;
enquanto tudo isto acontecer, e o mais que se não diz por ser
verdade,
enquanto for preciso lutar até ao desespero da agonia,
o poeta escreverá com alcatrão nos muros da cidade:
ABAIXO O MISTÉRIO DA POESIA
António Gedeão

Limpeza histórica


IRA, ETA, BAADER MEINOF, SENDERO LUMINOSO, FRENTE FARABUNDO MARTI, GUERRILHA ARAGUAIA, TUPAMAROS, TUPACS, FARC, BRIGADAS VERMELHAS E TANTOS TANTOS OUTROS MOVIMENTOS E EXÉRCITOS DE LIBERTAÇÃO,GUERRILHEIROS REVOLUCIONÁRIOS QUE DERAM A VIDA NA LUTA CONTRA O FASCISMO, A TIRANIA DOS DITADORES, O IMPERIALISMO E O COLONIALISMO, QUE ASSOLARAM E ASSOLAM O MUNDO SÃO DETURPADOS NAS SUA HISTÓRIA E NA SUA LUTA HERÓICA E HISTÓRICA .
FORAM REMETIDOS PARA O ESQUECIMENTO COMO SE A SUA LUTA A SUA MORTE NÃO VALESSE NADA.

ENTRETANTO FORAM-SE PROMOVENDO MERCENÁRIOS, VERDADEIROS ASSASSINOS SEM CAUSA E ONDE O DINHEIRO, A LOUCURA DO TERROR É A SUA VERTENTE.


ENTRETANTO OS NAZIS ESTÃO EM PLENA ASCENSÃO, NA UCRÂNIA, NA ÁUSTRIA, NA FRANÇA, NA ALEMANHA..
TUDO ISTO COM A COMPLACÊNCIA DOS ACOMODADOS DE CU ALMOFADADO QUE CHEGAM AO PODER ASSASSINANDO PELA CALADA, DESTRUINDO PAÍSES, DIZIMANDO POVOS, VELHOS E CRIANÇAS.

AINDA HOJE SE ESCONDE A LUTA POLÍTICA E OS POVOS EM ARMAS QUE TENTAM DERRUBAR DITADORES E CORRUPTOS EM VÁRIAS PARTES DO MUNDO, ENALTECENDO POR OUTRO LADO, O ESTADO ISLÂMICO QUE É SOBEJAMENTE CONHECIDO SER UMA CRIAÇÃO DE ISRAEL, USA, E ARÁBIA SAUDITA.
COM A DESCULPA DO TERRORISMO QUEM ASCENDE AO PODER SÃO OS TERRORISTAS DE FATO E GRAVATA, OS SENHORES DA GUERRA, OS VERDADEIROS CRÁPULAS

A RESISTÊNCIA LEGÍTIMA DOS QUE NÃO SUPORTAM AS INJUSTIÇAS E A ESCRAVIDÃO FOI ENCAIXOTADA PELOS BURGUESES DA RETÓRICA, PELOS COVARDES.

António Garrochinho

A guerra na Síria e as incompreensões de Samira



A jovem Samira está sentada à minha frente, na casa de amigos em Curitiba. É bonita, tem pouco mais de 30 anos, e decidiu contar algumas de suas incompreensões sobre a guerra na Síria, com a condição de não ser fotografada nem ter o nome completo publicado.



Concordei e passamos a falar da guerra. Ela me corrige: - Não é guerra da Síria, é guerra à Síria. São forças estrangeiras que trouxeram a guerra à Síria.
Concordei com ela de imediato e passei às perguntas:

