AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Costa acusa Passos de tirar 800 milhões ao Orçamento deste ano


Costa acusa Passos de tirar 800 milhões ao Orçamento deste ano





O Governo fez contas às medidas adoptadas pelo anterior Executivo e concluiu que o Orçamento de 2016 foi privado de receita líquida no valor de 800 milhões de euros. Apesar disso, Mário Centeno cortou meta do défice para este ano, de 2,8% previstos no Programa para 2,6% do PIB.

O Governo diz que o Orçamento do Estado para 2016 foi privado de uma receita fiscal no valor de 800 milhões de euros, devido a decisões de política do anterior Executivo. A acusação consta do comunicado do Conselho de Ministros, que aprovou o "draft" do Orçamento do Estado para o próximo ano.
 .
"Para benefício da execução orçamental de 2015, foram então adoptadas políticas que anteciparam receitas fiscais e outras que adiaram para 2016 custos fiscais", lê-se no documento. 

"No seu conjunto, os efeitos desfasados resultam numa arrecadação líquida de receita fiscal de cerca de menos 800 milhões de euros em 2016", continua.

O documento não explica, porém, quais as decisões que geraram este ‘buraco’ nas contas. E também não justifica como foi possível acomodar esta falta de receita e, ao mesmo tempo, apresentar uma previsão de défice mais baixa do que o previsto em Novembro.

Défice baixa para 2,6%
No "draft" que envia esta sexta-feira para Bruxelas e para o Parlamento, o Governo promete baixar o défice de 3% em 2015 para 2,6% em 2016, sinalizando assim a intenção de fazer uma correcção mais intensa.

No entanto, no que se refere ao esforço de consolidação estrutural, o Governo fica longe das pretensões de Bruxelas. O Executivo prevê uma correcção de 0,2 pontos percentuais do PIB. As recomendações de Bruxelas a Portugal apontam para um esfoço de redução de 0,6 pontos percentuais e os tratados orçamentais indicam 0,5 pontos percentuais do PIB.

A correcção agora fica mais próxima da solução de meio caminho que Bruxelas e Lisboa tentavam negociar esta semana, tal como o Negócios apurou. O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o "draft" do Orçamento do Estado para 2016, que seguirá agora para Bruxelas e para o Parlamento. 

O ministro das Finanças não deu muitos detalhes sobre o documento, remetendo para uma conferência de imprensa marcada para sexta-feira.

"Este é um orçamento responsável, que favorece o crescimento económico e a criação de emprego, melhora a protecção social (...) reduzindo ao mesmo tempo o valor da dívida e do défices", disse Mário Centeno. O ministro acrescentou ainda que garante uma "redução igualmente significativa" da dívida pública.

O Orçamento garante "uma política orçamental mais equilibrada e sustentada" "com diminuição da carga fiscal e recuperação de rendimento", cumprindo "todos os compromisso assumidos no programa eleitoral" e garantindo "o espaço para a criação de crescimento económico, que é um orçamento deve fazer".

VÍDEO - Ontem de manhã - Assalto milionário faz quatro reféns

Assalto milionário faz quatro reféns 

Homens encapuzados assaltam quinta na Trofa. 

Um grupo de quatro ladrões armados e encapuzados assaltou, na manhã desta quarta-feira, uma quinta na Trofa e fizeram quatro reféns. 

Duas pessoas foram hospitalizadas. 





Assalto milionário faz quatro reféns na Trofa 

O assaltou ocorreu pouco depois das 10h00 durou cerca de uma hora e meia.   

Ao entrarem na propriedade, os assaltantes agrediram dois funcionários e prenderan-nos numa capela. 

O casal de idosos estava a dormir quando foi surpreendido pelos quatro homens. 

A mulher, de 73 anos, sofreu golpes de faca na mão e os assaltantes ainda fizeram disparos para o ar. 

O casal acabou por dizer onde estavam os bens. Os ladrões levaram dinheiro, jóias, ouro e dois carros de luxo, sendo um deles um Porsche Cayenne. A Polícia Judiciária está a investigar.


VÍDEO


video

http://www.cmjornal.xl.pt

Há possibilidades de 2ª volta

Há fortes possibilidades de 2ª volta nas presidenciais e aí muita coisa poderá acontecer se o povo não embarcar na canção da direita.

Se o povo não abrir os olhos rapidamente voltaremos a manobras golpistas para que os fascistas, os banqueiros, o psd/cds comece pelas mãos de Marcelo as manobras de desestabilização para impôr novo governo de miséria e austeridade que será ainda pior pois a direita está sequiosa de vingança.

OS MURAIS DA ARTISTA RUSSA JULIA VOLCHKOVA








 JULIA VOLCHKOVA












 JULIA VOLCHKOVA






vídeo


VAMOS VER AQUI PORQUE NÃO PODEMOS ACREDITAR SEMPRE NAS SONDAGENS

Afinal porque é que não se deve acreditar nas sondagens?



Republico hoje o post de 22/9 sobre sondagens com uma atualização:

As duas sondagens que foram publicadas há pouco sobre as eleições presidenciais são bem ilustrativas:

SIC/Expresso:

RTP/U. Católica:

Alguém nota a diferença?

A 2ª volta pode estar aí!

A manipulação de sondagens é um facto indiscutível em todos os países: basta lembrar que 2 dias antes das eleições gregas as sondagens davam um empate técnico entre o Syriza e a Nova Democracia; o resultado está à vista.

Mas afinal o que são sondagens? Este artigo é importante para esclarecer alguma coisa deste mistério:

Sendo as eleições um dos pilares dos regimes democráticos é importante que um instrumento com tal poder de influência seja conhecido dos cidadãos, sob pena de poder ser usado para instrumentalizar a sua vontade e desvirtuar um processo essencial para a estabilidade da vida política. Nesta perspectiva, saber ler os resultados de uma sondagem é uma competência fundamental numa sociedade democrática.

Em 2011 as sondagens deixaram muito a desejar. Este exemplo é ilustrador:

A apresentação de sondagens na comunicação social centra-se, compreensivelmente (tendo em conta a natureza da comunicação social), nos resultados. A informação referente à metodologia usada é reduzida ao mínimo exigido pela legislação. A interpretação dos resultados da sondagem – feita geralmente na perspetiva de “quem vai à frente” – é da responsabilidade do jornal. Contudo, nem sempre a interpretação e apresentação editorial dos resultados é feita com o rigor técnico que seria desejável. Por exemplo, no caso em concreto, em que a margem de erro (apresentada no 3º parágrafo da notícia como “intervalo de erro”) é de ±2.5%, isso significa que os resultados na população podem variar, no caso do BE entre 6%-2,5% e 6%+2,5%, ou seja, entre 3,5% e 8.5%, da CDU entre 9%-2,5% e 9%+2,5%, ou seja, entre 6.5% e 11.5%, e do CDS entre 10%-2,5% e 10%+2,5%, ou seja entre 7.5% e 12.5%. Isto quer dizer que em rigor também existe um empate técnico entre estes três partidos, uma vez que há um conjunto de resultados possíveis, entre 7.5% e 8.5%, que são partilhados por estes três partidos.

Nas sondagens relativas às eleições de 2015 é extraordinária a manipulação feita pela televisão do estado: hoje adiantaram que é possível a PàF ter maioria absoluta. O Expresso e a SIC, por seu lado, têm uma sondagem que dá mais 0,5% ao PS.

Alguém percebe?

Eu percebo. Trabalhei durante 8 anos num departamento de uma empresa que fazia estudos de opinião. Tudo é possível!

Importante é a amostra e a forma de contacto. Será natural que em pleno século XXI o contacto seja o telefone fixo? Quantos jovens ficam de fora? Há em Portugal mais de 10 milhões de telemóveis e as listas telefónicas quase parecem, hoje em dia, um pequeno caderno de apontamentos.

suitedeideias.blogspot.pt

VÍDEO - MIGRAÇÃO DE MILHARES DE RENAS FILMADAS POR DRONE






















O fotógrafo Jan Helmer Olsen pegou recentemente seu quadricóptero com câmera e foi para Karasjok, Noruega, capturar estas belas tomadas aéreas da migração anual de renas. 3.500 animais podem ser vistos em seus 2 meses de longa caminhada em direção ao sul em busca do calor. Desse ponto de vista, o movimento do rebanho de renas parece semelhante, de uma forma quase inexplicável, ao de uma revoada de estorninhos. Você pode encontrar mais do trabalho de Olsen em sua conta no Vimeo.










VÍDEO




 http://www.mdig.com.br/

Isso !

ISSO ! VOTEM NO CANDIDATO DO MOURINHO E DE QUEM TEM MILHÕES QUE O MARCELO LOGO LHES ENVIA PREGOS PARA OS CAIXÕES

O IRÃO COMO POLO TURÍSTICO

Irão está se tornando um pólo turístico, na verdade sempre foi. O problema é que estas guerras diplomáticas e santas acabam ocultando muitas coisas bonitas que existem em alguns cantos do mundo. Mas avesso as recomendações governamentais, muitas pessoas começaram a reservar passagens junto aos operadores turísticos, que relatam um aumentos significativos nos turistas a este país do Oriente Médio.

Talvez o aumento também seja por causa de um ligeiro degelo nas suas relações com o Ocidente, ou, o mais provável, simplesmente por causa do fascínio de explorar um destino turístico pouco conhecido com alguns outros turistas.

Depois que descobriu o filão do turismo, de fato, o Irão está ativamente incentivando visitas ao país. Os visitantes são bem vindos mas, ao que parece, algumas nacionalidades, como os estadunidenses, por exemplo, devem visitar o país com um guia turístico oficial e devem ter seu itinerário aprovado pelo Ministério iraniano dos Negócios Estrangeiros para conseguir um visto.

Ainda que para nós brasileiros seja possível pedir um visto em trânsito de sete dias no país, o melhor mesmo é se adiantar e solicitar o visto na embaixada em Brasília (irembassybr.com). A taxa custa algo em torno de 80 reais.

Ah sim, o Irão não reconhece o Estado de Israel e não permite a entrada de quem tenha carimbo do referido país no passaporte.

De cidades antigas com mesquitas deslumbrantes para belíssimas paisagens naturais, aqui estão algumas das mais belas e intocáveis, atrações turísticas iranianas.

Isfahan, localizada no centro do país, é talvez a cidade mais turística do Irão, famosa por sua arquitetura islâmica, pontes cobertas, palácios e mesquitas.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 01
Via: Shutterstock.com

Este é o lar de vários pontos turísticos importantes, como a Imam Square, uma das maiores e mais belas praças da cidade e do mundo. É um Patrimônio Mundial da UNESCO, que apresenta bela arquitetura iraniana e islâmica.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 02
Via: Shutterstock.com

Há também belas mesquitas aqui, como linda Mesquita do Sheikh Lotfollah.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 03
Via: Shutterstock.com

Teerã, a capital do país, é cercada por montanhas nevadas.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 04
Via: Shutterstock.com

A torre Azadi marca a entrada da cidade capital.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 05
Via: Shutterstock.com

Encante-se com a habilidade incrível e detalhamento de tapetes persas no Museu do Tapete do Irão.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 06

Ou então compre um tapete e aproveite para pechinchar com os locais enquanto faz compras no Grande Bazar de Teerã.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 07
Via: lfphotos

Aqui, os vendedores vendem todos os tipos de roupas "ocidentais", como sutiãs, jeans e camisetas.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 08
Via: kamshots

Há muita variedade e coisas para escolher.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 09
Via: kamshots

O chá é uma grande parte da cultura persa.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 10
Via: kamshots

Moradores se reúnem em cafés ao ar livre em Teerã.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 11

Faça uma refeição rápida: os vendedores vendem kebabs frescos em toda a cidade.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 12
Via: paulk

Desfrute de um kebab com um pedaço de pão persa recém-assado.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 13
Via: kamshots

O resort de esqui Shemshak está a menos de uma hora de Teerã. Os teeraniano ricos gostam de escapar para ali nos fins de semana.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 14
Via: ninara

Persépolis foi a capital do Império Aquemênida, que data de 515 a.c. A antiga cidade foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1979.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 15
Via: suronin

Relevos incríveis são esculpidas nas rochas em Persépolis.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 16

Shiraz, conhecida como a cidade do amor e da poesia persa, é outro ponto obrigatório para turistas na cidade. Esta é a casa do histórico Eram Garden (Jardim do Paraíso).
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 17
Via: suronin

Vários famosos poetas persas são enterrados em Shiraz em túmulos elaborados. Este é o mausoléu de Saadi, um poeta do século 13.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 18
Via: Shutterstock.com

Há também mesquitas deslumbrantes aqui, como a de Nasir al-Molk, que mostramos recentemente no MDig, no artigo intitulado "Todas as manhãs um arco-íris ilumina esta impressionante mesquita".
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 19
Via: Ko.Yo

Ramsar é uma popular estância balneária na costa do Mar Cáspio.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 20
Via: wetlandsofpakistan

Existem resorts de praia aqui, mas é também uma área para os pescadores.
21 lindas fotos que mostram por que o Irã é um grande pólo turístico 21
Via: wetlandsofpakistan

http://www.mdig.com.br