AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 23 de outubro de 2015

VÍDEO - JERÓNIMO SOUSA - PCP - SOBRE A DECISÃO E COMUNICAÇÃO DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA RELATIVA À INDIGITAÇÃO DO PRIMEIRO-MINISTRO


Em declarações à Comunicação Social, o Secretário-Geral do PCP afirmou que "perante a decisão agora anunciada, o Presidente da República torna-se responsável pela atitude de confronto com a Constituição, pela instabilidade que gera e pelas consequências políticas e institucionais dela decorrentes. Como temos afirmado, PSD e CDS não têm condições para governar, havendo na Assembleia da República uma maioria de deputados que é condição bastante para a formação de um Governo de iniciativa do PS, que permite a apresentação do Programa, a sua entrada em funções e a adopção de uma política que assegure uma solução duradoura. "
PCP

Morreu um lince-ibérico atropelado na A23, em Vila Nova da Barquinha



O lince-ibérico atropelado tinha apenas quatro anos. Nasceu na zona de Sevilha, em Espanha, viajou para Vila Nova de Milfontes, no Alentejo, e acabou por morrer em Vila Nova da Barquinha, no Ribatejo.

Morreu Hongo, um lince-ibérico selvagem de quatro anos. Nascido em Aznalcázar (Espanha), o macho de lince-ibérico acabou por morrer atropelado, esta quinta-feira, na A23, próximo de Vila Nova da Barquinha (Ribatejo), conforme o comunicado de imprensa do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Os linces-ibéricos deixaram de ser encontrados em Portugal durante muito anos devido à escassez de alimento – os coelhos constituem a quase totalidade da dieta – e à falta de habitats favoráveis. Com a reintrodução da espécie, o envenenamento, como o que vitimou Kayakweru, pode ser uma das causas de morte, mas o maior problema continuam a ser os atropelamentos, refere o ICNF. O instituto diz estar, em parceria com a Infraestruturas de Portugal, a fazer um “levantamento dos ‘pontos negros’ dos eixos rodoviários, tendo por base as ocorrências com espécies, domésticas e não domésticas”.
O Hongo foi um espécime importante para a conservação do lince-ibérico pois comprovou a enorme capacidade da espécie para transpor barreiras e usar habitat menos favorável, bem como a conectividade entre os territórios de lince de Portugal e Espanha”, referiu o comunicado do ICNF.
Hongo nasceu em 2011 e foi localizado pela última vez no Parque Nacional de Doñana (Espanha) a 16 de outubro de 2012. Embora tivesse marcado com um colar transmissor, as falhas no equipamento dificultaram a monitorização do animal. A 8 de maio de 2013 foi localizado numa zona de caça associativa em Vila Nova de Milfontes e desde então tem sido seguido, naquela área, pelos técnicos do ICNF e da Direção da Zona de Caça Associativa naquele município, através de armadilhagem fotográfica e procura de vestígios de presença. Aparentemente o animal afastava-se com frequência do território e por longos períodos.
.
Os animais solitários podem ter um comportamento dispersante para procurarem alimento, um território favorável onde se estabelecerem ou uma fêmea. Por exemplo, Kahn e do Kentaro, os dois machos de lince-ibérico reintroduzidos em Castilla La Mancha, encontram-se atualmente em Monchique e Bragança, respetivamente, confirmou o ICNF com base nos emissores de satélite.

O ICNF diz que agora é preciso apostar na “fixação de fêmeas reprodutoras em território nacional e a libertação de mais exemplares”, assim como trabalhar para evitar as mortes e aumentar a aceitação dos animais por parte das populações humanas.

* Uma pena.


apeidaumregalodonarizagentetrata.blogspot.pt

Devolução da sobretaxa de IRS afunda depois das eleições


Afinal, a execução orçamental não está a correr assim tão bem. Os primeiros dados publicados pelo Governo depois das eleições legislativas mostram que a devolução prevista da sobretaxa de IRS será muito inferior à anterior estimativa. Num só mês, afunda de 35,3% para 9,7%. Ou seja, os contribuintes devem ver-lhes ser devolvido apenas um em cada dez euros da sobretaxa em 2016.
Um mês parece ter mudado tudo. Entre Agosto e Setembro de 2015, a estimativa do Governo para a devolução da sobretaxa de IRS em 2015 caiu a pique de 35,3% para 9,7%. Ou seja, em vez de uma sobretaxa 3,5% passaria a ser aplicada uma taxa de 3,2%. Porquê uma diferença tão grande face ao mês anterior? O Ministério das Finanças justifica com a queda da receita de IRS.

"Relativamente à evolução do Crédito Fiscal da Sobretaxa até Setembro de 2015, caso o crescimento de 4% da soma das receitas de IRS e de IVA verificado até Setembro de 2015 se mantenha até ao final de 2015, o Crédito Fiscal será de 9,7%, o que corresponderá a uma sobretaxa efectiva de 3,2% (em vez de 3,5%)", pode ler-se no comunicado das Finanças. "A redução da estimativa do crédito fiscal da sobretaxa em Setembro deveu-se fundamentalmente à queda da receita de IRS de 85 milhões de euros, que inverteu a tendência de recuperação verificada em meses anteriores."

Em concreto, o problema está nos funcionários públicos. 2014 foi um ano muito confuso, incluindo até três meses - Junho, Julho e Agosto - em que os cortes salariais foram suspensos. Essas variações remuneratórias fazem com que, em comparação com o ano passado, a receita de IRS esteja a cair 0,9% até Setembro. O Negócios perguntou às Finanças se esta informação não era antecipável, conhecendo de perto os calendários deste ano e do ano anterior. 
"A receita de IRS apresentou uma queda de 0,9% [menos 85 milhões de euros], invertendo a trajectória de recuperação verificada nos meses anteriores. Esta queda deveu-se fundamentalmente à descida das retenções na fonte aplicáveis aos trabalhadores das administrações públicas, designadamente em virtude da suspensão das reduções remuneratórias ocorrida em 2014", pode ler-se na síntese de execução orçamental, publicada pela Direcção-Geral do Orçamento.

Entretanto, o Negócios apurou que, embora o Governo só tenha começado a divulgar a estimativa de devolução da sobretaxa a partir de Junho, tem estimativas desde Fevereiro e estas mostram-se muito irregulares de mês para mês. O período entre Junho e Agosto foi o único em que a previsão subiu em dois meses consecutivos.

Nesse três meses, o Governo foi-se sempre mostrado mais optimista em relação à devolução da sobretaxa de IRS no próximo ano. Na última execução orçamental, publicada dez dias antes das eleições, as contas do Governo apontavam para uma devolução de 35,3%. Ou seja, em 2016 seria cobrado um imposto extraordinário de 2,3% em vez dos 3,5% aplicados este ano. 
Partindo dos 760 milhões de euros que vale a sobretaxa de IRS, esta revisão em baixa da devolução significa que em vez de 260 milhões de euros serão devolvidos perto de 74 milhões.

Para saber exactamente que impacto é que esta estimativa terá na sua carteira, cada contribuinte pode consultar a sua página pessoal no Portal das Finanças, onde está essa informação personalizada.

VEJA AQUI OS VÍDEOS - Ferro Rodrigues eleito presidente da Assembleia da República




Eleições Legislativas 2015
Ferro Rodrigues eleito presidente da Assembleia da República
A candidatura de Ferro Rodrigues fora subscrita pelo número máximo de proponentes: 46 deputados | Tiago Petinga - Lusa

Eduardo Ferro Rodrigues é o novo presidente da Assembleia da República, sucedendo a Assunção Esteves. A eleição do antigo líder do Partido Socialista, que concorria contra o social-democrata Fernando Negrão, ficou consumada esta sexta-feira, à primeira volta, na sessão plenária inaugural da XIII Legislatura. Com aplausos à esquerda e críticas à direita.


CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA TER ACESSO AOS VÍDEOS

MOST ROMANTIC VÍDEO EVER








MOST ROMANTIC VÍDEO





VÍDEO









O USURPADOR


por César Príncipe

  
O USURPADOR
Luta entre D. Pedro IV, o rei liberal e constitucional, D. Pedro IV, e D. Miguel I, o rei usurpador e absolutista. Litografia de Honoré Daumier, 1833.

Miguel de Portugal reinou (por usurpação do trono) de 1828 a 1834. Efectivamente, renegou a Constituição de 1826 (mais tarde, de 1976), que jurou defender, e não acatou o Normativo Sucessório. Encabeçou vários golpes contra a ordem parlamentar. O mais famigerado foi a Vilafrancada (posteriormente, denomimada Vilacavacada). Este materializado no golpismo anticonstitucional e no desrespeito pelas Honras devidas à República de Outubro e à República de Abril. Miguel assaltou o poder de dentro para fora e de fora para dentro, através da traição da palavra dada, da intriga afidalgada e sobretudo das armas do vale-tudo. Foi nomeado Generalíssimo. Foi fervorosamente apoiado pelo Papa (hoje, representado pelo cardeal Clemente) e pela Espanha (agora, representada por Rajoy). Após ter posto a Nação a ferro e fogo, a sangrar de vidas, penúrias, amarguras e dívidas, derrotado no terreno e nas pretensões, escapuliu-se num barco inglês. As suas forças, batidas e isoladas, renderam-se. Assinaram os termos da debandada na Convenção de Évoramonte. Por carta de lei de 19 de Dezembro de 1834, a rainha Dona Maria II firmou a Lei do Banimento, riscando do Direito Pátrio o Usurpador e Absolutista e os seus existentes e hipotéticos herdeiros. Também perdeu a pensão vitalícia. Já sem tropas leais e operacionais, o ex-Generalíssimo, nomeou Supremo Comandante da Desforra o algarvio Remexido, bandoleiro a monte. Miguel de Portugal faleceu na Alemanha, com os devidos confortos dos companheiros das curvas e dos negócios da História. A Lei só foi revogada, em 1950, por Salazar, outro Usurpador e Absolutista. A estirpe nunca se extirpa. Totalmente, claro.

E assim tivemos de volta a prole miguelista, com os genes recauchutados.

E aqui temos a heráldica desta costela retrógrada, pomposa e revanchista:

Eu

Miguel Maria do Patrocínio João Carlos Francisco de Assis Xavier de Paula Pedro de Alcântara António Rafael Gabriel Joaquim José Gonzaga Evaristo de Bragança e Bourbon

De ora em diante e a título póstumo, também me reconheço condignamente reencarnado em

Aníbal Maria da Silva Coveiro da Agricultura Armador das Pescas Cremador da Indústria Caiador de Sepulcros BPN/BES Padre do Baptismo de Sangue Ponte 25 de Abril Criador do Monstro Apagador da Memória de Salgueiro Maia Supremo Comandante da Insurreição dos Pregos Intemerato Trepador de Coqueiros Vaqueiro do Gado Sorridente dos Açores e Leitor dos Lusíadas



aviagemdosargonautas.net

O POLÉMICO VÍDEO DE RUBY ROSE

O polêmico vídeo de Ruby Rose










As coisas não são branco ou preto, entre estas cores há uma infinidade de matizes que demonstram a importância que é manter a mente aberta e não fazer julgamentos de valor. Apesar de que todos sabemos isto, continuamos com nossa vida cochichando, opinando e julgando a vida dos demais. Alguns grupos inclusive, tratando de impor seus desejos e opiniões pela força, o que supõe um terrível atentado contra a liberdade dos demais. Ser quem você é, escolher sua aparência e identidade, é algo que só concerne a você mesmo e .


As modas, a sociedade, a família, o ativismo LGBT não deveriam exercer pressão nunca neste sentido (sim, dos dois lados), e nunca ninguém deveria discriminar por isso. E com esta ideia, a modelo e atriz Ruby Rose lançou este polêmico vídeo (contexto adulto -mais ou menos-), já visto por quase 15 milhões de pessoas.

A nova contratada da série "Orange is the New Black" desconcertou o mundo, e não é para menos pois sua aparência andrógina e tremendo magnetismo transformou esta moça em objeto de desejo de homens e mulheres por igual, com independência de sua orientação sexual.









VÍDEO


http://www.mdig.com.br

O ANIMAL NÃO AGUENTA


Marretas
Lembram-se dos Marretas? Cada episódio era iniciado por uma música frenética. De súbito surpresa, a música de abertura era um slow languidíssimo. Era, até o bateria, o Animal, desatar num solo estapafúrdio, batendo furiosamente em todos os tambores e pratos enquanto gritava: O Animal  Não Aguenta!
Lembrei-me desta cena quando hoje, num desses jornais de distribuição gratuita, me deparo ao lado da notícia de Cavaco a indigitar Passos Coelho, com um discurso miserável bem ao nível dessa gente, com uma coluna inteira, fundo colorido para não passar despercebida, letra de corpo bem grado para a leitura ser fácil, direito a fotografia, esta declaração de Francisco Assis: “Para que desde logo não reste a mais remota dúvida quanto à minha posição, devo declarar que sou frontal e absolutamente contra a ideia de um qualquer governo assente numa maioria de esquerda”.
Aí fica para quem ainda tivesse alguma dúvida: O personagem nunca foi, não é nem nunca será de esquerda! Haja crise para essas coisas se tirarem a limpo e deixarem de andar a enganar a malta com falinhas mansas. Há um ponto em que… O(s) Animal(is) não Aguenta(m)!

pracadobocage.wordpress.com

O provedor da Direita

O provedor da Direita
RAFAEL BARBOSA

Cavaco Silva não foi um bom presidente da República. Entre outras razões porque, ao longo dos últimos quatro anos, optou por ser o presidente de apenas uma parte da República. A parte que se identificou com a prática política do Governo PSD/CDS e que dela beneficiou. Apertando o critério, mais do que um presidente da República, foi um provedor do Governo. Por exemplo: quando era evidente que estavam a ser tomadas decisões fora da lei (a Constituição que jurou defender, independentemente do pouco apreço que lhe tenha), Cavaco contemporizou, deixando passar sem fiscalização sucessivos orçamentos. Outro exemplo: quando se percebeu, no verão de 2013, que já não existia Governo, com a demissão de Vítor Gaspar e a trapalhada do "irrevogável" Paulo Portas, fez aquela disparatada proposta ao PS de antecipar eleições a troco de segurar Passos Coelho no poder por mais um ano.
Mais ainda: ao longo do mandato esteve sempre disponível para o apoio aos poderosos e pouco preocupado com os deserdados. Pronto para um afago aos interesses da Banca (o BES era um banco sólido em que valia a pena investir), ignorando o sofrimento do cidadão comum: o que perdeu rendimento, o que perdeu o emprego, o que emigrou, o que caiu na pobreza ou nunca de lá saiu (e há dois milhões e meio de portugueses pobres). A única exceção haveria de ser com os pensionistas, mas por interesse próprio: o que o atormentava, e partilhou-o com os portugueses, é que, com os cortes na sua pensão (milionária), estava a ficar difícil pagar as contas.
Ora, de quem não foi um bom presidente da República, não se pode esperar, no estertor do mandato, boas decisões. Cavaco decidiu que só daria posse a um Governo estável e duradouro. Disse-o antes das eleições e insistiu logo a seguir a conhecer os resultados eleitorais, quando era evidente que isso seria impossível. Agiu, mais uma vez, não como presidente da República (a quem, aliás, não gosta de prestar homenagem), mas como provedor da Direita, abrindo caminho para a única solução que admite: um Governo liderado pelo PSD/CDS, com apoio do PS.
Não teve sorte, saiu-lhe tudo ao contrário. Foi Costa e não Passos quem saiu de Belém a prometer um Governo estável e duradouro, com o apoio do BE e do PCP. Acontece que Cavaco não foi um bom presidente, mas é fiel aos seus. Optará por defender a família partidária e dará posse ao seu Governo, mesmo sabendo que o prazo de validade se esgota em dez dias (período máximo entre a indigitação de um primeiro-ministro e o da votação do seu programa no Parlamento). Sempre em nome dos superiores interesses de uma pequena parte da nação.

"É MATAR OS RADICAIS”, DISSE O MODERADO!


SEXTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2015


Mas quando nos julgarem bem seguros, Cercados de bastões e fortalezas, Hão-de ruir em estrondo os altos muros, E chegará o dia das surpresas*


Nos últimos dias assistimos sem surpresa a uma escalada de “alertas” sobre a possibilidade da chegada ao poder de uns “perigosos partidos extremistas e radicais”. O PCP, esse partido até aqui elogiado pela direita por organizar manifestações “com todo o respeito pelas regras democráticas”, passou rapidamente a partido “da desordem”, do “caos”, do velho e regressado “papão” que não tem um programa “suficientemente aceitável” para governar o nosso país. Contudo, antes que os comunistas chegassem hipoteticamente ao poder, bastou esperar pelo início da noite de ontem para ver efectivamente o radicalismo e o extremismo tomarem conta – uma vez mais – da cena política nacional, e pela voz do próprio Presidente da República. “É matar os radicais”, lá disse o moderado!
A hierarquia das prioridades do presidente ficou clara: em primeiro lugar a NATO, em igual plano a União Europeia e a seguir os partidos, mas só os “bons”. Nem soberania ou independência, nem democracia, muito menos povo.
Depois de tantas semanas de alusões iradas ao comunismo e ao PREC, às pseudo-ditaduras, aos medos e às guerras infernais que povoam os preconceitos e a cartilha néscia dos ignorantes, a direita acabou por ter direito a um discurso parcial e ideologicamente comprometido feito à sua medida. A hierarquia das prioridades do presidente ficou clara: em primeiro lugar a NATO, em igual plano a União Europeia e a seguir os partidos, mas só os “bons”. Nem soberania ou independência, nem democracia, muito menos povo. Primeiro os grandes interesses, primeiro a beligerância imperialista e capitalista, e depois os partidos que lhes são e serão fiéis. O povo há-de ser sempre manso e subordinado, crêem eles, como tem sido até aqui. Cavaco só não propôs já a ilegalização do PCP e BE porque pareceria muito mal, seria demasiado escandaloso. Mas tudo no seu pensamento e na sua retórica aponta para esse desejo íntimo, essa vontade oculta, esse objectivo contido há décadas, de afastar de vez esse “incómodo” dos comunistas em Portugal. Nem o aparelho repressivo e persecutório de Salazar cumpriu essa “tarefa”, quanto mais agora um minguado, fraco e passageiro presidente eleito no fundo pelos resquícios do antigamente.

É importante que se perceba que esta gente – esta direita institucional, esta direita do poder, estes tipos que foram e são eleitos pelo PSD e pelo CDS – é gente que já não se mede nem mede as consequências do que diz. Esta gente – é esta e não outra – não tem qualquer tipo de respeito pelos conceitos basilares da democracia. Esta gente é agressiva, é violenta e fá-lo sob uma aparência enganadora. Contudo, esta mesma direita tem tremido como varas verdes nos últimos dias, tem arranhado paredes e urinado pelas calcinhas abaixo. Esta direita, mergulhada num “grande cagaço” – roubando a histórica expressão de Varela Gomes –, usa cargos políticos e institucionais – das autarquias à presidência da república – para procurar ganhar as pessoas pelo medo, pelas ameaças e pela chantagem. E isso pode vigorar por dias, meses ou anos, com efeitos e consequências. Mas um dia será o último. O respeito, a calma, a via legal e política existe e existirá… mas só enquanto for possível. Só enquanto for possível.

* - José Saramago.
manifesto74.blogspot.pt

O TRIUNFO DOS PORCOS - GOLPE DE ESTADO DA DIREITA















VÍDEO



Ferro Rodrigues eleito presidente da Assembleia da República


No seu discurso de posse no cargo o socialista avisou que "não há deputados nem grupos parlamentares de primeira e de segunda, nem coligações aceitáveis e coligações inaceitáveis".
Ferro Rodrigues, à esquerda, esta manhã no Parlamento PEDRO ELIAS
Eduardo Ferro Rodrigues, até agora líder parlamentar do PS, foi esta sexta-feira eleito presidente da Assembleia da República com 120 votos dos 230 deputados. O socialista foi eleito com os votos do PS, PCP, BE e Os Verdes, que ainda antes da eleição manifestaram o seu apoio ao candidato. Ferro Rodrigues derrotou Fernando Negrão, proposto pelo PSD e apoiado pelo CDS, e que conseguiu 108 votos. Houve dois votos em branco.Juntas, as bancadas do PS, BE e PCP somam 122 deputados, enquanto PSD e CDS votam 107. O 230º deputado pertence ao PAN e não manifestou antecipadamente o seu sentido de voto. A votação foi em urna, com os deputados a serem chamados um a um para depositarem o seu voto. O presidente da Assembleia da República tem que ser eleito por maioria absoluta (pelo menos 116 votos) dos deputados. No anúncio do vencedor, apenas a bancada do PS aplaudiu longamente de pé. PCP, PEV e Bloco também aplaudiram, mas sentados.
No seu discurso de posse como presidente do Parlamento, Eduardo Ferro Rodrigues deixou recados à coligação, mas sobretudo ao Presidente da República, sem nunca citar qualquer partido ou órgão de soberania - a não ser a própria Assembleia da República.

EXPLICAÇÕES

PENSO QUE TUDO O QUE A MAIORIA DE ESQUERDA POSSA DIZER SOBRE A SUA INEFICÁCIA DE LUTA CONTRA AS DECISÕES DE CAVACO AO MARGINALIZAR O VOTO DE MAIS DE UM MILHÃO DE PORTUGUESES E OS SEUS REPRESENTANTES NÃO CONVENCERÁ OS PORTUGUESES.
PARA QUE SE PUDESSE ENTENDER O QUE SE PASSOU TERIA QUE SER DIVULGADO O QUE SE DISCUTIU E TENTOU NEGOCIAR.
AG

Passos promete Governo forte para quatro anos


Líder do PSD interveio na comissão política do partido.
Pouco depois de ser anunciada a sua indigitação para primeiro-ministro, Passos Coelho deixou uma mensagem à comissão política do PSD: quer construir um Governo forte e para quatro anos.Na reunião de quinta-feira à noite, na sede do PSD, o líder dos sociais-democratas alertou para os perigos de uma aliança à esquerda, nomeadamente para a credibilidade e para a recuperação económica do país. E quis deixar bem claro que o ónus de derrubar o Governo por si liderado fica para o PS e para António Costa. Os sociais-democratas parecem apostados agora em exigir saber publicamente as condições de governabilidade à esquerda.  
A intervenção de Passos Coelho perante os sociais-democratas decorreu depois da comunicação de Cavaco Silva ao país em que afastou a possibilidade de uma solução governativa liderada pelo PS – por não constituir uma alternativa consistente –, mas aconteceu ainda antes de ser conhecida a posição do secretário-geral do PS de avançar com uma moção de rejeição ao programa do Governo PSD/CDS. Ao que o PÚBLICO apurou, a coligação PSD/CDS está preparar a formação do Governo, mas sem pressas.
Já esta sexta-feira, o líder do CDS-PP, Paulo Portas, voltou a insurgir-se contra “algumas operações” que estão em marcha, “apesar do voto e contra o voto” dos portugueses, que escolheram a coligação para governar. “Dizer que é uma perda de tempo a indigitação de Passos Coelho é um argumento totalitário”, afirmou Portas, depois de uma reunião com os deputados centristas, no Parlamento.
O ainda líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, quer ver “em cima da mesa” as propostas alternativas ao programa de Governo da coligação. “É obrigação dos restantes grupos parlamentares, e serão julgados normalmente pelo povo por isso, também apresentar as suas soluções. Até agora, só vi rejeições”, afirmou. 

O Golpe de Estado do Presidente da Direita (vídeo)





Com esta linguagem traiçoeira e ardilosa não cumprindo a Constituição voltou atrás no que tinha dito que nunca nomearia um Governo minoritário. Na constituição não há tradições.





HÁ LEIS PARA TUDO

NESTE PORTUGAL DOS PEQUENINOS HÁ LEIS PARA TUDO E PARA TODOS, HÁ FISCAIS, POLÍCIAS, ASAE, INSPECTORES PARA O FISCO PARA QUE O CIDADÃO COMUM CUMPRA E NÃO REFILE.


NAS LEIS QUE SE FAZEM COMO POR EXEMPLO NAS CINEGÉTICAS FAZEM-SE RESTRIÇÕES, PROIBIÇÕES QUE LIMITAM AS LIBERDADES DOS QUE QUEREM CAÇAR A PERDIZ, A LEBRE, O JAVALI, O COELHO.


SÓ NÃO HÁ LEIS PARA A "CAÇA AO VOTO".
AQUI TUDO É PERMITIDO ! TRAIÇÕES, PROMESSAS, MENTIRAS. GOLPADAS, VOTAM MORTOS, DESAPARECIDOS, GENTE QUE NÃO CONSTA DOS CADERNOS ELEITORAIS, VOTAM OS MESMOS DUAS VEZES, VOTAM, VOTAM, VOTAM !


NO VOTAR É QUE ESTÁ O GANHO !


SÓ QUE PARA UMA GRANDE PARTE DOS PORTUGUESES QUE VOTAM EXERCENDO O SEU DIREITO CÍVICO O SEU VOTO NÃO É INTERPRETADO E RESPEITADO CONFORME A CONFIANÇA QUE O VOTANTE DEPOSITA NO ACTO.
É TRATADO, DESINFECTADO, E SUJEITO À EXTRAÇÃO DAS VITAMINAS ESSENCIAIS....A ESPERANÇA ! O QUERER QUE A VIDA MUDE AO FAZER A CRUZINHA NO FAMOSO BOLETIM
António Garrochinho

A EMPRESA PRÓSPERA

PARECE QUE A ÚNICA EMPRESA PRÓSPERA NESTE PAÍS É A ASSEMBLEIA DA REPUBLICA !
NÃO TARDA QUE SEJA PRIVATIZADA DE TODO PARA QUE OS MERCADOS SOSSEGUEM E SEJA ENFIM CUMPRIDO O VELHO SONHO DA IGREJA, AS VISÕES DA BEATA LÚCIA E DOS PODEROSOS.
ESSA COISA DE "MORTE AO FASCISMO" É LINGUAGEM SUBVERSIVA E OS AGITADORES DEVERÃO SER REPRIMIDOS OU REMETIDOS PARA CENTROS DE EDUCAÇÃO TIPO MOCIDADE PORTUGUESA, LEGIÃO ESTRANGEIRA ETC.
TALVEZ O PROFESSOR MARTELO GANHANDO AS ELEIÇÕES (NUNCA MAIS IRÁ À FESTA DO AVANTE) PRESIDENCIAIS POSSA DAR UMA AJUDINHA
A BEM DA NAÇÃO.
COMUNISTAS TODOS PARA O TARRAFAL !
António Garrochinho

Não estará na hora da súcia de lambedores que dominam a comunicação social promover mais um concurso de portugueses "ilustres" ?


Vivam os mercados e os investidores que se lixem os Portugueses.

Vivam os mercados e os investidores que se lixem os Portugueses.

Foto de Henrique Ilharco Viana.Vivam os mercados e os investidores que se lixem os Portugueses.Foi esta a mensagem do Cidadão de Boliqueime.
Viva a instabilidade política atropele-se a democacia.Ao indigitar Pedro "não há alternativa" o dito mais uma vez mostrou que o maior propagandista deste governo é ele próprio.Mais,o dito deixou bem claro que não vai indigitar outro governo a não ser o do seu partido.
Vivam os mercados e os investidores que se lixem os Portugueses.Foi esta a mensagem do Cidadão de Boliqueime.
Viva a instabilidade política atropele-se a democracia.Ao indigitar Pedro "não há alternativa" o dito mais uma vez mostrou que o maior propagandista deste governo é ele próprio.Mais,o dito deixou bem claro que não vai indigitar outro governo a não ser o do seu partido.
Foram três semanas de gravidez para saber o destino a dar ao aborto. E vamos lá ver se após as três semanas a ecografia não vai dar uma criança deficiente.Não vislumbro um entendimento com um governo demitido pelo Povo Português por incompetência, por arrogância por mentiras e por todos os epítetos que lhe foram dirigidos pela oposição.E também não estou a ver o PS a mudar de Secretário Geral,bem como não vejo a esquerda mudar o seu discurso.Como é Cidadão de Boliqueime?. Em que ficamos? Mal não é?Que grande chatice..Com o seu verborrear mais não fez do que enviar achas para uma fogueira já de si bastante acesa.
Joe Wolf

Henrique Ilharco Viana ( facebook)

MÁGOAS, DESABAFOS, REVOLTA







É PRECISO, MENTIR, ILUDIR, ENGANAR.


NESTE PAÍS ANDA MUITA GENTE COM PÃO NA MESA, COM EMPREGO, COM REGALIAS QUE SÃO UM ESCÂNDALO PARA QUEM NÃO TEM TRABALHO, NÃO TEM CASA, PARA QUEM NÃO TEM DINHEIRO PARA IR AO MÉDICO,PARA QUEM TEM QUE VIVER DA AJUDA DO ALTRUÍSMO DE AMIGOS E FAMILIARES.
É TRISTE VIVER DEPENDENTE DOS QUE JÁ LUTAM PARA TEREM DIGNIDADE NA VIDA E QUE PARA LÁ DAS DIFICULDADES QUE ENFRENTAM AINDA TÊM A PREOCUPAÇÃO DE SOCORRER OUTROS.
DEPOIS, TUDO ISTO, É APROVEITADO DE MANEIRA HÁBIL NAS POSIÇÕES POLÍTICAS QUE EMANADAS DOS QUE TÊM RESPONSABILIDADES OU DOS QUE DEVERIAM TER E NÃO TÊM SÃO MERA RETÓRICA, CONVERSA PARA "BOI DORMIR" .
TUDO O QUE É DITO PELOS GOVERNANTES, PELOS DEPUTADOS É OBJECTO DE ESTUDO PARA SER CONSUMIDO PELO ZÉ POVINHO, É ESTICADO, DISSECADO, PARA QUE NUNCA SEJAM POSTOS EM CAUSA OS TACHOS, OS TACHINHOS DE QUEM FALA DE SOLUÇÕES MAS NÃO AS RESOLVE POR COMODISMO, POR FALTA DE RESPEITO EM QUEM NELES CONFIA.
É A POLÍTICA INDIVIDUALISTA, EGOÍSTA, MENTIROSA, E DAÍ RESULTA A PERCA DA CONSCIÊNCIA DE CLASSE, DA VONTADE DE LUTAR JÁ QUE AS LUTAS SÃO MANIPULADAS E TRAVADAS DAS MAIS VARIADAS FORMAS POR QUEM NÃO NECESSITA DO QUE É ESSENCIAL NA VIDA.
UM DEPUTADO FASCISTA DO CDS/PP DISSE QUE OS POLÍTICOS TÊM QUE MENTIR PARA GANHAR AS ELEIÇÕES.
PARECE QUE NÃO É SÓ ESTE INFELIZ QUE PRATICA TAIS MÉTODOS.
António Garrochinho

QUE MERDA É ESTA !?