Por quê vocês vieram a Curitiba?
Samira – Foi por acaso. A vida em Alepo estava se tornando insuportável, mesmo antes da entrada dos terroristas do Estado Islâmico. Primeiro foi a Al Qaeda, depois o Estado Islâmico, apoiados pela Turquia e Estados Unidos. Nós reunimos a família, vendemos nossa casa, carros, comércio, e fomos a Damasco visitar embaixadas para buscar refúgio. Fomos primeiro na embaixada dos Estados Unidos da América. Eles disseram que aceitariam apenas meus irmãos formados em medicina, mas que não haveria lugar para as esposas e meus pais. Fomos a embaixada da França, da Inglaterra, Itália, e a resposta era sempre a mesma. E foi na embaixada italiana que a funcionária me perguntou: - Vocês já tentaram o Brasil? Respondi que não. Ela então me aconselhou a visitar a embaixada brasileira, onde haveria facilidades. E quase que por acaso, fomos até a embaixada brasileira onde fomos muito bem atendidos e informaram que concederiam refúgio à família inteira, por isso decidimos pelo Brasil. No momento de escolher a cidade, apresentaram diversas cidades brasileiras mas não conhecíamos nenhuma. A funcionária então sugeriu Curitiba, ela disse que era uma cidade moderna, evoluída, com ótima qualidade de vida. Foi assim que escolhemos Curitiba e aqui estamos, felizmente.

Como foi o início da guerra?
Samira – Foi tudo muito estranho. Parecia algo planejado e executado como um relógio, embora atrasado. No final de 2011 eu estava com a minha família tomando chá quando a televisão noticiou que opositores ao presidente Bashar Al Assad haviam provocado uma grande explosão no mercado de Hamã. Fiquei preocupada e telefonei para minha amiga Saluah que vivia em Hamã. Ela me atendeu tranquila. Perguntei sobre a explosão no mercado e ela disse que não havia nenhuma explosão no mercado, que a notícia era mentira. Desliguei o telefone e continuamos com o chá. Passaram-se três horas até que as cenas da explosão aparecessem na televisão. Eles noticiaram a explosão antes que acontecesse, e ela realmente aconteceu três horas depois, causando dezenas de vítimas e centenas de feridos.
Esse fato se repetiu nos dias que se seguiram. Sempre noticiavam uma explosão, um ataque, antes que acontecesse. Era como se tudo fosse planejado no exterior, e talvez por problema de fuso horário, as ações terroristas aconteciam sempre depois de noticiadas. Alguém dos terroristas informava a imprensa, que publicava, e depois as ações aconteciam, mostrando que havia uma organização por trás dessa chamada oposição, que na verdade não passa de grupos terroristas financiados por países estrangeiros.

Você pretende voltar à Síria algum dia?
Samira – Sim, com certeza. A cada dia que passa, com a vitória do povo sírio na luta contra os terroristas e mercenários estrangeiros, aumenta nossa esperança de voltar à nossa terra natal. Sabemos que o povo sírio vencerá esta guerra com a liderança do presidente Bashar Al Assad, e vamos participar da reconstrução do país. É uma questão de tempo, embora nossos inimigos sejam muito poderosos: os terroristas são apoiados pela maior potência militar do planeta, os Estados Unidos da América e seus aliados e cúmplices, mas temos esperança e fé em Deus que no final a Síria será vitoriosa.


Ruas estreitas

Se a discussão na generalidade do Orçamento de Estado (OE) para 2017 mostrou alguma coisa foi um PSD e um CDS completamente perdidos.


Ontem João Almeida (CDS) e Montenegro (PSD), hoje Maria Luís Albuquerque (PSD) e Telmo Correia (CDS), vieram defender uma tese obstrusa. Este orçamento, tal como o de 2010, é de austeridade. E como tal, o Governo arrisca-se a levar o país à bancarrota. Bancarrota essa que teve de ser salva com uma austeridade ainda mais profunda, a que PSD e CDS se viram obrigados a aplicar, mas que deixou o país a crescer quando largaram o Governo para a esquerda, esquerda essa que agora se arrisca a dar tudo a perder com mais austeridade e com mais reposições de rendimentos...

Faz algum sentido? Não faz, à luz de quem defende a austeridade. Aí, é a verdadeira barafunda mental.

Mas há uma lógica. A austeridade de 2010 (socialista, imposta pela UE) piorou as contas públicas e foi recessiva, o que levou os mercados - sem a rede comunitária - a rebentar com as taxas de juro, algo que colocaria qualquer país em bancarrota. A austeridade de 2011-2013 (PSD/CDS e troika) afundou ainda mais o país, a ponto de ter de ser aliviada desde 2013 até 2015, até pela intervenção do TC. E essa interrupção da austeridade teve frutos. E a atenuação da austeridade, agora acentuada pela esquerda, terá melhores resultados ainda.

O exercício orçamental tem, contudo, um pecado original. A sua vantagem é - e bem! - que o BE e do PCP estejam apostados em fazer o caminho com o PS - até como forma de o convencer - até ao limite da possível aplicação do Tratado Orçamental (TO), antes que os serviços públicos se degradem inevitavelmente. Só por isso, não é possível ir mais depressa na desarticulação da austeridade.

Essa é, porém, uma rua estreita. Se a UE não evoluir, chegará um momento em que os três partidos terão de pensar – de preferência em conjunto, sob pena de a direita se ficar a rir – o que se fará a seguir. E não vai ser fácil.

  ladroesdebicicletas.blogspot.pt

A telenovela das presidenciais nos EUA está a chegar ao fim. Um momento fundamental para os candidatos tentarem convencer os indecisos que têm até terça-feira para decidir o seu voto.





Stefan Grobe junta-se a nós a partir de Washington para nos trazer as novidades sobre a campanha.
Stefan, já não há muitas sondagens de opinião mas o que nos dizem as mais recentes?
Stefan Grobe:
Nos últimos dias desta campanha eleitoral, a votação pública tem seguido uma narrativa bastante consistente, ou seja, Hillary Clinton está à frente de Donald Trump, a nível nacional e na maioria dos estados-chave, mas por uma margem mais curta do que no mês passado.
Tendo isto em consideração, a vitória está garantida? Não. As últimas sondagens confirmam as flutuações no povo americano? Provavelmente sim. Estamos, provavelmente, mais perto da eleição entre Bush e Gore, em 2004, do que das vitórias de Barack Obama e Bill Clinton.
Agora, há um, “zum zum”, entre os observadores de campanha profissionais, de que Hillary Clinton vai ganha o Nevada, a Carolina do Norte, a Virgínia e a Pensilvânia, todos os estados onde ela parece ter uma liderança consistente. Se isso acontecer, Trump pode ganhar a Florida, Ohio, Wisconsin, Iowa, Colorado e New Hampshire e ainda assim perder a eleição. Por isso, a noite das eleições poderá ser bastante aborrecida.
Euronews:
A esposa de Donald Trump, Melania, discursou, no final da campanha, na Pensilvânia, o que é raro acontecer. Qual é o significado deste estado.
Stefan Grobe:
Há décadas que a Pensilvânia tem sido crucial para os democratas e tem sido uma espécie de ilusão para os republicanos que acreditam sempre que podem ganhar aqui, por causa do voto rural, mas a última vez que o conseguiram foi em 1988. Por isso Trump precisa muito da Pensilvânia.
Melania Trump deslocou-se a um condado, fora de Filadélfia, onde Mitt Romney ganhou, para reforçar o apoio entre as mulheres brancas, que estudaram e vivem nos subúrbios. Esse é um grupo que, para já, favorece Clinton, por isso se Trump conseguir conter as perdas nos subúrbios de Filadélfia e se os afro-americanos não votarem em massa, Trump acredita ter sérias hipóteses de ganhar.
Euronews:
A campanha tem sido muito centrada nos ataques pessoais e na retórica venenosa mais do que no debate informativo. Devemos preocupar-nos com o facto deste bate-boca poder tornar-se mais feio quando saírem os resultados?
Stefan Grobe:
Esse é o grande receio de muitos americanos e o Departamento de Justiça anunciou que enviará monitores para cinco condados na Carolina do Norte, esse é um sinal claro de que estão preocupados.
Já assistimos a alguma violência no Mississípi, esta semana, onde uma igreja foi queimada e onde foi feito um graffiti apelando ao voto em Trump. Isso é muito preocupante, é claro.
Também ouvimos falar de grupos neonazis e de várias fações do Ku Klux Klan, que anunciaram que iriam dar assistência a assembleias de voto em cidades como Richmond, Filadélfia, Detroit ou que tentariam levar os afro-americanos a ficarem em casa no dia das eleições dando-lhes álcool ou marijuana. Esta situação tem o potencial de gerar conflitos sérios de todos os tipos, especialmente, quando os resultados estiverem para sair.
Euronews:
Tanto Clinton como Trump estarão em Nova Iorque na noite eleitoral. Mas Trump não estará na Trump Tower. É uma surpresa, dado que a Trump Tower é uma espécie de jóia da coroa Trump.
Stefan Grobe:

Penso que é inédito ambos os candidatos presidenciais estarem na mesma cidade na noite da eleição. Por que não a Trump Tower? Penso que estão a tentar distanciar a marca da campanha e de uma potencial derrota. Foi por isso que mudaram a festa para o hotel Hilton, em Midtown Manhattan, um local surpreendentemente pequeno. Já Clinton escolheu o Centro de Convenções Jacob Javits que fica perto do hotel Hilton. É um local muito maior e tem, curiosamente, um telhado de vidro. Se Hillary Clinton for eleita é um momento muito importante até porque o país terá a primeira mulher presidente,significará quebrar barreiras, como este frágil teto de vidro.

VÍDEO
video




pt.euronews.com

ESTÁ A SER PREOCUPANTE A REGULARIDADE COM QUE ESTES CASOS ACONTECEM ! - Cinco médicos acusados de homicídio por negligência





O processo judicial, que levou à acusação dos médicos está relacionado com as condições em que ocorreu a morte de um homem em maio de 2009

Cinco médicos que prestavam serviço no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) em maio de 2009 foram acusados pelo Ministério Público (MP) de homicídio por negligência na assistência de um homem de 29 anos.

Fonte judiciais revelaram esta sexta-feira à agência Lusa que são apontadas aos cinco arguidos falhas de diagnóstico, erros nos procedimentos clínicos e omissões de cuidados mais especializados de que o hospital dispõe.

Num comunicado publicado na página da Internet do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, o MP refere que os cinco médicos foram pronunciados para julgamento pela prática do crime de homicídio por negligência.

Segundo a mesma nota, o processo judicial, que levou à acusação dos clínicos, está relacionado com as condições em que ocorreu a morte de um homem de 29 anos, em maio de 2009, no Hospital do Espírito Santo de Évora.

As mesmas fontes judiciais adiantaram à Lusa que o homem sofreu um traumatismo torácico, no dia 21 de abril de 2009, provocado por uma égua que lhe caiu sobre o peito, dirigindo-se, no dia seguinte, ao Centro de Saúde de Montemor-o-Novo, no distrito de Évora.

Daí, realçaram as mesmas fontes, o homem foi encaminhado para o serviço de urgência do HESE, onde efetuou exames médicos e medicação e, mais tarde, recebeu alta hospitalar por apresentar melhorias.

O doente recorreu ao Centro de Saúde de Montemor-o-Novo mais três vezes e nas últimas duas voltou a ser encaminhado para as urgências do HESE, tendo ficado internado na unidade hospitalar no dia 1 de maio de 2009.

Na madrugada do 11.º dia de internamento, o homem sofre uma paragem cardiorrespiratória e é declarado o óbito, indicaram as fontes.

