AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

O que os cientistas descobriram no oceano parece coisa de ficção científica



Depois de 1200 anos, pesquisadores encontram a cidade egípcia de Heracleion que desapareceu misteriosamente!


Foi há 1200 anos que a cidade egípcia de Heracleion desapareceu, engolida pelas águas do Mar Mediterrâneo. Conhecida pelos gregos como Thonis, ela acabou sendo quase esquecida pela própria história – agora uma equipe de arqueólogos está escavando e desvendando seus mistérios.
O arqueólogo subaquático Franck Goddio e o Instituo Europeu de Arqueologia Marítima redescobriram a cidade em 2000 e, durante estes 14 anos, têm achado verdadeiras relíquias incrivelmente bem preservadas. Afinal o mito de Thonis-Heracleion era real, só estava ‘adormecido’ à 30 pés abaixo da superfície do Mediterrâneo, em Abu Qir Bay, no Egito.

Segundo Goddio, Thonis–Heracleion provavelmente foi fundada no século 8 a.C. — antes mesmo de Alexandria — e era o porto de entrada ao Egito para todas as embarcações provenientes da Grécia. Além disso, a cidade também tinha importância religiosa, graças à presença de um grande Templo de Amon e Khonsou. Mas, por volta do século 8 d.C., devido a uma série de catástrofes submarinas, Thonis –Heracleion acabou afundando completamente.

Durante todos esses séculos, embora se soubesse da existência da cidade devido a registros históricos e algumas inscrições encontradas por arqueólogos, nunca alguém havia encontrado qualquer vestígio do porto. No entanto, após 14 anos de trabalhos, a equipe liderada por Goddio conseguiu resgatar inúmeros artefatos, assim como descobrir mais sobre a história dessa importante localidade.

Além de joias, moedas, objetos ritualísticos, peças de cerâmica e majestosas estátuas, os arqueólogos também encontraram mais de 700 âncoras e aproximadamente 60 embarcações naufragadas. Você pode conferir alguns dos incríveis artefatos descobertos nas imagens e vídeos a seguir:

VÍDEOS


Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic

Que espetacular não?? ficamos fascinados com o trabalho dos arqueólogos, eles dedicam boa parte de suas vidas para que nós possamos conhecer mais sobre o nosso passado.


creativeartbr.blogspot.pt

Sem comentários: