AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


domingo, 1 de março de 2015

23 factos curiosos e aleatórios que vão deixar seu queixo caído

23 fatos curiosos e aleatórios que vão deixar seu queixo caído

O mundo é realmente cheio de bizarrices e, se em um dia você está achando que já viu muita coisa, no outro se depara com informações que fazem seu queixo despencar até o chão. O Mental Floss reuniu uma série de fatos que vão deixar sua cabeça meio zonza e, claro, a gente não poderia deixar de compartilhar alguns deles com você. Confira a seguir:
1 – A Apple tem um terceiro fundador: Ronald Wayne. Ele vendeu os 10% que eram seus, em 1976, pela bagatela de US$ 800.
2 – Os livros mais procurados no Amazon são “A Bíblia Sagrada”, a biografia de Steve Jobs e “Jogos Vorazes”.
3 – Uma pesquisa realizada em 2008 revelou que 58% dos adolescentes britânicos acreditam que Sherlock Holmes foi uma pessoa de verdade. Em contrapartida, 20% acredita que Winston Churchill foi apenas um personagem.
4 – Houve uma época nos anos 90 em que metade dos CDs produzidos no mundo era da AOL.
5 – A Nutella foi inventada durante a Segunda Guerra Mundial, quando um italiano adicionou avelãs ao chocolate para estender a validade do produto. O mundo inteiro agradece.
6 – Tsotomu Yamaguchi. Guarde esse nome. Ele foi um cara que sobreviveu aos atentados nucleares de Hiroshima e Nagasaki – sim, ele esteve nas duas cidades durante os dois ataques. Yamaguchi morreu em 2010, aos 93 anos.
7 – J. P. Morgan uma vez se dispôs a pagar US$ 100 mil a quem descobrisse porque seu rosto era sempre tão vermelho. Ninguém levou a bolada para casa.
8 – Se a ditadura da beleza é visível hoje em dia, a situação já foi ainda pior. Nos anos 60, havia uma Barbie que vinha acompanhada de um livro chamado “Como Perder Peso”. Uma das dicas do livro era: “não coma”. Que educativo, hein!
9 – Cães de pradaria se cumprimentam com beijos.
10 – A primeira turma a se formar pela Universidade Estadual do Novo México, em 1893, contou com apenas um estudante, que foi morto com um tiro antes da formatura.
11 – Jonas Salk, que criou a vacina contra a poliomielite, se recusou a patentear sua ideia.
12 – Apenas uma loja do McDonald’s no mundo não tem o M da marca em amarelo. Em Sedona, no Arizona, a letra M da rede é turquesa.
13 – A bandeira dos EUA foi desenhada por um estudante, como parte de um trabalho na escola. A nota que ele recebeu foi mediana.
14 – Sean Connery recusou o papel de Gandalf em “O Senhor dos Anéis”. Ele disse ter lido o livro, assim como também leu o roteiro e viu o filme. E mesmo assim não entendeu a história.
15 – Já reparou que 12 + 1 = 11+2? Isso é chamado de anagrama numérico.
16 – Um reservatório de Portland, nos EUA, precisou ser inteiramente esvaziado – o que significa um desperdício de MILHÕES de litros de água – em 2011 depois que um homem de 21 anos resolveu fazer xixi no local.
17 – Em inglês, se você soletrar os nomes dos números, começando pelo 1, não usará a letra A até o número 1.000.
18 – Depois da morte de Leonardo da Vinci, a Mona Lisa foi usada como decoração do banheiro do Rei Francisco I, da França.
19 – Quando os nomes dos aeroportos começaram a ser representados apenas por três letras, aqueles cujas siglas eram de duas letras, simplesmente adicionaram um X ao final.
20 – Abraham Zapruder filmava a passagem de John F. Kennedy, em Dallas, no Texas, quando o então presidente foi assassinado. Por ter conseguido registrar o momento exato do crime, a família de Zapruder recebeu do governo norte-americano US$ 16 milhões.
21 – A cantora Janis Joplin deixou, em seu testamento, US$ 2.500 para que seus amigos fizessem uma boa bebedeira depois que ela morresse.
22 – O inventor da lata de Pringles, Fredric Baur, foi cremado e enterrado dentro de uma dessas lataS em 2008.
23 – São necessárias 364 lambidas para se chegar ao centro de um pirulito, sabia?
copiaqualidade.blogspot.com.br

Sexo animal: 10 bichos que trocam prazer por favores

Sexo animal: 10 bichos que trocam prazer por favores


Os seres humanos não inventaram a ideia de trocar sexo por favores ou dinheiro. Existe uma abundância de animais que estão dispostos a acasalar, mas apenas se o preço for justo. Confira 10 bichos que oferecem sexo em troca de algo mais do que o simples dever de preservar a espécie.

10. Pinguins fofinhos e inocentes? Só nos filmes

animais sexo 10


Isso é algo que você não vê em filmes como Happy Feet. Alguns pinguins coletam rochas para fazer ninhos a fim de atrair um parceiro ou uma parceira. Quando o casal feliz finalmente se reúne, eles constroem seus ninhos juntos. Tanto a fêmea quanto o macho saem para descobrir ou roubar rochas. Mas a mulher pinguim tem um truque para o caso do seu companheiro não estar prestando atenção. Se ela vê outro macho com uma rocha particularmente boa em seu bico, ela tem relações sexuais com ele em troca da pedra e depois volta feliz e sorridente para o ninho. Seu companheiro oficial nem desconfia.

9. Macacas são interesseiras

animais sexo 9


Macacos do gênero Macaca, também conhecidos como macacos do velho mundo, não podem pagar diretamente por sexo, mas podem oferecer uma vida de luxo, que lhes permite ter mais relações sexuais com uma parceira mais fiel. A catação (ato de afagar a pele ou os pêlos e retirar ectoparasitas) é fundamental para a saúde e o bem-estar dos macacos. Macacas fêmeas acasalam muito mais com machos que oferecem uma quantidade grande de catação. Além do mais, quando elas são devidamente “catadas”, enquanto seus parceiros as mantêm limpas e saudáveis, elas ficam (relativamente) fiéis a ele.

8. Beija-flores fêmeas têm fome demais para serem castas

animais sexo 8


Beija-flores têm que comer regularmente para manter seu metabolismo ultra-rápido e não morrer de fome. Eles comem o néctar de certos tipos de flores, e as flores são agrupadas em arbustos. Os beija-flores machos dominam as melhores zonas de arbustos, enquanto as aves do sexo feminino são deixadas com meras migalhas. Ou elas mantém uma relação duradoura com um macho, ou então elas podem trocar sexo por acesso temporário ao tesouro de flores do pássaro macho da vez.

7. Grilos devem trazer um presente bem grande caso queiram reproduzir

animais sexo 7


O grilo macho oferece um presente para a fêmea para tentar inseminá-la. O processo de acasalamento envolve anexar um saco de esperma no corpo dela. Se ela come esse presente antes de ele terminar, ela vai pegar o saco e comê-lo também – lá se vai a chance do grilo espalhar seus genes. Então, ele não só tem que trazer-lhe um presente, qualquer que seja, mas o presente também tem que ser grande o suficiente para que ela se sinta cheia enquanto estiver pronta para se reproduzir.

6. Chimpanzés não diferenciam muito bem sexo, trabalho e casamento

animais sexo 6


Um chimpanzé macho, muitas vezes, compartilha sua carne com uma fêmea. Originalmente, os cientistas pensavam que se tratava de pagamento para conseguir sexo. Quando os pesquisadores observaram o comportamento acontecendo quando nem ele e nem ela estavam no cio, eles acharam que isso era mais como manter um casamento chimpanzé. Mas os chimpanzés compartilham com uma fêmea por um tempo, e depois com outra por outro período de tempo. Então qual é o objetivo? É uma relação estável, casamentos em série, ou sexo mercenário?

5. Macacos-prego são interessados tanto em sexo quanto em pornô

animais sexo 5


Quando os pesquisadores deram a macacos-prego fichas que podiam ser trocadas por lanches, uma forma de economia surgiu. Esses macacos não só passaram a trocar sexo pelas fichas, como também trocavam as fichas pelo direito de olhar por bastante tempo fotos de outras (presumivelmente atraentes) macacas. Parece que macacos-prego gostam de fantasiar.

4. Golfinhos são meio psicopatas

animais sexo 4


Provavelmente você já sabe que os golfinhos são maus. Eles se envolvem em infanticídio e assassinatos recreativos. Quando uma fêmea está fazendo par com um macho, outro macho pode se juntar a eles – com o consentimento do primeiro macho. Os dois então separam a fêmea do grupo e protegem-a de outros machos. Ambos irão fazer sexo com ela, dividindo as suas chances de ter descendência, mas aumentando muito suas chances de ter sexo em comparação com a competição feroz que iria acontecer se a fêmea estivesse com o resto do grupo.

3. O picanço cinzento e seu presentinho macabro

OLYMPUS DIGITAL CAMERA


O picanço cinzento, um pássaro natural do hemisfério norte, oferece um presente horrível para sua futura parceira. Ele empala insetos e pequenos mamíferos em espinhos de um arbusto, deixa-os lá até que eles morram e, em seguida, apresenta a oferenda para sua eventual companheira. Mas e se, uma vez que ela aceita, uma picança mais bonita aparece? O primeiro presente estabelece uma espécie de “preço de acasalamento”. A segunda picança fêmea sabe qual é a taxa – e só vai concordar se ela conseguir uma oferenda ainda maior.

2. Besouros fêmeas têm uma vida triste

animais sexo 2


O caruncho-do-feijão é um besouro que vive no deserto. Há alguns momentos em que a vida é exuberante no deserto, e depois há anos de vacas magras, mesmo para os padrões de regiões áridas. Quando a seca é demais, besouros fêmeas têm relações sexuais com os machos puramente para a hidratação. Esta não é uma escolha fácil para o sexo masculino. Os machos, uma vez que perdem água no ato, muitas vezes morrem pela pequena chance de passar seus genes adiante.

1. A triste vida sexual do louva-a-deus

animais sexo 1


Talvez o mais famoso exemplo de um macho que paga caro demais por sexo é o louva-a-deus. Durante a cópula, a fêmea, por vezes, arranca fora e come a cabeça do macho. Isso é um pagamento brutal, com certeza, mas não tão é tão macabro quanto parece. O louva-a-deus macho é controlado pelos nervos em seu abdômen, e não pela cabeça. Então, a fêmea não está realmente finalizando a vida do pobre macho. Ele pode durar após a remoção de sua cabeça, embora provavelmente morra sem os olhos ou a boca para ajudá-lo a apanhar e comer alimentos. [Io9]

copiaqualidade.blogspot.com.br


Undulatus Asperatus um novo tipo de nuvens?

Undulatus Asperatus um novo tipo de nuvens?


5dXhOPh
Apesar de ainda não ter sido oficialmente reconhecida como um novo tipo de nuvens pela Cloud Appreciation Society (Sociedade de Apreciação das Nuvens), foi submetido o pedido para a sua inclusão. Se esta for aceite como um novo tipo de nuvem, será a primeira a ser incluída desde 1951.
Undulatus asperatus é latim para “ondas agitadas” que é na realidade o nome apropriado para estas nuvens. Veja o seguinte vídeos e deixe-se deslumbrar pela magnificência da natureza que deixa a sensação que a cidade no vídeo esta debaixo do mar.





inking2008.blogspot.pt

CIVILIZAÇÕES AFRICANAS (IX) - Reino de Sabá Sabá (em hebraico: שבא, transl. Sh'va, árabe: سبأ, Sabaʼ, ge'ez, amárico e tigrínia: ሳባ, Saba) foi um antigo reino mencionado nas escrituras judaicas (o Antigo Testamento cristão) e no Alcorão. Sua exata localização histórica é disputada pela região sul da península Arábica e o leste da África; o reino poderia tanto situar-se na atual Etiópia, no atual Iêmen, ou até mesmo em ambos.

Reino de Sabá



Sabá (em hebraico: שבא, transl. Sh'va, árabe: سبأ, Sabaʼ, ge'ez, amárico e tigrínia: ሳባ, Saba) foi um antigo reino mencionado nas escrituras judaicas (o Antigo Testamento cristão) e no Alcorão. Sua exata localização histórica é disputada pela região sul da península Arábica e o leste da África; o reino poderia tanto situar-se na atual Etiópia, no atual Iêmen, ou até mesmo em ambos.


Templo de Bar'an, em Ma'rib - construído no século
XVIII a.C., e em uso por quase 1000 anos.

O templo mais antigo da Arábia, chamado Mahram Bilqis ("palácio de Bilqis", nome árabe para a rainha de Sabá), foi descoberto recentemente em Ma'rib, sul do Iêmen, considerada por muitos como a capital de Sabá. Esta cidade foi construída entre o segundo e o primeiro milênios antes de Cristo. Localizada numa situação estratégica, Sabá floresceu através do comércio de mercadorias, tanto da Ásia, como de África, incluindo o café, proveniente da região etíope de Kefa.

Aparentemente, Sabá era uma sociedade matrilinear, em que o poder é passado aos descendentes pela via feminina. Provavelmente, a população de Sabá seria uma mistura de povos africanos e da Arábia e, de facto, estudos linguísticos recentes indicam que as línguas semitas do Oriente Médio podem ter-se originado a partir das línguas cuchíticas da Etiópia. Por outro lado, na África oriental ainda se encontram muitos grupos étnicos com tradição matrilinear.

Tradição bíblica

O reino de Sabá é mencionado diversas vezes na Bíblia. Por exemplo, na Tábua das Nações (Gênesis, 10:7), Sabá, juntamente com Dedã, é listado como um dos descendentes de Cam, filho de Noé (como filhos de Raamá, por sua vez filho de Cuxe). Em Gênesis, 25:3, Sabá e Dedã são listados como os nomes dos filhos de Jocsã, filho de Abraão. Outro Sabá também é listado na Tábua das Nações como filho de Joctã, outro dos descendentes de Shem.
Na tradição ortodoxa etíope, o últimos destes três Sabás, o filho de Joctã, é considerado o antepassado primordial do componente original semita na sua etnogênese, enquanto Sabtá e Sabtecá, filhos de Cush, são considerados como os ancestrais do elemento cuchítico.

O historiador judaico-romano Flávio Josefo descreve o lugar chamado de Sabá como uma cidade real, cercada por muros, na Etiópia, que Cambises teria chamado posteriormente de Meroé. Segundo ele, "ela era cercada bem de longe pelo Nilo, além de outros rios, o Astápo e o Astabora", o que oferecia proteção tanto de exércitos inimigos quanto das cheias dos rios. De acordo com Josefo, a conquista de Sabá teria trazido grande fama a um jovem príncipe egípcio, ao mesmo tempo em que expôs seu passado pessoal como uma criança escrava chamada Moisés.

O Kitab al-Magall ("Livro dos Rolos", considerado parte da literatura clementina) e a Caverna dos Tesouros mencionam uma tradição na qual, após o reino ter sido fundado pelos filhos de Sabá (filho de Joctã), houve uma sucessão de sessenta governantes mulheres até a época solomônica. A tradição bíblica da "Rainha de Sabá" (conhecida por Makeda na tradição etíope e Bilqis na tradição islâmica) faz a sua primeira aparição na literatura mundial no Livro de Reis (1:10), que descreve sua viagem para Jerusalém, atrás da fama do rei Salomão.

Graças à sua ligação com o mito da rainha, Sabá tornou-se uma localidade muito ligada a um certo prestígio nacional, e diversas dinastias reais já alegaram descendência da união entre a rainha de Sabá e o rei Salomão, principalmente na Etiópia e na Eritréia, onde Sabá esteve tradicionalmente ligada ao antigo reino axumita.


Fonte: Wikipédia


civilizacoesafricanas.blogspot.pt