AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


terça-feira, 3 de novembro de 2015

A arte da sapataria em Loulé…


Oficina do pai da M J.pai e mãe da M Joao
O fabrico de sapatos constitui hoje uma força vital na economia portuguesa, assente em centenas de fábricas onde é produzida uma vasta gama de modelos para exportação para todo o mundo e para consumo interno.
Porém há menos de 50 anos, era apenas uma indústria artesanal; cada par de sapatos era laboriosamente cortado e cosido à mão. O ofício de sapateiro era um negócio de família, em que o pai, a mãe e os filhos tinham papeis específicos na linha de produção. As partes de cima eram normalmente confiadas às mulheres, enquanto os homens se ocupavam das partes que exigiam mais força como o coser das solas à mão.
No Algarve, os principais centros de produção eram Loulé, Tavira, Faro e Monchique. Assegura-se que muitos dos segredos dos tintos, manufactura e tradições deste negócio reportam a sapateiros árabes e judeus de há centenas de anos atrás.
Hoje recordamos aqui um casal de artistas louletanos, da arte da sapataria, infelizmente já desaparecidos do mundo dos vivos. Carlos Pinguinha e sua esposa Albertina Pinguinha, dedicaram-se durante épocas a esta arte com tal perfeição que aqui se deslocavam de vários pontos do Algarve e até da Capital, gente exigente que lhes reconhecia o trabalho de verdadeiros artistas.
Em algumas cidades algarvias ainda existem ruas com nomes que comprovam a importância destas localidades como zonas de fabrico de calçado. Em Faro a Rua dos Surradores e Rua das Alcaçarias, em Tavira a Rua do Máforo e a do Rossio do Cano e finalmente Loulé a Calçada dos Sapateiros.
No Algarve restam já muito poucos sapateiros, mas Portugal continua a ser bem conhecido em muitos países do mundo, pelo nível do calçado que exporta e que na sua maioria é fabricado em pequenas e grandes fábricas do norte do país.
******* Fontes : “ Revista Unique “ – Quinta do Lago ; Ilídio Floro e Anabela Martins.

www.louletania.com

POBRES CRIATURAS ...


Falsos polícias andam a atacar condutores na zona de Lisboa!


Este alerta é muito importante! Conhece este esquema para que não caias nele também, e partilha com o maior número de pessoas possível! A primeira vítima foi uma mulher de 24 anos! Mas há forma de nos protegermos, sabe como!

falsos_policias_lisboa

(Correio da Manhã de Sábado dia 31 de Outubro)

Na madrugada de quinta para sexta-feira passada, uma mulher de 24 anos foi sequestrada e alvo de carjacking, depois de ter sido abordada por 3 indivíduos que se fizeram passar por polícias, perto de Sintra.

O método de abordagem é simples, eles perseguem a viatura, e a dada altura acendem um pirilampo azul semelhante aos utilizados pelas forças da autoridade.

Quem é abordado como fica logo enervado pois começa a temer uma multa, deixa de pensar claramente, e nem repara nalguns pormenores … Quando estão já perto, armados, tomam de assalto as viaturas que levam juntamente com as vítimas.

No caso em questão a mulher foi mais tarde abandonada em Mem Martins, a escassos quilómetros do local onde se deu o crime, e está bem de saúde, mas nem sempre o desfecho é esse…

Por isso, avisa a tua família e amigos, especialmente as mulheres(alvo preferencial), para estarem bem atentos a método. Quando, e se pararem, olhem bem pelo espelho e vejam como se comportam os (supostos)polícias, e em caso de desconfiança(por exemplo carro descaracterizado, ou qualquer outro motivo), arranquem e fujam! Procurem uma esquadra perto e expliquem o sucedido, nada de mal vos pode acontecer por tomarem essa atitude!

As verdadeiras forças da autoridade certamente compreenderão a vossa explicação num caso desses, mesmo que seja um engano vosso.

Fonte: Correio da Manhã, www.doidices.com

Ex-diretora técnica de um lar em Reguengos tratava os menores com violência e terá tido relações sexuais com um deles

Crianças trancadas na despensa e


amarradas para não gritarem

Ex-diretora técnica de um lar em Reguengos tratava os menores com violência e terá tido relações sexuais com um deles

Um rapaz de 15 anos, potencial suicida, foi tratado com alegada brutalidade pela ex-diretora técnica do Lar Nossa Senhora de Fátima, em Reguengos de Monsaraz, a quem estava à guarda. Como castigo por ter fugido do lar, foi fechado na despensa de 16 metros quadrados e uma janela interior durante vários dias, obrigado a urinar para um copo, e apenas saía do "buraco" algemado (o cativeiro durou de maio a julho de 2013).

Este é um dos episódios mais impressionantes dos descritos no despacho de acusação do Ministério Público (MP), a que o DN teve acesso, e que imputa vários crimes de maus-tratos, sequestro e abusos à ex-diretora técnica daquele lar da Misericórdia destinado ao acolhimento de crianças e jovens em perigo. Vânia Pereira exerceu funções de março de 2008 até 15 de abril de 2015. Com 35 anos, psicóloga, divorciada, está acusada também de ter abusado sexualmente de um menor de 14 anos residente no lar.

Outra alegada vítima do seu domínio foi uma rapariga de 12 anos, frágil e com défice de atenção, que era amarrada de braços e pernas com lençóis e amordaçada para não falar e gritar enquanto a diretora e as técnicas a esbofeteavam na face, tendo sido ainda fechada numa arrecadação sem janelas por dias inteiros.
São também arguidos no processo a Santa Casa da Misericórdia de Reguengos de Monsaraz e o ex-provedor Manuel Galante, que respondem, por omissão, por nove crimes de maus-tratos e três crimes de sequestro agravado; e ainda seis funcionárias do lar. Os crimes foram cometidos ao longo de seis anos, entre 2008 e 2014.

Ambiente à orfanato de Dickens

No despacho de acusação descreve-se o ambiente de terror vivido no Lar Nossa Senhora de Fátima, que remete para os orfanatos vitorianos nos contos de Charles Dickens, com crianças a ser esbofeteadas, fechadas em despensas durante dias, humilhadas, insultadas de "burros e deficientes" e privadas de refeições como castigo.
.
Vânia Pereira, a diretora técnica, é, para o MP, a principal autora dos crimes. Como agravante, teve ainda uma relação sexual e íntima com um rapaz de 14 anos a partir de março de 2009. O adolescente, internado no lar, sentia estar acima de qualquer punição e maltratava os outros. Terá chegado a queimar outras crianças com cigarros, a exibir navalhas ou a arremessar cadeiras contra o corpo de alguns menores. 

Nenhuma das técnicas o castigou por tais atos, sublinha a acusação. A diretora técnica, por estar envolvida com o rapaz, protegia-o a ponto de lhe dar dinheiro, oferecer telemóveis e peças de roupa ou até de o levar à praia e a passear. Vânia Pereira apenas participou dos comportamentos do rapaz depois deste se recusar a manter o relacionamento íntimo que tinham.

Um relatório da inspeção do Instituto da Segurança Social ao lar, em 19 de dezembro de 2012, avisou que "não é possível garantir a segurança, mesmo a nível da integridade física das crianças mais pequenas".

Ao longo de seis anos, a diretora técnica revelou "uma insensibilidade, impiedade e severidade crescentes"
(...). No livro de atas, numa reunião em 2008, Vânia Pereira ordenou à equipa que tratasse os menores como "pessoas doentes" devendo estes ser "empurrados para baixo do poder para aprender quem mandava".

* Estamos no século XXI com uma Vânia Torquemada algoz da inquisição.????

apeidaumregalodonarizagentetrata.blogspot.pt


Presidente da TAP está a ser ouvido na PJ - Em causa está a venda da Grounforce.

Presidente da TAP está a ser ouvido na PJ 

Em causa está a venda da Grounforce. 

O presidente da TAP, Fernando Pinto, está a ser ouvido pela Polícia Judiciária, como testemunha, num processo relativo à privatização da Groundforce, segundo fonte oficial da companhia aérea. 

De acordo com a mesma fonte, o processo em causa resulta de uma denúncia anónima relativa à privatização da Groundforce, empresa de assistência nos aeroportos ('handling') que foi concluída em 2012. 

A 5 de dezembro de 2011, o Grupo Urbanos chegou a um acordo de princípio com a TAP para a compra de 50,1% do capital da Groundforce. No mês seguinte, a privatização recebeu luz verde da Autoridade da Concorrência e em junho de 2012 da Direção-Geral da Concorrência da União Europeia.

 http://www.cmjornal.xl.pt

MISS TAILÂNDIA SE AJOELHA AOS PÉS DE SUA MÃE RECOLHEDORA DE LIXO, AGRADECENDO

Longe de sentir algum tipo de vergonha, a Miss Tailândia 2015 ajoelhou-se para beijar os pés e agradecer a sua mãe que trabalha como recicladora por tê-la criado. Realmente exemplar! Vivemos em tempos onde a frivolidade e a aparência dominam a vida de muitas pessoas, ainda mais no ambiente dedicado à beleza, a moda e o glamour; no entanto, isso não foi impedimento para que a bela Miss Tailândia demonstrasse publicamente o orgulho e a gratidão para a mulher que lhe deu a vida, educou (muito bem, por sinal) e a criou.

Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
A imagem comovente publicada on-line, mostra à jovem rainha da beleza quando regressou a sua cidade natal para agradecer da maneira mais modesta a sua mãe.

Usando sua coroa resplandecente, faixa de seda e sapatos de salto, a rainha de 17 anos de idade, Khanittha "Mint" Phasaeng, que ganhou o título de Miss Uncensored News 2015 no último dia 25 de setembro, se ajoelhou ante sua mãe diante dos contêineres de lixo sujos para agradecer por tudo o que ela fez por ela.
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
O momento comovente acabou roubando o coração de muitas pessoas em volta do globo, dado que a mulher batalhou para criar a filha sozinha, ganhando a vida recolhendo lixo e reciclando.
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
A forma mais respeitosa que muitos asiáticos usam para mostrar grande deferência é se ajoelhar, não importa qual seja a situação. E de acordo com a mídia local, esta garota nunca se sentiu envergonhada:

- "Eu sou o que sou hoje só por causa de minha mãe. Nós ganha,os a vida fazendo um trabalho honesto, de modo que não existem motivos para que eu me sinta inferior"disse Mint.
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
Ela mantém uma visão otimista da vida, sem deixar de ajudar a sua família trabalhando em muitos postos de trabalho de baixa categoria, e ajudando a sua mãe a recolher lixo para reciclagem posterior.
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
Ela chegou casualmente ao concurso e nunca imaginou ganhar devido a sua criação.

- "Quando o júri anunciou a ganhadora, me senti como se estivesse em um sonho. Pensei, como pode uma garota normal, sem graça como eu, ser a Miss Tailândia?".
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
Sua família cresceu na pobreza, tanto é que ela não pôde se dar ao luxo de ira à universidade após a formatura do segundo grau.
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
Após vencer o concurso, Mint conseguiu contratos em publicidade, no cinema e na televisão, que ela espera que possam melhorar a situação financeira em casa. Mas, ela disse que a família seguirá sendo recicladora:

- "É algo que minha mãe fez sempre e ela não sabe fazer outra coisa".
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
Não está bem claro em que lugar da Tailândia é a casa da família, mas a história de Mint foi amplamente elogiada e estendida como exemplo em todo o país.
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
A garota acabou se transformando em um exemplo para a juventude e muitas pessoas de baixos recursos que querem superar seus problemas cotidianos, apesar de suas limitações e por essa razão hoje muitos opinam que ela não apenas linda por fora, também é humilde e agradecida com a sua mãe.
Gratidão: Miss se ajoelha para agradecer o apoio de sua mãe
Valorizar sempre o amor e a dedicação que recebemos daqueles seres que nos ajudaram a ser melhores pessoas nos faz melhores pessoas também.

 http://www.mdig.com.br

Extrema-direita cresce no mundo, mas em cada país com seu próprio ‘estilo’


Na Alemanha, organização nascida há um ano já protagoniza sucessivos episódios de intolerância e preconceito
Na Alemanha, organização nascida há um ano já protagoniza sucessivos episódios de intolerância e preconceito

A crescente ascensão e a desfaçatez da direita e da extrema-direita, longe de serem um fenômeno exclusivamente brasileiro, está largamente presente na Europa inteira, também na Alemanha.
Mas a direita em cada país tem seu próprio estilo.
Numa certa passagem de Raízes do Brasil, Sérgio Buarque de Hollanda comparava o nazismo e o fascismo europeus com o integralismo brasileiro, lembrando que a tragicidade daqueles virava a agitação neurastênica dos adeptos deste, ou algo parecido com isto, pois estou citando de memória.
Hoje novas diferenças aparecem, entre as semelhanças da potenciação das atividades das direitas aqui e aí, pela internet.
No caso brasileiro transparece a boçalidade da parte de nossas elites endinheiradas e da classe média que sente seus privilégios (que confunde com direitos adquiridos, vitalícios e hereditários, como as capitanias coloniais), expressa nas camadas de insultos e de assédio físico aos que vê como seus inimigos ou até traidores de classe.
Aqui a boçalidade vira uma arrogância disfarçada de altivez de dia, e uma violência covarde que se ativa à noite. De dia, o que transparece é um desprezo cultural e ético pelos “inferiores” (já que ficou feio falar em raça); à noite, transparece o ataque covarde aos abrigos de refugiados, estejam eles ocupados ou não, sob a forma de incêndios criminosos. Há praticamente um ataque destes por noite, no mínimo. Às vezes são dois ou três.
Ninguém vai insultar a chanceler Angela Merkel, chamando-a de “vaca” ou outros xingamentos piores. Mas em manifestações da extrema-direita têm aparecido forcas que lhe são reservadas, e ao vice-chanceler Sigmar Gabriel.
No sábado passado, a candidata à prefeitura da cidade de Colônia Henriette Reker, independente mas considerada próxima à chanceler, foi atacada a golpes de faca no pescoço por alguém que a polícia local identificou como “um desempregado”. Este (a lei alemã impede a identificação de autores ou suspeitos deste tipo de crime antes de seu indiciamento formal, o que, aliás, deveria servir de exemplo para nós e nossa velha mídia) alegou como motivo seu protesto perante o “privilégio” que o país vem concedendo aos estrangeiros, refugiados ou imigrantes. Reker que, embora hospitalizada, foi eleita no domingo, com 52,7% dos votos, era a encarregada de organizar a recepção aos refugiados e imigrantes em Colônia.
O caso lembra perigosamente a prática e as acusações dos nazistas em relação aos judeus na década de 30, quando chegaram ao poder. Só que agora estas práticas e acusações se voltam predominantemente contra os muçulmanos. Mas assim como os nazistas se erguiam também contra outros “inferiores”, como ciganos, Testemunhas de Jeová, homossexuais, negros etc., o desprezo desta direita emproada e sombria também se ergue contra os “povos do sul”, acusados de serem culturalmente vulneráveis à corrupção, de se recusarem ao trabalho, de propensos ao desperdício etc.
Esta irrupção de violência vem preocupando as autoridades alemãs de todas as inclinações ideológicas, embora mesmo dentro das hostes da União Democrata Cristã, partido da chanceler, e da sua co-irmã bávara, a União Social Cristã, surjam vozes que condenem esta “fácil abertura” que Merkel e o país vêm concedendo às vagas de “invasores” que procuram abrigam no continente, na Alemanha em particular.
A onda de direita não impede manifestações de solidariedade igualmente vigorosas. No fim de semana, à noite, milhares de pessoas saíram às ruas na capital portando velas acesas, em apoio aos imigrantes e refugiados. Em Colônia, no domingo, todos os outros candidatos rivais de Reker fizeram uma vigília, também com velas acesas, em solidariedade a ela.
A realidade é que, como na época da ascensão do nazismo, a Alemanha se mostra um país dividido. Sinal desta divisão foi, na noite da segunda-feira (19), a realização de duas manifestações simultâneas na cidade de Dresden, berço dos novos movimentos de extrema-direita que se abrigam sob o nome de Pegida.
De um lado, os “Pegidas” comemoravam um ano do nascimento formal deste movimento. De outro, outros manifestantes protestavam contra o Pegida. A polícia calculou o mesmo número de manifestantes de um lado e de outro: 26 mil para cada um. Apesar da presença dos policiais, o confronto foi inevitável, com feridos e detidos de parte a parte.
Pelo menos há uma diferença: na década de 1930 a polícia, com frequência, fazia vista grossa para a violência dos nazistas, e contribuía para atacar comunistas e social-democratas. Hoje isto não acontece mais, embora durante mais de uma década os órgãos de inteligência da Alemanha tenham se descurado das atividades da extrema-direita, chegando a fechar o departamento específico que se encarregava desta área de investigação, misturando seus membros com os de outros departamentos.
Mas o problema da emergência renovada destas tendências de extrema-direita persiste, e é grave.
.oOo.
Flávio Aguiar é professor, escritor, correspondente internacional, tradutor, organizador e colaborador de dezenas de livros. Atualmente vive em Berlim, na Alemanha.
www.sul21.com.br

A cada 10 minutos, nasce uma criança sem nacionalidade no mundo, estima ONU


A cada 10 minutos, nasce uma criança sem nacionalidade no mundo, estima ONU

Atualmente, cerca 10 milhões de pessoas são consideradas apátridas em todo o mundo. Segundo dados revelados nesta terça-feira (03) pelo Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados), estima-se que uma criança nasça a cada dez minutos sem qualquer nacionalidade.
Este fenômeno ocorre sobretudo porque as mulheres dão à luz ao longo de suas jornadas em busca de refúgio, de modo que muitos nascimentos acabam não sendo registrados em meio aos conflitos.
De acordo com os dados da agência da ONU, Mianmar, Costa do Marfim e Tailândia são alguns dos principais países onde vivem as populações apátridas mais numerosas.
Para o Acnur, contudo, a condição de apátrida gera efeitos nocivos nas crianças, já que provoca sentimentos de discriminação, frustração e desesperança que muitas vezes persistem na idade adulta.
Após coletar depoimentos de 250 pessoas, a agência explica que os menores se descrevem como “invisíveis”, “extraterrestres”, “vivendo nas sombras”, “cachorros de rua” e “sem valor”.
Além disso, a condição de marginalidade social faz com que muitos apátridas tenham direitos fundamentais negados, como  a obtenção de diplomas acadêmicos e o acesso ao trabalho digno.
Esses testemunhos fazem parte de um novo relatório publicado pelo Acnur que é lançado nesta semana junto à campanha “#IBelong” (“Eu pertenço”), que tem como intuito o fim da condição de apátridas até 2024.
“Nenhuma criança deveria ser apátrida. Todos deveriam pertencer a algum lugar”, afirmou o alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, em comunicado.
Segundo Gueterres, a resolução desta questão é “relativamente fácil de resolver e prevenir”: os Estados devem assegurar que todas as crianças sejam oficialmente registradas ao nascer e também devem colocar fim às leis e práticas que negam a filiação a um país por motivos de raça, etnia e religião.

PCP mantém moção de rejeição autónoma até decisão em contrário


PCP mantém moção de rejeição autónoma até decisão em contrário

O líder parlamentar comunista reafirmou hoje a intenção de apresentar uma moção de rejeição ao novo Governo PSD/CDS-PP, aquando da apresentação do seu programa, até «decisão em contrário», e consoante as negociações com PS e BE.

João Oliveira agradeceu a apresentação de cumprimentos ao ministro dos Assuntos Parlamentares, Carlos Costa Neves, em ronda por todas as bancadas parlamentares, e assegurou que "a palavra de um comunista vale tanto como um papel assinado", referindo-se à necessidade ou não de haver um documento subscrito pelos líderes socialista, bloquista e comunista, com vista à constituição de uma alternativa de governo.
"Essa foi a disponibilidade que assumimos desde a noite das eleições. Não havendo decisão em contrário, essa disponibilidade é a que se mantém. É a única coisa que posso garantir", adiantou, sobre a eventual moção de rejeição autónoma por parte do PCP, acrescentando ainda sobre as conversações à esquerda que "a palavra de um comunista vale tanto como um papel assinado, nesta circunstância", sem qualquer "novidade ou comentário", pois o processo está em curso.
O líder parlamentar socialista, Carlos César, frisara minutos antes que um acordo com PCP e BE tem de ficar "aclarado" até à discussão do programa de Governo PSD/CDS-PP, ou seja, até segunda-feira, e só com uma alternativa consolidada os socialistas votarão favoravelmente ou apresentarão uma moção de rejeição.
"Enquanto não existir um acordo firmado com o PCP e Bloco de Esquerda, não vale a pena valorar o estado das negociações como estando a 90 ou a 40 por cento", especificou César.
Para João Oliveira, "a decisão do Presidente [da República, de dar posse ao executivo liderado por Passos Coelho] desrespeita a vontade expressa pelo povo português nas eleições de dia 04 de outubro, quando decidiu condenar o Governo de PSD e CDS".
"Uma decisão em confronto com a Constituição da República Portuguesa e geradora de instabilidade porque se tratou da solução com menos estabilidade, inclusivamente não havendo garantias de entrada em funções", resumiu João Oliveira.
Diário Digital / Lusa

Realizou-se hoje frente à Assembleia da República um Plenário de Ferroviários.

Plenário de Ferroviários em São Bento exige fim dos roubos e do ataque ao sector ferroviário

Realizou-se hoje frente à Assembleia da República um Plenário de Ferroviários. 

Os ferroviários rejeitaram a continuação de uma política derrotada nas urnas e exigiram o fim dos roubos  nos salários, nas reformas e nos direitos, e uma política de defesa e valorização do sector que comece, no plano imediato, pela travagem da privatização da CP Carga e pela reversão da fusão da REFER e da EP. 

O deputado do PCP Bruno Dias interveio na iniciativa reafirmando o compromisso do PCP de apresentar essas iniciativas legislativas e expressando a solidariedade com a luta dos ferroviários.



www.pcp.pt 

ELVIS PRESLEY












































































VÍDEO

SABE O QUE É A TREPANAÇÃO ? ESSA PRÁTICA AINDA HOJE EXISTE :

Trepanação palavra que vem do grego trupanon, que significa (abrir um buraco), é um conceito usado para um procedimento cirúrgico que consiste na retirada de uma porção do crânio. Isso é, abrem-se 'buracos' no crânio.

Dentro da medicina, a trepanação consiste na abertura de um ou mais buracos no crânio, através de uma broca neurocirúrgica. Quando realizada de forma única, a trepanação serve para se criar uma abertura por onde se pode drenar um hematoma intracraniano ou se inserir um cateter cerebral.

No entanto, há uma teoria, não comprovada, que afirma que a trepanação pode ser utilizada para melhorar a inteligência do homem.

Essa técnica foi muito utilizada durante as Idades Antiga e Média e também durante os séculos XVIII e XIX com fins terapêuticos.

A cultura da trepanação nos tempos antigos tinha como objetivo eliminar os maus espíritos e demônios do paciente, mas não apresentavam nenhum significado terapêutico.

Existem evidências de trepanação que datam de 8.000 anos atrás. Essa prática também foi descrita por Hipócrates e Galeno.

A prática, inacreditávelmente, é utilizada ainda hoje sob alegações de trazer como resultado uma inteligência acima da média, alívio da pressão no cérebro, etc... A finalidade, não comprovada dessa técnica não recomendada pela medicina, seria a de aumentar o fluxo sanguíneo do cérebro e melhorar a sua eficiência.


SEMPRE OUVIU FALAR DO TRABUCO !? SAIBA ENTÃO O QUE FOI !









O trabuco era uma arma de guerra utilizada na Idade Média. Essa arma tinha um grande alcance e capacidade de derrubar muros e lançar projéteis.

Essa arma medieval era muito potente. Segundo a história, os primeiros trabucos foram construídos pelos chineses, por volta do ano 400 a.C.





Na Europa, essas armas começaram a ser utilizadas no ano 600 d.C. O trabuco foi muito empregado em conflitos armados até o final do século XVII.

Esta arma era utilizada para bombardear fortes dos exércitos inimigos e para lançar projéteis por cima dos muros. Os projéteis lançados pelo trabuco formavam parábolas que garantiam um bom alcance.





Esta máquina de guerra era usada para atirar vários tipos de objetos, que alcançavam mais de 800 metros de distância. O trabuco era usado para arremessar pedras, animais em chamas e armas biológicas.





O trabuco usava as leis da física, como a gravidade, a diferença de potencial e a energia cinética para funcionar. Ele parecia uma alavanca, onde um braço era levantado até a vertical para lançar objetos a uma velocidade muito elevada.





Quanto maior e mais pesado fosse o contrapeso, maior seria a distância e a potência alcançada pelo objeto. O trabuco era formado por um contrapeso, uma funda, um braço, uma guia e uma armação.














Img - A história do trabuco

20 Deslumbrantes Cinemas do mundo


Os fãs de cinemas, com certeza, ficariam muito felizes em poder assistir um filme na telona de um dos 20 cinemas mais fantásticos do mundo. Aqui, você vai conferir uma lista de cinemas deslumbrantes, que encantam o público em todos os detalhes.

1. Cinema Flutuante - Yao Noi, Tailândia

Este cinema é ofuscado pelo magnífico ambiente da lagoa Nai Pi Lae. Todos os anos, para celebrar o Festival Rocks, poucos felizardos são levados para uma imponente jangada que possui uma super tela de cinema.


2. Cineteca Matadero - Madrid, Espanha

Construído no início do século XX, a Cineteca Matadero tem um design inusitado. O cinema foi usado como um matadouro por quase 90 anos. Agora, renovado, ele acomoda duas telas de cinema.


3. Stairway Cinema - Auckland, Nova Zelândia

Escondido em uma rua movimentada, este é um cinema encantador, que tira as pessoas de suas vidas agitadas para desfrutar de um filme logo na segunda-feira de manhã.


4. Winter Garden Theatre – Toronto, Canadá

As paredes deste magnífico teatro são pintadas à mão com aquarelas, enquanto os tetos estão repletos de lanternas e folhas secas. Construído em 1913, o Jardim de Inverno foi um dos primeiros lugares a apresentar filmes em Toronto.


5. Filmnächte Am Elbufer - Dresden, Alemanha

Este cinema ao ar livre fica às margens do rio Elba, no centro da cidade de Dresden. A arquitetura medieval do local é magnífica.


6. Olympia Music Hall - Paris, França

O Olympia Music Hall acaba com seus assentos e coloca camas para o público. O evento é perfeito para casais ou qualquer pessoa que queira um assento confortável.


7. Hot Tub Cinema - Londres, UK

Este cinema na banheira fica no último piso de um prédio em Londres. Os assentos são substituídos por banheiras de hidromassagem.


8. Riverbed Cinema - Prizren, no Kosovo

Todos os anos, o Short Film Festival é realizado na magnífica cidade de Kosovo. Os filmes são exibidos durante 8 dias em vários locais da cidade, inclusive no leito de um rio.


9. Cinegold Plex Cinema - Bahria Town, Paquistão

Este cinema luxuoso parece mais com um hotel, com paredes forradas e deslumbrantes pisos.


10. Infoversum Theatre

O Infoversum mistura cinema e planetário. O edifício de formato estranho é o lar de uma tela que ocupa todo o telhado inclinado, oferecendo uma experiência incrível.


11. Csutoras & liando Cinema - Jacarta, na Indonésia

O objetivo deste teatro ao ar livre no coração de Jacarta é eliminar os limites sociais da cidade. O cinema permite que o público veja filmes sem sair do próprio quintal.


12. Pula Film Festival - Pula, Croácia

O Pula Film Festival é o mais antigo festival de cinema da Croácia. Todos os anos, ele ocupa o anfiteatro romano monumental, conhecido localmente como a Arena de Pula, espaço que era utilizado para lutas de gladiadores.


13. Electric Cinema - Londres, UK

Não há nenhum lugar que você se sinta tão elegante assistindo a um filme como no Electric Cinema de Londres. O cinema tem cadeiras de couro, lâmpadas clássicas e até mesmo camas na frente, para aqueles que querem uma experiência mais romântica.


14. Tuschinski - Amsterdam, Holanda

Tuschinski é considerada uma das mais belas salas de cinema do mundo. Com grandes varandas, que mais parecem galerias de observação; e uma arquitetura gótica, o cinema é maravilhoso.


