AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 21 de outubro de 2016

O MALABARISTA




VÍDEO


O desaparecimento de Rogério Pereira



Este título é uma treta, pois todos os interessados sabem por onde ando e sabendo onde estou saberão também o que faço. Mas aí reside um engano pois ninguém imagina que tenha despendido parte do dia a descobrir por onde o Mário Nogueira andaria. Isto a partir de um título provocatório de um "jornalista" que dava por certo «O desaparecimento de Mário Nogueira». Fui verificar se o homem mexe. E mexe. Voltei a pesquisar e voltei a confirmar que continua a mexer... 
Conclusões tiradas e nada precipitadas sobre o articulista:
  1. Não será sindicalizado, do que não virá daí mal ao mundo, nem é pecado
  2. Ao assinar como jornalista* não cumpre com §1 do Código Deontológico
E já agora, uma citação: 
O jornalista pertence a uma espécie de casta de párias, que é sempre estimada pela ‘sociedade’ em termos de seu representante eticamente mais baixo. Daí as estranhas noções sobre o jornalista e seu trabalho. Nem todos compreendem que a realização jornalística exige pelo menos tanto ‘génio’ quanto a realização erudita, especialmente devido à necessidade de produzir imediatamente, e de ‘encomenda’, devido à necessidade de ser eficiente, na verdade, em condições de produção totalmente diferentes
(Max Weber, A política como vocação).
 Quanto a mim... quando regressar aviso

conversavinagrada.blogspot.pt

É ISSO

A TRAMPA NÃO FAZ MAIS NADA QUE FALAR NO TRUMP

PCP propõe limitações à utilização do recurso ao trabalho temporário

VÍDEO

O PCP apresentou o seu Projecto de Lei que propõe que se limite a utilização do recurso ao trabalho temporário e o reforço dos direitos dos trabalhadores. Rita Rato afirmou na sua declaração que “garantimos no projecto que o trabalho temporário só possa ser aplicado a actividades sazonais de duração inferior a 6 meses”

O jovem português de 25 anos desaparecido há duas semanas, Volodymyr Lavriv, foi encontrado num hospital psiquiátrico da capital britânica.





O jovem português de 25 anos desaparecido há duas semanas, Volodymyr Lavriv, foi encontrado num hospital psiquiátrico da capital britânica. Ninguém sabia do paradeiro de Lavriv desde dia 5 de Outubro. Segundo a SIC, o jovem foi descoberto esta quinta-feira pelo padrasto, Antone Georgica.

Estudante do doutoramento de Medicina na Universidade de Lisboa com dupla nacionalidade portuguesa e ucraniana, Lavriv queria viajar para Londres no dia 1 de Outubro. No dia 31 de Setembro comprou o bilhete e avisou a mãe, residente em França, que tinha de "tratar de coisas". Chegou à capital inglesa e a última chamada com a mãe aconteceu no dia 4 de Outubro. Durou 48 segundos. Desde então, mais ninguém teve informações de Lavriv.

Incapazes de contactarem o filho, a família começa a anunciar o desaparecimento do estudante de medicina pelas redes sociais. Observando os extractos bancários, a família descobriu que o jovem aterrou em Gatwick, dirigiu-se a Victoria Street para comer e para Notthingham, onde fez uma transferência bancária em cerca de 190 euros para a Airborne, uma empresa de suplementos. A conta bancária ficou a zeros e o jovem ficou incontactável.

A família decidiu ir a Londres procurar o rapaz. Acompanhado por uma amiga do casal, o padrasto viaja para Londres em busca de Volodymyr e acaba por descobrir que o rapaz deu entrada numa instituição psiquiátrica, que ainda não se sabe qual é, sem identificação. A sua identidade ainda não foi confirmada pela polícia.

Pouco ainda se sabe sobre o estado de Volodymyr. Segundo apurou o jornal Observador, a irmã de Volodymyr explicou que o irmão estava sob stress devido a um exame de especialidade que lhe permitiria exercer medicina e, acredita, teve um surto psicótico. 

www.sabado.pt

DESTAQUE



JÁ FIZ DEZENAS DE RECLAMAÇÕES AO FACEBOOK AO LONGO DE 5/6 ANOS







 A DIREITA TEM PREVILÉGIOS NO FACEBOOK ! É À ESQUERDA QUE ELES MAIS MORDEM
 ESTA É A RESPOSTA DO FACEBOOK QUANDO LHE MANDO CAPTURAS DA VERGONHA
JÁ RECLAMEI, EM PORTUGUÊS E EM INGLÊS, A PREPOTÊNCIA NÃO OUVE NIUNGUÉM

poesia:António Garrochinho

DA GRANDEZA DE TANTOS
SE FAZ UM MUNDO DE PRANTOS
E DA FALTA DE VERGONHA, A COVARDIA
SE FAZ SOLUÇÃO
E PASSAM-SE OS DIAS, OS ANOS SONHANDO COM LUXOS
NA FANTASIA "ALICE" DOS ENCANTOS
DE QUE FORMOSOS SÃO OS "GORDUCHOS"
QUE SÃO FORMOSOS E "SANTOS"

A CARIDADEZINHA DISFARÇADA DE ESCRAVIDÃO
PROVOCA ORGASMOS A QUEM NUNCA TEVE A AUSÊNCIA DE PÃO
E OS FAMINTOS, OBEDIENTES,, CATEQUIZADOS
ANDAM ALTIVOS E DOMESTICADOS
NO MEIO DA LAMA DOURADA
CONVENCIDOS DE QUE SÃO TUDO
SENDO MERDA, SENDO NADA

DA GRANDEZA DE TANTOS
O RETRATO NEGATIVO DE MENDIGOS EM TODOS OS CANTOS
OS CRUZADOS, MONARCAS, FRANCISCANOS, ÁVIDOS DE UMA BOA ACÇÃO
SEM QUEIMAR O CU NA CRATERA DO VULCÃO
VÃO À IGREJA E À TELEVISÃO
PAGAR A BULA
PARA QUE O BOI, O BICHO. O BURRO E A MULA
FIQUEM QUIETOS, OBEDIENTES
CEGOS, DORMENTES
E SE REMETAM À SUA CONDIÇÃO

António Garrochinho

Ó seus filhos da puta e então que tal ACABAREM COM A MATANÇA DE CRIANÇAS E GENTE INOCENTE E MATAR A FOME AO MUNDO !?

Sonda europeia chocou contra a superfície de Marte e explodiu

Chaga assim ao fim a missão da Schiaparellia. Após sete meses de viagem, a sonda ficou destruída ao tentar aterrar no planeta vermelho.

A sonda Schiaparellia chocou contra a superfície de Marte e explodiu, avança a Agência Espacial Europeia.
A sonda europeia acabou afinal por chegar à superfície de Marte, mas ficou destruída no impacto a mais de 300 km/h, velocidade muito superior ao previsto.
Já desde quarta-feira se esperava o desfecho infeliz, uma vez que os responsáveis pela missão não obtiveram a resposta esperada de uma aterragem bem-sucedida.
Um responsável citado pela agência France Presse disse que a ESA se apercebeu do destino final da nave graças a uma foto tirada pela sonda norte-americana MRO, que está a orbitar o planeta.

Para além de estudar o ‘planeta-vermelho’, a sonda Schiaparelli tinha também a intenção de testar o sistema de aterragem que alegadamente seria utilizado numa missão ExoMars de maior escala agendada para 2020.
Com o fracasso da missão europeia os Estados Unidos continuam a ser o únicos a conseguir aterrar em Marte engenhos funcionais.
Trata-se da segunda vez que a Europa tenta aterrar em solo marciano, depois de há 13 anos a sonda europeia Mars Express ter lançado uma mini-sonda Beagle 2, que nunca deu sinal de vida.

 www.noticiasaominuto.com

Isto foi publicado na página do PS - Confiança no Algarve, 5 dias antes das eleições legislativas.


Isto foi publicado na página do PS - Confiança no Algarve, 5 dias antes das eleições legislativas. A promessa antes das eleições era: "parar as demolições". Agora o PS assobia para o lado e avança com as demolições. Exige-se que o PS honre os compromissos assumidos com as populações e pare imediatamente com as demolições.
Confiança no Algarve adicionou 2 fotos novas — com Paulo Neves e 3 outras pessoas.
Parar as demolições, rever o POOC, concessão dos núcleos históricos de Culatra, Hangares e Farol e defender os direitos de pesca dos pescadores artesanais. Assumir compromissos para cumprir! - Visita dos candidatos do PS à Ilha da Culatra #costa2015 #confiançanoalgarve

QUEM PENSA ASSIM NÃO É FORTE...ESTÁ MORTO !


Pergunta que o Grupo Parlamentar do PCP acabou de enviar ao Primeiro-Ministro




Demolições na Ria Formosa: palavra dada é palavra honrada?
O anterior Governo PSD/CDS iniciou um processo de demolição de habitações nas ilhas-barreira da Ria Formosa, visando expulsar as comunidades locais para entregar este valioso património natural aos grandes interesses privados para que estes o explorem em seu benefício.
A corajosa luta das populações – que contou sempre com o apoio do PCP – travou este processo.
Em março de 2015, o PCP apresentou na Assembleia da República um Projeto de Resolução recomendando ao anterior Governo PSD/CDS que reconhecesse o valor social, económico e cultural dos núcleos urbanos das ilhas-barreira da Ria Formosa e adotasse as medidas necessárias à preservação das comunidades aí existentes, em particular suspendendo, de imediato, as demolições de habitações na Culatra, nos Hangares, no Farol, na península do Ancão e nos ilhotes da Ria Formosa. O PS apoiou esta recomendação, votando favoravelmente o Projeto de Resolução do PCP.
Desde essa altura até às eleições legislativas de outubro, no Algarve, dirigentes, autarcas e deputados do PS manifestaram a sua oposição à intenção do Governo PSD/CDS de proceder a demolições na Ria Formosa.
A cinco dias das eleições legislativas, os candidatos do PS pelo Algarve visitaram a ilha da Culatra, tendo publicado na página do facebook Confiança no Algarve – PS duas fotografias desta iniciativa de campanha, acompanhadas da seguinte legenda: «Parar as demolições, rever o POOC, concessão dos núcleos históricos de Culatra, Hangares e Farol e defender os direitos de pesca dos pescadores artesanais. Assumir compromissos para cumprir! - Visita dos candidatos do PS à Ilha da Culatra».
Posteriormente, no dia 19 de março de 2016, deputados, autarcas e dirigentes do PS juntaram-se a uma manifestação contra as demolições, empunhando cartazes onde se lia: “O prometido é devido” e “Palavra dada, palavra honrada” .
Estes são apenas alguns exemplos de tomadas de posição do PS, expressando um inequívoco compromisso com as populações de pôr fim ao processo de demolições iniciado pelo anterior Governo.
Contudo, apesar deste compromisso, o Governo decidiu avançar com as demolições.
No passado dia 27 de setembro, a Sociedade Polis Ria Formosa enviou notificações aos proprietários das habitações dos núcleos do Farol e dos Hangares para a tomada de posse administrativa de habitações e demolição coerciva.
Nesse mesmo dia, o Ministro do Ambiente, numa audição na Assembleia da República, em resposta a uma pergunta do Grupo Parlamentar do PCP sobre as intenções do Governo relativamente às demolições, afirmou, faltando à verdade: «Não tenho nenhuma resposta acabada para lhe dar, com a certeza que não passarão 15 dias até que a tenha […]. Estamos a trabalhar, sim, na requalificação dos aglomerados, que em bom rigor é essencialmente um, que é o da Culatra […]. No que diz respeito aos outros, estamos a avaliar o risco, não temos nenhuma sanha demolidora, não temos nada contra ninguém, estamos a avaliar os processos caso a caso […]».
Ontem, numa outra audição requerida pelo Grupo Parlamentar do PCP, o Ministro do Ambiente reiterou a sua intenção de prosseguir as demolições, apesar de isso significar a violação de um compromisso assumido pelo PS com as populações.
Pelo exposto, com base nos termos constitucionais e regimentais aplicáveis, perguntamos ao Sr. Primeiro-Ministro: vai o Governo honrar os compromissos assumidos pelo PS com as populações, nomeadamente, antes das eleições legislativas de 4 de outubro de 2015, pondo fim às demolições nas ilhas-barreira da Ria Formosa?
Os deputados:
João Oliveira
Paulo Sá