O despacho de pronúncia mantém a acusação do MP, a qual é acompanhada por resultados de perícias médico-legais e pareceres dos colégios das várias especialidades da Ordem dos Médicos.
www.dn.pt


SEM PAPAS NA LÍNGUA


SE ALGUÉM TEM CULPA DA ABSTENÇÃO, SE ALGUÉM TEM CULPA DA DESILUSÃO QUE OS PORTUGUESES TÊM PARA COM A CLASSE POLÍTICA SÃO OS PARTIDOS POLÍTICOS.

A ABSTENÇÃO, O NÃO VOTO SERVE SEMPRE OS PROFISSIONAIS DA POLITICA, AQUELES QUE CONTINUAM NO PODER EM ESCANDALOSA SUCESSÃO VINDOS DOS AVÓS, DOS PAIZINHOS, OS QUE FAZEM POLÍTICA SEM SE PREOCUPAR COM O POVO APENAS A MANEIRA DE SINGRAR NA VIDA.

SE NÃO SE VOTA, SE NÃO SE DERRUBA O OPRESSOR, O EXPLORADOR, ATRAVÉS DAS ARMAS OU ATRAVÉS DO PAPEL NAS URNAS, ESTAR QUIETO É ACEITAR, É SERVIR QUEM OPRIME !

CERTO QUE HÁ QUEM SE DIGA DESILUDIDO COM A
POLITICA QUANDO ELA NÃO CORRESPONDE AOS SEUS ANSEIOS IDEOLÓGICOS ISSO É UMA VERDADE, CERTO QUE HÁ QUEM ESTEJA DESILUDIDO COM A POLÍTICA QUANDO ELA TRATA OS CIDADÃOS DE MANEIRA MAIS OU MENOS IGUAL, ISSO TAMBÉM É UMA REALIDADE.O SAUDOSISMO FASCISTA E CONSERVADOR AINDA NÃO SE DISSIPOU DA SOCIEDADE PORTUGUESA, NO POVO E CONSEQUENTEMENTE NOS PARTIDOS.

MAS TAMBÉM EXISTEM OS IGNORANTES, OS EGOÍSTAS, OS QUE SÓ OLHAM PARA O SEU UMBIGO, OS QUE NÃO PRECISAM DE VOTAR PORQUE SÃO MUITO, MUITO RICOS, OS QUE NÃO QUEREM VOTAR PARA SE ASSUMIREM AOS OLHOS DA SOCIEDADE COMO "XICOS ESPERTOS" E TENTAM ESPALHAR O VENENO QUE NUM PAÍS, EM QUALQUER PAÍS, SE PODE VIVER SEM ORGANIZAÇÃO POLÍTICA, SEM PARTIDOS.
SÃO OS PSEUDOS, OS QUE VIVEM NAS NUVENS E NÃO SENTEM NA PELE AS DIFICULDADES DOS QUE TRABALHAM NO DURO. FALAM MUITO, MUITO, MAS ENTRE A ESQUERDA E A DIREITA PREFEREM O CONFORTO DAS SUAS IDEIAS PEQUENO BURGUESAS COM FANTASIAS ANÁRQUICAS.
NÃO TÊM OU NÃO QUEREM TER OS PÉS NA TERRA.

CERTO TAMBÉM QUE OS PARTIDOS NUNCA CUMPREM O QUE PROMETEM (SALVO RARAS EXCEPÇÕES). CADA VEZ MAIS SE VÊ NOS PARTIDOS O CHARLATANISMO, A FALTA DE FORMAÇÃO, A HONESTIDADE, E TODA A GENTE FUNCIONA NO SALVE-SE QUEM PODER MESMO QUE PARA ISSO SE UTILIZE, O NEVOEIRO, A DEMAGOGIA, A MENTIRA.