15. Le Grand Rex - Paris, França

O Grand Rex é um dos maiores cinemas da Europa. Com assentos para mais de 2.500 pessoas e uma magnífica cúpula, o cinema é projetado como um castelo fantástico.


16. St. George Openair Cinema - Sydney, Austrália

O Sydney Opera House é incrível e tem uma arquitetura exuberante.


17. Sci-Fi Dine-in Theater - Disney Hollywood Studios, EUA

O drive-in da Disney é muito charmoso e tem mesas disfarçadas de carros.


18. Paramount Theatre of the Arts - Califórnia, EUA

Este cinema é um remanescente dos antigos teatros Art Deco dos EUA. O interior não mudou desde que ele abriu pela primeira vez em 1931, durante a Era de Ouro de Hollywood.


19. The Orange Cinema Club - Beijing, China

O “The Orange Cinema” tem forte influência chinesa por toda parte. Este clube exclusivo oferece um ambiente luxuoso onde é possível desfrutar de bebidas finas e excelentes filmes.


20. Transatlantyk Festival - Poznań, Polônia

O Poznań tem um incrível festival de cinema internacional. As salas têm camas privadas e filmes acompanhados de orquestras.

LEIAM COMO ESTE SENHOR TRATOU O VENDAVAL QUE PASSOU NO ALGARVE - O QUE SERÁ QUE LHE DÓI ?

BANHADA NOS ALGARVES


Quando vou ao Algarve sou mal atendido, desconsiderado e ignorado se cometo a imprudência de arriscar em não ir aos sítios que já conheço, me conhecem ou me são recomendados. 

Cartazes, reclames e demais indicações vêm em todas as línguas menos naquela que o Eça tornou célebre e que curiosamente é a nativa do país ao qual a região costeira pertence (?). 

O atendimento é feito preferencialmente em inglês e, já fiz o teste, se pagar em libras, para além de ser mais bem tratado pois presumem que sou beef, e se sou beef tenho dinheiro, e se tenho dinheiro olaré, fazem o câmbio e dão-me o troco em euros, que maravilha! Escusado será dizer que, pelo sim pelo não, retêm uma generosa para não dizer choruda comissão por ter uma máquina de calcular à mão. 

Esta conveniente casa de câmbios improvisada entre a máquina registadora e a arca dos gelados Camy, regra geral, faz com que, para um turista desavisado, uma sandes de chouriço paga em libras custe o mesmo que 15 dias de férias em Armação-de-Pêra com Aquacoiso para a família toda incluído.

Também, melhor fora, pois sabe quem já alugou apartamento para férias em época alta na encantadora (para os construtores civis) localidade algarvia, não obstante as fotos da net serem dignas do Palácio de Versailles quando faz sol (o Instagram com meia dúzia de filtros transforma qualquer T1 da Arrentela na casa de campo da família real inglesa) o que encontra quando chega ao cubículo é uma caixa de sapatos XL feita em cimento mal rebocado onde cabe espaçosamente uma família de pigmeus desde que não tenha gato, nem cão, nem (preferencialmente) família, a chamada família mono-parental-sem-filhos.

Agora que a chuva destruiu (parte) de Albufeira não consigo deixar de sentir que a tragédia ocorreu num país distante que não é o meu e paulatinamente não fala a minha língua. Onde, pelos vistos, ninguém tem seguro que cubra os estragos (imagino eu porque no território imaginário onde vivem na época alta, o Reino Unido e redondezas, não será indispensável tendo em conta que o Governo se responsabiliza mas, lá está, eles, ao contrário de nós, eles até têm um governo). 

Tenho muita pena mas, por mim, vão para lá os beefs, aristocratas ou plebeus, hooligans ou idosos, de alguidar em punho, para não dizer à labita, empurrar a água para oceano. 

Eu não posso que estou concentrado em ganhar dinheiro para no próximo Agosto me consolar pelos Algarves com um valente prato de batatas fritas em óleo do verão passado decorado por meio tomate anão e uma coxinha de frango assada em micro-ondas ou, como alguns comerciantes de lá carinhosamente chamam, umas chicken wings microwaves cooked but don't worry 'cause the beefs are probably drunk, they pay, shut the mouth up and can't tell the diference pelo simpático preço de 34 €, ou 300 libras, se preferirem.