segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Quem financia o trafico de migrantes que chega à Europa ?


.








 

Para além do drama, duas questões pertinentes se impõem quanto a este fluxo anormal de migrantes à Europa:

como explicar esta súbita e enorme onda de migrantes?

- como explicar que pessoas com pobreza extrema consigam pagar 10 000 euros aos traficantes?





Um súbito fluxo massivo.
 

O fluxo migratório da entrada na Europa através do Mediterrâneo não é um problema recente, mas era realizado, atá há poucos anos, ao conta-gotas. O estranho é que subitamente, em poucos meses esse fluxo se tenha tornado numa invasão massiva, quando a situação dos países de origem pouco se alterou no último ano.




Um valor impossível de pagar. 
 

Desde os longuínquo locais de partida atá à travessia do Mediterrâneo, cada migrante tem de desembolsar perto de 10 000 euros.

Calcula-se que o trafico ilícito de migrantes gere um volume anual de 7 mil milhares de dólares por ano aos seus traficantes.

O PIB per capita,  por exemplo, da Eritreia (um dos países de origem) é de 500 dólares anuais, por comparação o de Portugal é de 22 000 dólares. Aqui reside o mistério de saber como é que uma pessoa de um país desses pode pagar o equivalente a 20 anos de rendimento anual (ou seja 10 000 dólares) para migrar?








Promover o caos na Europa.


Uma parte da estratégia actual dos Estados Unidos assenta nas teorias do geo-político americano, Thomas Barnett.

"Como condição da globalização sem choques, temos de por em prática quatro fluxos durável e sem obstáculos".

Este fluxos excepcional de migrantes em direcção à Europa faz parte de um destes "fluxos durável e sem obstáculos". Thomas Barnett também sabe, e refere, que este fluxo não poderá ser impedido por nenhuma instituição, EU ou ONU.

O objectivo desta "guerra" contra a Europa é semelhante às revoluções chamadas de "Primaveras Árabes". A Europa como poder político, económico e cultural tem de ser destruída através de um caos e ficar sem identidade nacional.

Essa destruição dos Estados-Nações fará que a Europa se deixe facilmente ser absorvida na Nova Ordem Mundial das oligarquias financeiras.

Thomas Barnett refere que "as fronteiras nacionais devem ser dissolvidas, as raças misturadas, e assim os valores e as religiões serão abolidos; o caminho para a Nova Ordem Mundial tem de ser alisado".


O jornal Info Direkt, relata que um funcionário do ministério da Defesa austríaco revelou que "existem elementos que atestam que organizações situadas nos Estados Unidos criaram um modelo de co-financiamento e contribuem subtencialmente aos pagamentos exigidos pelos traficantes".
"Nem todos os refugiados de Africa do Norte têm 11 000 euros em cash. Ninguém questiona de onde vem o dinheiro?"



octopedia.blogspot.pt

SERÁ QUE PRODUZIMOS TÃO POUCO?




Segundo os rankings da OCDE e da UE os portugueses são dos europeus que mais horas trabalham e dos que menos produzem e estes dados resultam da informação fornecida dada pelos diversos governos europeus.

Esta coisa das estatísticas pode conduzir a resultados difíceis de explicar, como seja o facto de ver o Luxemburgo a ter um rendimento por hora de trabalho de 58,8 euros, e em Portugal o rendimento hora é de apenas 17,1 euros. Atendendo ao facto de boa parte dos trabalhadores luxemburgueses serem de facto portugueses, esta diferença custa a engolir.

Existe um factor cuja responsabilidade é de muitos trabalhadores e empresários portugueses, que é o da fuga aos impostos, escondendo-se rendimentos e lucros, o que prejudica, e muito, qualquer estatística.


pinderico.blogspot.pt

A diatribe de Paulo Rangel é bem capaz de trazer água no bico…

Publicado em  por 

foto FERNANDO VELUDO/NFACTOS
foto FERNANDO VELUDO/NFACTOS
Os sindicatos das magistraturas do Ministério Público e dos juízes não pouparam Paulo Rangel, como era de esperar, pelas desastrosas declarações feitas na universidade de verão do PSD. Passos Coelho reagiu com ambiguidade, lembrando que Paulo Rangel já desempenhou funções governativas na área da justiça (foi secretário de Estado da Justiça) sem perceber que estava com isso a dizer que Rangel sabe do que fala, isto é, que os governos controlam as investigações judiciais. Ou então percebeu  mas quis tapar o sol com a peneira, para distrair atenções de maiores males. Marco António Costa, meio acanhado,  veio depois demarcar-se das declarações de Rangel “nós só comentamos assuntos políticos, disse…
Ora, a diatribe de Paulo Rangel é bem capaz de trazer água no bico. É que a sua declaração sobre Sócrates lançou para segundo plano o colapso do Citius, que aconteceu há um ano e parou o sistema informático que suporta a actividade dos tribunais, causando o caos na justiça e ainda não está resolvido. Passado um ano, os  trabalhos da auditoria ao colapso do Citius ainda não começaram.
O  Público divulga hoje um extenso trabalho sobre a situação dos tribunais em todo o País. Rangel fez o favor de deviar  a atenção da incapacidade  do governo para resolver a situação.
Eis alguns excertos do trabalho do Público, que Rangel devia ter integrado na sua “lição” aos “jotas” se queria falar de justiça:
“Um ano após o caos se ter instalado, ainda não há conclusões sobre o que esteve na origem do problema. A Inspecção-Geral das Finanças, à qual o Ministério da Justiça pediu uma auditoria ao “processo de adaptação do Citius”, só começou os trabalhos oito meses após o colapso e só prevê ter conclusões no próximo mês” (…)
Por outro lado, os problemas informáticos impossibilitam um balanço detalhado da reforma, já que, justamente por causa desses constrangimentos, ainda não há dados estatísticos sobre os processos pendentes ou terminados e, as que existem, não são fiáveis.
(…) Na secção de execuções de Lisboa há 350 mil processos pendentes, com cada juiz a ter entre 27 e 30 mil casos (…)”
(…) Um ano depois, tribunais fechados continuam ao abandono.  Fechados, subaproveitados, semiabandonados. Um pouco por todo o país, os autarcas das regiões que viram os seus tribunais fecharem queixam-se (…)”
Curiosamente, o dado positivo é a esperança de que no próximo ano as coisas melhorem…(quem sabe, com outro governo)
 “(…) Mas também há resultados positivos e muitos juízes-presidentes das novas comarcas e procuradores-coordenadores têm a expectativa de que o próximo ano permita um balanço bem mais positivo. (…)”
Como é que a justiça pode ser independente com a “casa” tão desarrumada?


vaievem.wordpress.com

NOTAS SOLTAS- OS FARSANTES

NOTAS SOLTAS- OS FARSANTES

1 ) O pantomineiro do primeiro ministro anda a procurar impingir aos portugueses a farsa que o governo nada tem a ver com a venda do Novo Banco, que tudo se passa entre o Governador do Banco de Portugal e os compradores… como  se Carlos Costa não tivesse sido reconduzido por este governo precisamente por ter dado cobertura  à desculpa e desresponsabilização  do governo de que nada teve a ver com o processo da falência do BES e a criação do Novo Banco .
2) Ao mesmo tempo Passos Coelho vai dizendo que se houver prejuízo com a venda do Novo Banco não serão os contribuintes que pagam mas os Bancos através do Fundo criado  para o efeito !
Simplesmente nada nos diz que taxa de juro pagam os banqueiros visto que tal ” Fundo” foi constituído fundamentalmente por dinheiros públicos  a titulo de avanço  . O que já afirmou é que o prazo para o pagamento desse “avanço ” seria alargado…. Tudo isto claro à custa dos contribuintes…
3 ) O cândido Rangel afirmou publicamente que há uma justiça com o PS e outra com o PSD… Um escândalo…
A ministra da Justiça não comenta . Coelho e o ministro dos submarinos também…
Talvez com mais acerto e menos escândalo Rangel pudesse afirmar que numa sociedade de classes a justiça é uma justiça de classe tendencialmente favorável ás classes e partidos dominantes apesar da Constituição que temos e da seriedade dos magistrados…
4) O caso BES /GES ajuda nos a perceber as posições tomadas por certos comentadores como é o caso de Sousa Tavares , com o seu visceral anti- comunismo e o seu enfado quando se acusava ” O Grande Capital “!
E por hoje ficamos por aqui !!!
Via: FoiceBook

FESTA DO AVANTE - ESPAÇO INTERNACIONAL

ESPAÇO INTERNACIONAL

Direitos, Soberania, Paz – solidariedade anti-imperialista é o mote do Espaço Internacional da Festa do Avante! de 2015. No ano em que que se assinala os 70 anos da vitória sobre o nazi-fascismo, o Espaço Internacional evocará a resistência e luta dos povos, em particular do povo soviético, que puseram fim a um dos períodos mais negros da História da humanidade.
espaco_internacional_0.jpg
As lutas pelo mundo e a solidariedade anti-imperialista estarão expressas em cada canto do Espaço Internacional, assinalando os perigos e as potencialidades do momento que se vive e evocando outros importantes momentos como as derrotas do imperialismo verificadas há 40 anos, com a vitória do Vietname sobre os EUA e a libertação dos povos de Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné Bissau e São Tomé e Príncipe do jugo do colonialismo português.
Continuaremos a contar com a participação de vários partidos e organizações comunistas e progressistas que vêm de diferentes partes do mundo, trazendo um pouco da sua cultura e muito da sua luta para partilharem com os visitantes da Festa. Esta participação é, também ela, expressão da imensa solidariedade para com a luta do povo português.
O Espaço Internacional contará mais uma vez com o Palco Solidariedade onde teremos diversidade musical, momentos de solidariedade com outros povos e de debate sobre a situação internacional.

Milhares vão às ruas de Tóquio manifestar-se contra militarização do Japão


Liderados por grupos estudantis, manifestantes protestaram contra projeto que deve permitir que Forças de Autodefesa participem de operações no exterior
Milhares de pessoas foram às ruas de Tóquio neste domingo (30/08) protestar, em frente ao parlamento do Japão, contra a reforma legislativa defendida pelo governo para dar maior peso militar ao país. Segundo os organizadores, entre 100 mil e 200 mil pessoas participaram da manifestação, apesar da forte chuva na cidade.
Agência Efe

Manifestantes foram às ruas de Tóquio protestar contra reinterpretação de Constituição pacifista


Os manifestantes, liderados por grupos estudantis, protestaram contra o projeto do primeiro-ministro Shinzo Abe que deve permitir que as Forças de Autodefesa do Japão possam participar de operações no exterior, algo proibido pela atual Constituição pacifista adotada após a Segunda Guerra Mundial.

A reforma, que já foi aprovada pela Câmara Baixa do parlamento, ainda deve passar pela Câmara Alta, na qual o Partido Liberal-Democrata (PLD) de Abe e seus aliados têm ampla maioria.



Escoltados por uma forte presença policial, os manifestantes classificaram a lei como "bélica" e acusaram o primeiro-ministro de "destruir a democracia do Japão". Nos cartazes, Abe era representado com o bigode de Adolf Hitler.

