AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

MAIS DE 300.000 MIGRANTES ATRAVESSARAM O MEDITERRÂNEO DESDE JANEIRO – ACNUR


Mais de 300.000 migrantes atravessaram o Mediterrâneo desde janeiro e mais de 2.500 pessoas morreram no mar quando tentavam alcançar a Europa, anunciou hoje o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).
null
"O número de refugiados e migrantes que atravessaram o Mediterrâneo este ano já ultrapassou os 300.000, cerca de 200.000 chegaram à Grécia e 110.000 a Itália", contra cerca de 219.000 em 2014, disse uma porta-voz do ACNUR, Melissa Fleming, num encontro com a imprensa.
Fleming acrescentou que cerca de 2.500 migrantes morreram durante a travessia, precisando que o número não inclui os mortos e desaparecidos ao largo da Líbia na quinta-feira no naufrágio de uma embarcação que transportava à volta de 200 pessoas.
Pelo menos 76 pessoas morreram e 198 foram resgatadas naquele naufrágio ao largo da cidade de Zouara, a cerca de 160 quilómetros a oeste da capital da Líbia, Tripoli, indicou hoje um porta-voz do Crescente Vermelho líbio.
Segundo o ACNUR, o ano passado, cerca de 3.500 migrantes e refugiados morreram ou foram dados como desaparecidos no Mediterrâneo.
PAL // APN
Lusa/fim

Sem comentários: