AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 3 de agosto de 2016

EMBORA DISCORDE COMPLETAMENTE DO IMPOSTO FISCAL DO IMI VERIFICO QUE O "JORNALIXO" PORTUGUÊS TRATA A QUESTÃO SEMPRE COM FALSIDADE E MENTIRA - O IMI e o SOL




Screen Shot 2016-08-03 at 11.08.34

Esta história do IMI e da possibilidade do seu agravamento em função da exposição solar do imóvel mostra bem o péssimo jornalismo que se faz em Portugal. Mas também mostra que os Portugueses não se interessam por ver o detalhe, opinando sobre informações erradas em vez de procurar os factos, e também não atuam quando não concordam com certas medidas. Aparentemente, a sua indignação limita-se a discussões acaloradas nas redes sociais sem mais nenhumas consequências.

Lei do Orçamento Geral do Estado (Lei 7-A/2016 de 30 de Março) previa alterações no Código de IMI (CIMI) e autorizava o Governo a tomar a iniciativa legislativa de proceder a essa alteração (ver páginas 86 e seguintes). As alterações previstas eram, entre outras:
  1. REDUZIR a taxa máxima de IMI. Passou de 0,5% para 0,45% (art. 112º, alínea c) do CIMI);
  2. Isentar de IMI os prédios rústicos de baixo valor de sujeitos passivos de baixos rendimentos (art. 11º-A, novo);
  3. REDUZIR o IMI em função da composição do agregado familiar (número de dependentes a cargo): 120 euros (1 dependente), 40 euros (2 dependentes) e 70 euros (3 ou mais dependentes) – artigo 12ºA, novo;
  4. REINTRODUZIR a clausula de SALVAGUARDA, fixada em 75 euros, que impede que o IMI possa aumentar abruptamente num ano (tinha sido removida pelo Governo da PàF) – artigo 160º;
  5. Equiparar os coeficientes de qualidade e conforto relativos à localização e operacionalidade relativas dos prédios destinados à habitação aos utilizados nos prédios de comércio, indústria e serviços (ver página 91).

O que fez o Governo?
  1. Realizou as medidas definidas acima nos pontos 1) a 4).
  2. Alterou a tabela I, artigo 43º do CIMI, da seguinte forma (ver quadro abaixo com comparação entre o que é definido agora (Lei 41/2016) com o que estava definido anteriormente pelo Governo de Pedro Passos Coelho (Lei 82-D/2014)).
13887134_10153823710511274_3760712917404299606_n
Ou seja, para o cálculo do Coeficiente de Qualidade e Conforto, um dos parâmetros do cálculo do Valor Patrimonial Tributário (ver página 92 e imagem no topo deste artigo), usado para calcular o valor do IMI a pagar (multiplica-se o VPT pela taxa de IMI do concelho para obter o valor a pagar), a lei aprovada em 2014, pelo Governo de Pedro Passos Coelho, previa um MAJORATIVO denominado “Localização e Operacionalidade Relativas”. O valor máximo previsto desse majorativo era de 0,05. Na nova lei o valor máximo desse majorativo passa para 0,20. No entanto, também existia um MINORATIVO associado à “Localização e Operacionalidade Relativas”. O valor máximo desse minorativo era de 0,05 e passou para 0,10.
Ou seja, com o objetivo de equiparar os imóveis de habitação aos imóveis de comércio, indústria e serviços, o Governo, como definido no OE 2016, AGRAVOU (notar que agravar não significa introduzir, significa aumentar o que já existia) o MAJORATIVO e DESAGRAVOU o MINORATIVO. Isto é, este parâmetro pode ter um efeito de agravar o IMI, mas também de o diminuir. Depende do valor objetivo do imóvel relacionado com a localização.
Estas foram as alterações feitas. 
Não faço juízos de valor sobre o IMI, sobre a justiça deste imposto e sobre como deveria ser reformulado. É uma conversa longa que não cabe neste artigo. 
O que fica aqui claro é que as alterações agora feitas ao CIMI têm várias reduções efetivas de IMI. 
Todas as coisas novas que foram introduzidas têm como efeito REDUÇÕES DE IMI. Os possíveis AGRAVAMENTOS resultam de mudança de MAJORATIVOS que já existiam (usando linguagem simples, o MAJORATIVO devido ao SOL já existia na Lei 82-D/2014 do Governo da PàF*). No entanto, os MINORATIVOS relativos ao mesmo indicador também foram MAXIMIZADOS, o que pode conduzir a um maior DESAGRAVAMENTO do IMI, quando comparado com o que era possível com a lei de 2014.
O populismo e o mau jornalismo conduziu à enorme confusão que se verificou nos últimos dias, mas especialmente a um conjunto de mensagens políticas populistas que, no essencial, revelam um enorme desrespeito pelos cidadãos e pelo seu direito a informação correta, isenta e detalhada.
Lamentável.

Sobre o impacto das novas regras de IMI, gostava de saber o que interessa:
a) qual é o impacto global na coleta de IMI?
b) quantos contribuintes serão beneficiados com as várias reduções?
c) qual a estimativa de impacto no valor patrimonial dos imóveis caso sejam reavaliados?
d) qual o impacto na classe média, aumenta ou diminui globalmente o IMI?
e) qual é o impacto nos vários fundos de investimento, com capacidade de influência na comunicação social, que são donos condomínios e outros imóveis de “boa localização”.
Como proposta, penso que o Governo deveria equiparar o majorativo e o minorativo de “Localização e Operacionalidade Relativas”. Os dois deveriam ter o valor máximo 0,10.

www.insonias.pt

TORRE PANORÂMICA EM MOVIMENTO (A MAIS ALTA DO MUNDO) INAUGURADA EM BRIGHTON



Com capacidade para transportar 200 passageiros em cada uma das viagens, a colossal torre Brighton i360 – também conhecida como British Airways i360 – é inaugurada esta quinta-feira na orla da cidade costeira com o mesmo nome.
A maior torre em movimento do mundo permitirá aos visitantes contemplar a costa sul britânica com vistas panorâmicas de 360 graus. Elevar-se-á do nível da rua até 138 metros acima no nível do mar.
A torre foi concebida e desenhada pelos criadores da famosa “London Eye.” A construção dividiu a opinião pública entre os que a consideram “um monstro” e os que a glorificam pela “impressionante arquitetura.”
“A ideia subjacente é muito simples: dar prazer às pessoas, algo que as divirta, inspire, que lhes dê uma nova perspetiva da bela cidade de Brighton e Hove, na costa, do nosso lugar no meio ambiente”, explica o arquiteto David Marks.
Além da torre, o centro de visitas incluirá um restaurante, lojas, espaços de exposição e um centro de conferências.

VÍDEO

video
pt.euronews.com

A verdadeira natureza do PS e (novamente) os critérios da comunicação social


por Amato

Esta história da taxação do sol no que diz respeito às novas regras do IMI tem muito que se lhe diga, quer dizer, é muito engraçada. Há dois aspetos relevantes a sublinhar.

1) O governo PS não está a fazer nada que o anterior governo PSD-CDS não tivesse feito, bem entendido, nenhuma nova taxa foi criada, não há nada de realmente novo a assinalar.

2) Não obstante o ponto anterior, o PS mostra-se igual a si próprio, isto é, àquilo que sempre foi, mostra qual é a sua verdadeira vocação. Esta mais não é que uma capacidade imaginativa tremenda para baralhar o conjunto de impostos e criar condições objetivas para que estes possam vir a ser alargados ou estendidos. É esse precisamente o caso das novas regras do IMI. À partida, não há nenhum aumento de impostos. Contudo, o alargamento do coeficiente de bem-estar dos cinco para os vinte pontos percentuais, ao mesmo tempo que se concede às sempre financeiramente aflitas autarquias a prerrogativa de reavaliação dos imóveis, traduz-se no estabelecimento efetivo de condições para que o referido imposto seja aumentado a curto/médio prazo — três anos, pelo menos.

http://orig11.deviantart.net/152c/f/2011/142/d/8/d8302440b4dbb56efe1622fdace63d22-d3gxu1v.jpg

Com esta e com outras medidas o PS revela a sua verdadeira natureza: governar à direita, porque o melhor que consegue fazer é juntar ricos e pobres numa mesma amálgama e deles extorquir. Esqueça-se qualquer vislumbre, qualquer noção, de igualdade crua: só paga quem não consegue fugir, quem não tem bons advogados, quem não pode conhecer ou acionar os alçapões que, cuidadosamente, pontificam na lei. Mesmo que assim não fosse, esta fórmula ditaria que seriam sempre os que vivem do seu trabalho os que mais contribuiriam para as receitas das autarquias.

Por outro lado, ouvir as tentativas da direita oposicionista em tentar retirar vantagem deste facto político chega a ser obsceno. O PSD e o CDS simplesmente não têm vergonha depois de tudo o que fizeram. Parece que agora são contra todo e qualquer aumento de impostos, mesmo os que mais não são do que virtuais! Revoltam-se também contra aqueles impostos que eles próprios criaram! Mas é assim... enquanto que eles — os porta-vozes de PSD e CDS — passam no mesmo noticiário duas e três vezes, fora os comentadores da sua cor que comentam a atualidade, o Jerónimo chega a estar mais de quarenta e oito horas fora de antena. São os lamentáveis critérios da comunicação social que consideram que quem mente, que quem engana, que quem se contradiz, merece mais projeção do que quem é coerente e diz a verdade.

portodeamato.blogs.sapo.pt

A macabra tribo dos encolhedores de cabeça sul-americanos


O Canal Nem Eu Sabia fez uma matéria muito 
interessante sobre uma tribo sul americana que possui 
um ritual bem bizarro e esquisito aos olhos ocidentais.


Conheça a tribo dos encolhedores de cabeças, os 
Jívaros, localizados na Parte Oriental do Equador. 
Saiba mais sobre esse ritual, como ele é feito e o 
porquê disso.

A imagem do título dessa vez pode assustar um pouco. 
Então saiba primeiro o que eles são e onde estão localizados:

VÍDEO

 

Os Jívaros são povos aborígenes da família linguística 
"jivaro" com cerca de 150.000 falantes, que vivem 
nas encostas orientais da cordilheira dos Andes Peruanos, no 
Sudeste do Equador e ao norte do rio Marañón.

Uma família Jivaro geralmente consistem de um 
homem, suas esposas e filhos. As famílias funcionam 
como unidades "independentes" dentro das tribos 
e são auto-suficientes. As casas são de aproximadamente 
30; x 50 pés, construídas com palmeiras com 
portas em cada extremidade. 
A família pode morar em cada casa em média até 
até 9 anos, dependendo da abundância de vegetação 
local para lenha, coleta pesca e caça. Também são 
conhecidos por manter animais domésticos como 
galinhas, patos e porcos.

Homens, Xamã e mulher da tribo dos Jívaros.
Entre as plantas cultivadas inclui-se mandioca doce, batata 
doce, milho branco, abóbora, amendoim, cana, açúcar 
e algodão. Alguns Jivaros também cultivam 
medicamentos e plantas enteógenas. Mas não é daí que 
vem a fama desse povo, e sim por serem conhecidos como 
a tribo dos encolhedores de cabeças humanas.





Fique agora com a matéria do Canal Nem Eu Sabia e 
saiba mais sobre os costumes desse povo:

VÍDEO


tudorocha.blogspot.pt

A pintura de Sophie Gengembre Anderson










  Sophie Gengembre Anderson

























Se “suicida” na prisão o hacker que revelou os emails de Hillary Clinton


Se “suicida” na prisão o hacker que revelou os emails de Hillary Clinton
O pirata informático romeno Marcel Lazar Lehel, conhecido na internet como “Guccifer”, foi encontrado morto no cárcere da Virgínia onde estava preso acusado de capturar e divulgar os correios eletrônicos de Hillary Clinton quando era Secretária de Estado.
Segundo o jornal “Christian Times News”, aparentemente Guccifer teria se suicidado. Seu corpo apareceu pendurado de uma corda na cela, após o jantar.
Após difundir os correios, o pirata foi vítima de uma ação execrável por parte da Romênia, que o extraditou para os Estado Unidos. As legislações de todos os países do mundo proíbem a extradição de seus próprios cidadãos a terceiros países. Mas os Estados Unidos não são um país qualquer e a Romênia voltou a mostrar seu servilismo.
Guccifer confessou abertamente que tinha entrado aos servidores utilizados pela Secretária de Estado várias vezes, motivo pelo qual os Estados Unidos pediram que fosse extraditado para julgá-lo.
Disse que a captura das mensagens diplomáticas foi muito simples. O servidor de Clinton carecia de qualquer tipo de medidas de segurança e que estava aberto “como uma orquídea”.
Em lugar de prender Clinton por sua apatia, o FBI preferiu concentrar seu fogo contra o romeno. Era muito mais fraco do que a candidata à Presidência dos Estados Unidos.
Durante a etapa de seu marido na Casa Branca, em 1995, os Clinton já estiveram implicados no suicídio de Vince Foster, um funcionário da Presidência.
Tradução: Tali Feld Gleiser, para Desacato.info.
gz.diarioliberdade.org

PNR faz simulação de decapitações em frente ao Palácio de Belém

O Partido Nacional Renovador (PNR) partilhou um vídeo no Facebook onde simula decapitações e mostra que está contra a vinda de refugiados para a Europa.


O Partido Nacional Renovador (PNR), de extrema-direita, partilhou um vídeo no Facebook onde simula decapitações e mostra que está contra a vinda de refugiados para a Europa. O protesto tem o nome de “Islão, aqui, não” e pode ler-se na publicação do partido feita naquela rede social: “Na sequência de mais uma vaga de atentados no continente europeu, o PNR realizou neste sábado uma ação de protesto contra a Islamização da Europa, que teve lugar em frente ao Palácio de Belém, em Lisboa”.
Segundo o post do PNR, “mais de meia centena de pessoas compareceu para tomar parte ativa numa coreografia, simbólica, com mensagem forte, mas retratando a verdadeira face do Islão e da ameaça que ele representa. As decapitações selvagens que, há vários meses pareciam ser lá longe, na verdade já ensombram o coração da Europa, como sucedeu, aliás, esta semana, com o horrendo crime de degolação de um Padre católico dentro da igreja”.

vídeo
Além das decapitações, o vídeo mostra alguns cartazes com António Costa, Durão Barroso e François Hollande como os principais responsáveis por esta situação.

observador.pt

PERSEGUINDO QUEM TRABALHA ARDUAMENTE

O FISCO FEITO UM RESUMO
NESTE VERSO POPULAR
FECHA OS OLHOS AO GATUNO
E ROUBA QUEM QUER TRABALHAR
AG