A mudança na lei, rejeitada pela maioria dos japoneses conforme as pesquisas, ocorre depois de o governo ter aprovado uma polêmica reinterpretação da Constituição no ano passado. Até então, o artigo 9º da Carta Magna impedia o país a recorrer ao uso da força para resolver conflitos internacionais.
Assim que for aprovada a nova lei, o Japão poderá defender aliados, como os Estados Unidos, se eles forem alvo de um ataque armado, assim como participar de operações de segurança da ONU. O governo também poderá com maior facilidade o envio das Forças de Autodefesa para zonas de conflito e ampliar o apoio logístico às missões de paz no exterior.
(*) Com Efe
operamundi.uol.com.br

PINTURAS FAMOSAS - O CAMBISTA E SUA MULHER



wikipedia (imagens)


 Quentin Massys 001.jpg
Pormenor do Livro religioso
Pormenor do espelho

O Cambista e a sua Mulher  de Marinus van Reymerswaele






estoriasdahistoria12.blogspot.pt

Indochina – Paisagens deslumbrantes e milénios de cultura

Indochina, mistério e encanto

Banteay-Srei---Camboja (2)


Este pode muito bem ser um caso onde as palavras não fazem jus à realidade. O próprio conceito de realidade não parece estar em casa num ambiente que mais se presta ao mundo da imaginação, com rios míticos, selvas luxuriantes, templos perdidos e ilhas paradisíacas na ordem das centenas. Mas este sítio existe, tem um nome e está à sua espera.
Uma das muitas pérolas escondidas na região da Indochina, as cascatas de Kuang Si são a mistura perfeita entre sagrado e convidativo. Situadas a cerca de 30 quilómetros de Luang Prabang, são um ponto referencial de um país com uma beleza natural imensa. Pequenas lagoas recebem a água de tons cristalinos que cai de forma quase poética, em várias etapas, a partir de uma altura de mais de 60 metros. São estas águas de cor turquesa – que convidam a um mergulho – que também lhe garantem o seu caráter sagrado. Um local que deve ser visitado, explorado e reverenciado.
No Vietname, o Mekong dá continuidade a esta relação com a água, intrínseca à região da Indochina. O vale do Mekong é um exemplo de campos luxuriantes, um sinal de que a abundância está intimamente ligada à existência deste corpo de água que serve ao mesmo tempo de fonte de alimento e canal de comunicação vital, tanto hoje como há milénios atrás. O nome Mekong deriva de dialetos antigos da região, nos quais era apelidado de Mae Nam Khong, onde Mae é traduzido como Mãe, e Nam como água. Um simbolismo facilmente compreensível, quando se pensa que a bacia deste rio é lar para uma das biodiversidades mais ricas do mundo, com mais de 1200 espécies de peixe que representam uma fonte vital de alimento para os habitantes locais, e uma marca indelével na gastronomia do país.
Terra onde os templos são uma constante da paisagem, ainda assim o Camboja não deixa de surpreender a cada passo, com os seus grandiosos monumentos religiosos, que lhe emprestam uma aura solene e artística. Em Banteay Srei encontramos um dos melhores exemplos da enorme herança do país, num monumento do século X dedicado à deusa Hindu, Shiva. Localizado bem perto de Angkor, Banteay Srei foi construído na sua maioria com arenito vermelho, um material que facilita as intrincadas decorações das suas paredes, que suportaram o teste do tempo. Pelo seu tamanho reduzido, quando comparado com as dimensões dos templos vizinhos, Banteay Srei é considerado uma parte valiosa do Camboja, a joia da arte do povo Khmer.






nortravel.tsf.pt

A FESTA DO AVANTE E AS FARC - Quem são os terroristas?


Quem são os terroristas?
A comunicação social, que pouco fala da maior iniciativa política e cultural do país, volta novamente, como no ano passado, a interessar-se pela presença de representantes das FARC na Festa do Avante.
Foi notícia o facto do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, ter admitido a presença na festa do Avante de membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).
O embaixador colombiano em Lisboa, Plínio Mendoza, pediu explicações ao Governo português sobre a presença na festa do Avante de activistas das FARC, uma organização classificada como terrorista pela União Europeia.
Jerónimo de Sousa disse que o PCP tem “uma concepção diferente de terrorismo” comparativamente à UE e Estados Unidos.


