AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quinta-feira, 25 de agosto de 2016

EM ROTA DE DESPEDIDA


VÍDEOS - FESTA EM PRAIA INGLESA CONTRA A PROIBIÇÃO DO BURKINI EM FRANÇA

Um género de festa de praia, com areia, boias e tudo o mais, exceto a água, foi a forma encontrada por dezenas de mulheres para se manifestarem esta quinta-feira em Londres contra a controversa proibição do uso de “burkinis”, uma adaptação da burca na forma de um fato de banho de corpo inteiro, em algumas praias do sul de França. O curioso e bem-disposto protesto decorreu diante da embaixada francesa, na capital britânica.



VÍDEO


video


Jenny Sutton, professora no colégio do nordeste de Londres, participou no evento porque considera “ultrajante que as mulheres muçulmanas sejam forçadas a despir-se em público pelas forças policiais”, numa referência ao sucedido terça-feira na praia junto ao Passeio dos Ingleses, em Nice, onde a polícia obrigou uma mulher a despir parte do vestuário que envergava por alegado desrespeito aos bons costumes e ao secularismo francês. “Para mim, aquilo foi um ataque ao direito de todas as mulheres de escolher o que querem vestir”, acusou Jeny Sutton.


VÍDEO
video



A manifestação em Londres aconteceu ao mesmo tempo que, em Paris, era discutido em Conselho de Estado o recurso apresentado pela Liga de Direitos do Homem contra a islamofobia em França e a proibição do uso do “burkini” pela autarquia de Villeneuve-Loubet, na Côte d’Azur, um dos mais de trinta municípios gauleses a decretar esta proibição justificada com a laicidade prevista na Constituição francesa. O próprio governo de França esta dividido, com a ministra da Educação, Najat Belkacem, a considerar que as regras antiburkini reforçam as opiniões racistas. “É um desvio político grave”, acusa.

VÍDEO

video








Les arrêtés anti-burkini libèrent la parole raciste, il y a là une dérive politique grave. 

“Estamos solidárias com as mulheres muçulmanas em França e apelamos ao fim da proibição”, resumiu India Thorogood, uma das coorganizadoras do manifesto londrino. Também o presidente da Câmara de Londres, Sadiq Khan, revelou pelas redes sociais estar contra a proibição do “burkini”: “Sou muito claro em relação a isto. Penso que ninguém pode dizer a uma mulher o que ela pode ou não pode vestir.”


Resta saber se este protesto britânico vai ter eco na decisão a ser revelada esta sexta-feira pelo Conselho de Estado, em França.

25 Ago Após 30 anos Dee Snider continua achando que “Nós Não Vamos Aceitar”



Existem vários cantores e bandas mal agradecidos que se recusam a cantar aquela canção que lhes projetou para o estrelato, mas Dee Snider não é faz este gênero medíocre. Faz mais de 30 anos que o cantor do Twisted Sister entoa "We're not gonna take it", e cada vez soa melhor. Pois ele inventou mais uma: gravou uma versão acústica dirigida pelo famoso mágico e amigo Criss Angel para ajudar a divulgar a HELP, uma ONG criada por Chris depois que descobriu que o filho tinha leucemia (já em remissão).

Snider recentemente proibiu o candidato Donald Trump de usar a canção em sua campanha presidencial, por considerá-la um hino à liberdade de opinião e de expressão, algo bem típico do rock e de um ativista como ele.

VÍDEO
www.mdig.com.br

Um óptimo rachador de lenha, simples mas eficaz




Sabe aquelas ideias que a gente se surpreende ao ver como ninguém havia pensado nisso antes? Pois bem... esta é uma delas: o nome do produto é "rachador de gravetos" e se você já manuseou um machado deve saber que não é nada fácil, há que ter prática para conseguir pequenas achas e este gadget é perfeito para campistas e rachadores ocasionais em visitas a casa de campo.

Mas eu achei meio carinho (ainda que pela praticidade compense), o Kindling Cracker está (85 dólares). Para rachar lenha, tudo o você precisa é bater levemente no toco com um instrumento pesado, como um martelo ou outro pedaço de madeira (só vendo para entender).

VÍDEO



www.mdig.com.br

ANDANDO DE MONOCICLO NO TOPO DE UMA CHAMINÉ COM 260 METROS DE ALTURA


Os alpinistas urbanos  russos e ucranianos que gostam de desafiar as alturas tem um concorrente forte na Romênia, um jovem chamadoFlaviu Cernescu, que na falta de arranha-céus gosta de explorar grandes chaminés de usinas elétricas da região da Valáquia. Aqui ele desafia os 260 metros de uma dessas estruturas andando de monociclo. 

vídeo



www.mdig.com.br

25AGOST2016- FOTOS COM HISTÓRIA