DISCURSO DIRECTO
QUE NEGOCIAÇÕES, QUE SE NEGOCIOU, PORQUE NÃO SE CONSEGUIU NEGOCIAR OU TUDO UM REBUÇADO COMO DISSE HÁ DUAS SEMANAS ATRÁS !
ESTOU DEVERAS PREOCUPADO E COM MOTIVOS DE SOBRA PARA PODER ENCARAR O FUTURO NESTE PAÍS DE TRAFULHICE ONDE CADA UM FAZ A SUA INTERPRETAÇÃO DA VIDA POLÍTICA E AGE SEGUNDO OS SEUS PRÓPRIOS INTERESSES.
OS PARTIDOS POLÍTICOS SÓ ENXERGAM O ZÉ POVINHO PARA GANHAREM TACHO E EMPREGO, DEPOIS ENCETARAM ATÉ AOS DIAS DE HOJE UM FESTIVAL DE RETÓRICA, DEMAGOGIA E TRAIÇÃO, ABUSANDO DESCARADAMENTE E IMPUNEMENTE DAS VERDADEIRAS ASPIRAÇÕES E DIREITOS DO NOSSO POVO.
A DIREITA E A FALSA ESQUERDA CONSEGUIRAM EM PARTE CONFUNDIR UMA BOA TALHADA DOS VOTANTES E CONTRIBUIR PARA A ESCANDALOSA ABSTENÇÃO QUE SE REGISTA NOS ACTOS ELEITORAIS.
PARA LÁ DOS MUITOS RICOS QUE NÃO PRECISAM VOTAR, DOS FASCISTAS QUE NÃO SE REVÊM NESTE SISTEMA POLÍTICO E DOS IGNORANTES, ESTE PAÍS É UMA BABILÓNIA, UMA FEIRA DE VAIDADES, UM CIRCO ONDE OS XICOS ESPERTOS TUDO OPINAM E NADA MUDAM.
É ISSO QUE ELES QUEREM POIS MESMO QUE POUCA GENTE VOTE ELES CONSEGUEM AS SUAS REPRESENTAÇÕES CRÓNICAS MAS QUE DEPOIS SE TRADUZEM NA INÉRCIA E NA TRAIÇÃO CONSTANTE AOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DO NOSSO POVO, TRABALHO, SAÚDE, EDUCAÇÃO, VELHICE, DIREITOS SOCIAIS.
SÓ QUEM NUNCA PERDEU COM TUDO ISTO FOI A CLASSE POLÍTICA QUE AO CONTRÁRIO DO POVO CADA VEZ TEM MAIS REGALIAS E DINHEIRO NOS BOLSOS. UNS MAIS QUE OUTROS É VERDADE, MAS TODOS ESTÃO BEM E A AUSTERIDADE A FOME NÃO OS ATINGIU.
COM ISTO FICARAM COM O MATO LIMPO, DESBRAVADO, E COM AS VEREDAS PARA SE PROMOVEREM ATRAVÉS DA CHARLATANICE, DA MENTIRA E DA MANIPULAÇÃO DE QUEM TEM CONSCIÊNCIA POLÍTICA E DE QUEM A NÃO TEM E AINDA DOS QUE SÃO AO TRABALHO DE VOTAR MESMO SABENDO QUE O SEU VOTO NÃO CONTA PARA SOLUÇÕES OU DECISÕES LEGÍTIMAS DE CIDADÃO E SER HUMANO.
CAVACO FALA EM TRADIÇÃO E NÃO É SÓ ELE PORQUE OS OUTROS MAMÕES QUE OCUPARAM A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA NÃO FORAM DIFERENTES. TODOS TRAÍRAM E NÃO RESPEITARAM A CONSTITUIÇÃO E FORAM CONSEGUINDO ILUDIR E DETURPAR O QUE REZA A CONSTITUIÇÃO DE QUE SÓ RESTA A CAPA.
ENGOLIMOS MENTIRAS. TRAIÇÕES, SAPOS, E NADA NA NOSSA VIDA MUDOU OU MUDARÁ ENQUANTO NÃO NOS UNIRMOS.
O POVO NÃO SABE O QUE SE PASSA NOS CORREDORES DO PODER, NAS NEGOCIAÇÕES, SE ESTÃO A CORRER MAL, SE ESTÃO A CORRER BEM, O QUE É QUE SE ESTÁ A NEGOCIAR A DISCUTIR !?
O POVO NUMA ALTURA TÃO DECISIVA E IMPORTANTE (A MAIS IMPORTANTE) NÃO VEIO PARA A RUA, PORQUÊ ?
ESTE SILÊNCIO, ESTA MUDEZ SERVEM O GRANDE PODER E O PEQUENO PODER, O SILÊNCIO É UMA MÁQUINA DE CONTROLO PARA AS MASSAS E OS QUE CONSEGUEM DISCERNIR TODO O MAL QUE DAÍ ADVÉM SÃO ROTULADOS DE AGITADORES OU PIOR AINDA.
SE NÃO HÁ SOLUÇÕES É PORQUE OS INTERESSES INSTALADOS OS NÃO QUEREM, VEJAMOS ESTE EXEMPLO SOBRE AS MOÇÕES DE REJEIÇÃO: PORQUE RAZÃO VÃO SER APRESENTADAS VÁRIAS MOÇÕES E NÃO SÓ UMA ? QUAIS OS PORQUÊS DESTE INDIVIDUALISMO PARTIDÁRIO QUANDO O QUE ESTÁ EM CAUSA É A VIDA DOS PORTUGUESES ? AFINAL QUAL FOI O RESULTADO DE TANTAS REUNIÕES ?
QUE RAIO DE UNIDADE DE ESQUERDA SE ANDA A APREGOAR ILUDINDO O POVO SEM QUALQUER VERGONHA OU RESPONSABILIDADE !
QUEM RAIO É DONO DA ESQUERDA NESTE PAÍS ONDE MUITO SE FALA E NADA SE FAZ, NADA SE CONSEGUE EM PROL DOS POBRES, DOS FAMINTOS, DOS QUE FORAM ROUBADOS NO FASCISMO E EM MAIS 40 ANOS DE FALSA DEMOCRACIA ?
QUE MERDA É ESTA ?
António Garrochinho