António Garrochinho

O BOMBEIRO ZERO

É absoluta e superlativamente extraordinário e admirável que depois de centenas de milhares de hectares de floresta ardida, se continue a descobrir pacotes de medidas, que todos sabem à partida que representarão zero vírgula zero na resposta aos incêndios florestais. Que se continue a encenar o ritual do Conselho de Ministros que do meio da floresta anuncia mais um Pacote que, este sim, irá resolver definitivamente o problema! Não se acreditava numa nova cerimónia. Mas aí está. O Pacote da Lousã, viu a luz do dia 5ª feira, 27 de Outubro de 2016.
Aí temos mais um chorrilho de coisa nenhuma. A não ser mais umas páginas no Diário da República. (Se as resmas de papel já consumidas no Diário da República servissem para apagar fogos, já há muito se tinham extinto as corporações de bombeiros… por falta de uso!)
É de facto extraordinário que, depois de sucessivos projectos, planos, estratégias, resoluções da Assembleia da República, leis e decretos-leis, portarias e despachos, em geral gozando de significativo consenso técnico e político, não se faça apenas esta pergunta simples: o que falhou? Porque continua a não funcionar nada do que foi resolvido, legislado, decretado, estatuído, despachado? Recordemos apenas como exemplo e para memória, a Lei de Bases da Política Florestal, Lei 33/96 proposta pelo PCP e aprovada há 20 anos por toda a gente.
Porque é que continuam as “Ideias erradas e perceções enviesadas do problema” assinaladas em “A problemática dos fogos”, no Fórum Nacional “A floresta de que precisamos” promovido pela Ordem dos Engenheiros, a 17 de Outubro?
Porque é que dos dois mil quilómetros de faixas de gestão de combustível da rede primária previstas no Plano Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios desde 2006 – passou uma década – só se concretizaram menos de 20%?
Porque é que o Plano de Desenvolvimento Sustentável da Floresta Portuguesa em 1999, previa como n.º mínimo Equipas de Sapadores
Florestais 500 equipas, e passados 15 anos existem cerca de 50% (267)? E o Pacote da Lousã promete mais 20/ano… Isto é, lá para meio do século chegaremos ao objectivo!
Porque é que a Matriz de Responsabilidades e Indicadores da Estratégia Nacional para as Florestas aprovada em 15 de Setembro de 2006, há uma década, com definição de objectivos, metas e instrumentos, não foi concretizada?
Porque é que todos os governos, todos, todos os ministros da agricultura, todos, todos os partidos na oposição, todos, proclamaram como absolutamente necessário para o ordenamento e prevenção florestais, o cadastro florestal e não há CADASTRO? Parece que faltam 700 milhões. Mas lá vem o Pacote da Lousã com nova solução milagrosa para o problema! Uma solução barata naturalmente…
Porque é que as empresas de celulose – o duopólio que domina o mercado do eucalipto em Portugal – pagam a matéria-prima importada a 100 e ao produtor português a 30 (40 €/t à porta da fábrica por descascar)? A que juntam a chantagem com os investimentos que não farão, por os não deixarem pôr o país todo a eucalipto! E o Pacote da Lousã, nem uma palavra, sobre o problema decisivo para a “gestão activa da floresta”: o preço da madeira!
Porque é que sucessivos quadros comunitários de apoio, em que os dois últimos, QREN/PRODER e Portugal2020/PDR não são excepção, não disponibilizaram fundos suficientes para apoiar os necessários investimentos na floresta portuguesa? No PRODER o anterior governo PSD/CDS chegou ao desplante de uma reprogramação onde cortou 150 milhões de euros que estavam destinados à floresta!
E muitos, muitos porquê… poderíamos acrescentar.
Talvez tudo tenha alguma coisa a ver com a gestão orçamental sob a brutalidade de um dito PEC (Pacto de Estabilidade), de um dito Tratado Orçamental, ou seja, de uma coisa chamada euro. Talvez, também com as privatizações da Portucel e outras empresas. Talvez ainda com o facto de
quem podia e devia contribuir para uma maior receita fiscal andar há muito a navegar para offshores… Ou talvez seja tudo imaginação nossa!


Agostinho Lopes

foicebook.blogspot.pt

informação minimalista

cris-sheandbobbymcgee.blogspot.pt