O terrorismo dos poderosos

Os que dominam, os que exploram, o imperialismo, considera terroristas os que se opõem à sua política mas, apoia como “libertadores” os que lutam contra os que não se submetem aos Estados Unidos. A história recente mostra dezenas desses exemplos, desde a Al-Quaeda para lutar no Afeganistão, passando pelos que destruíram a Líbia , pela origem do Estado Islâmico até aos fascistas que derrubaram o Governo legítimo na Ucrânia, como Pinochet, como… como… recordemos ainda o apoio que os EUA dão a Israel para matar milhares de palestinianos inocentes. Todos esses “libertadores” matam e destroem países como o Iraque e a Líbia (para não falar do Vietname). Os próprios EUA são mais terroristas que todos os terroristas juntos quando, “à lei da bomba”, matam milhões de pessoas inocentes, mulheres, crianças e velhos em todos esses países. Os Estados Unidos que usam bombas atómicas para destruir cidades como Hiroshima e Nagasaqui e pussuem o maior poderio apoiado nas mais violentas armas de destruição maciça no seu arsenal nuclear, para defender os seus próprios interesses e manter a supremacia, arrogam-se no direito de chamar terroristas a quem entendem. Para os Estados Unidos da América e União Europeia, terroristas são os que como Che Guevara, Fidel de Castro e tantos outros lutaram e lutam pela liberdade e independência.
As iniciativas para o diálogo

As FARC têm feito inúmeras tentativas de diálogo com o Governo da Colômbia. Promoveu à quase três anos, os chamados “Diálogos de Paz de Havana que ainda decorrem. Pela segunda vez, este ano decretaram o cessar-fogo unilateral em todas as frentes de combate, apesar de não ter sido feito o mesmo pelo exército colombiano. Estes gestos de paz, foram anteriormente interrompidos quando o governo, ignorando esta boa vontade, bombardeou acampamentos da guerrilha.
O presidente Juan Manuel Santos, considerou, agora, positivo o cessar-fogo mas, apenas prometeu uma «desescalada das ações militares» do Exercito colombiano e ameaçou pôr termo aos diálogos de paz de Havana. Ainda assim o presidente colombiano admitiu, pela primeira vez, um cessar-fogo definitivo antes da assinatura de um acordo de paz que assinalaria o fim de 50 anos de um conflito em que pereceram milhões de colombianos. O respeito pelo cessar-fogo será acompanhado por um representante da ONU e outro da UNASUR. Estas promessas de Juan Manuel Santos, não são seguras tendo em atenção o seu passado de ter concebido e organizado, com a colaboração da CIA e da MOSSAD, o bombardeamento pirata do acampamento do comandante Raul Reyes, no Equador.
Agora, Jerónimo de Sousa disse aos jornalistas que, apesar da forma de intervenção das FARC, existe uma “grande solidariedade” com o movimento porque “a maior violação dos direitos humanos é impedir que um povo tenha direito à sua soberania, à sua liberdade” afirmou. Quem não cumpre os Direitos Humanos é o Estado Colombiano como, reconhecidamente os EUA. Jerónimo de Sousa deplorou a iniciativa do diplomata colombiano, retorquindo que caberia ao embaixador da Colômbia “dar contas das razões que levam ao assassinato, por exemplo de 70 sindicalistas comunistas, atitudes terroristas contra o movimento sindical”. Disse ainda “Pensamos que esta operação e esta deriva em relação à nossa festa procura esconder a responsabilidade deste Governo em relação a actos de terrorismo de Estado, designadamente em relação à facilidade que permitiu que em território nacional se cometam como os voos da CIA, transportando prisioneiros à revelia do Direito Internacional”.
De facto o PCP, tem uma concepção diferente. Para os EUA, UE, e neste caso também a Colômbia, que não cumprem a Declaração Universal dos Direitos do Homem, os terroristas são os que se querem libertar da exploração dos monopólios.
Via: C de …

VÍDEOS - 1 MORTO E DEZENAS DE FERIDOS NUMA EXPLOSÃO FRENTE AO PARLAMENTO DA UCRÂNIA - OS NAZIS NÃO ESTÃO CONTENTES MESMO COM UM GOVERNO DE DIREITA

Un muerto y decenas de heridos tras explosión cerca del Parlamento de Ucrania





31 agosto 2015
Una explosión cerca del Parlamento de Ucrania ha dejado al menos 50 heridos, según la televisión local.
                
Las fuerzas del orden han detenido al hombre que ha lanzado la granada contra las fuerzas de seguridad. Así lo informó el jefe de la Policía de Kiev, Alexánder Tereschuk, informa Interfax.
 
"Hemos determinado quién arrojó la granada. Fue detenido. Ahora se está aclarando su identidad", señaló a los periodistas Tereschuk.
 
Previamente, el asesor del ministro del Interior de Ucrania, Antón Gueráschenko, señalaba que durante los enfrentamientos fue lanzada una granada. "Varios soldados de la Guardia Nacional fueron gravemente heridos", comentó Gueráschenko en su página en Facebook.
 
El ministro del Interior de Ucrania, Arsén Avákov, desmintió en suTwitter que Debrin, un soldado de la Guardia Nacional de 24 años, muriera tras recibir una bala en el corazón. Fue "un daño en el corazón producido por un fragmento de granada, no por una bala", escribió. Avákov asimismo declaró que se pudo establecer la identidad de la persona que lanzó la granada, que pertenecía al partido Svoboda de la localidad de Sichi.
 
Un periodista de la revista francesa 'Finance' fue herido en la cabeza durante los disturbios, según anunció el diputado de la Rada Alexéi Goncharenko.
 
Las fuerzas del orden recurrirán a medidas drásticas contra los manifestantes más violentos. "La Policía, según mis colegas, neutralizará a todos los provocadores que están en la multitud entre los manifestantes", dijo el reportero del canal 112UA.
 
En estos videos se puede apreciar el momento exacto del lanzamiento de la granada.



-----------

ARTE - Uma nuvem de 100.000 balões Iluminados suspensos no Covent Garden

nuvens-3
Artista e fotógrafo francês Charles Pétillion acaba de lançar uma nuvem cumulus composta de 100.000 balões brancos iluminados no interior, de Londres CoventGarden. Intitulado 'Hearbeat, "a instalação foi criada como parte da próximo evento London Design Festival e se espalha pelo  tecto do South Hall  Edifício do Mercado.

Pétillion é conhecido por seu uso de balões brancos para preencher os espaços incomuns, uma série fotográfica que ele se refere como Invasões. Esta é de longe o maior instalação  e a sua primeira peça de arte pública. O nome da exposição é Pulsação 
As invasões de balões que eu crio são metáforas. Seu objetivo é mudar a forma como vemos as coisas que vivem ao nosso lado em cada dia sem realmente percebê-las. Com a  "Pulsação" eu queria representar o Market Building como o coração desta área -  a conexão do seu passado com o presente  para permitir que os visitantes possam re-examinar o seu papel no cerne da vida de Londres.
Cada balão tem suas próprias dimensões e ainda é parte de uma composição gigante,  que cria uma nuvem que flutua acima da energia do mercado.
A instalação poderá ser vista através de 27 de setembro de 2015, e você pode assistir a um vídeo timelapse de sua construção e uma entrevista com Pétillion abaixo. (viaDesignboom)

VÍDEO

FOTOGALERIA
nuvens-1
nuvens-2
nuvens-4
nuvens-5
nuvens-6
nuvens-7
nuvens-8

www.thisiscolossal.com