AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

O HOMEM DE TOLLUND - O homem de Tollund é o cadáver de um homem, que viveu 400 a.C., naturalmente mumificado descoberto na Dinamarca em 8 de maio de 1850. O homem de Tollund é notável pelo fato de que seu corpo e em particular a face, esteja tão bem conservada que parece estar num profundo sono.

O homem de Tollund é o cadáver de um homem, que viveu 400 a.C., naturalmente mumificado descoberto na Dinamarca em 8 de maio de 1850. O homem de Tollund é notável pelo fato de que seu corpo e em particular a face, esteja tão bem conservada que parece estar num profundo sono.

O homem de Tollund
Ele morreu enforcado com a corda que tem ao redor de sua cabeça. A corda deixou claras marcas na pele abaixo de seu queixo e na lateral de seu pescoço, mas não se nota na parte posterior onde se encontra o nó. Ainda que devido à decomposição óssea, é impossível saber se o pescoço tenha se rompido.

No estômago e intestinos os cientistas descobriram sua última refeição: uma espécie de papa feita de verduras e sementes, tanto cultivadas como silvestres (cevada, sementes de linho, camomila, etc). Nesta última refeição, tinha sementes de centeio podre que continham grande quantidade de fungos com cornelho. O cornelho é uma planta com uma substância alucinógena, pelo que alguns pesquisadores sustentam que este pode ter tomado deliberadamente para alterar seu estado mental.

O homem de Tollund poderia ter sido assassinado nos ritos da deusa Nerthus mencionados por Tácito em sua Germania Magna, no qual as vítimas eram afogadas em um ritual sagrado.

Não tinha rastros de carne no sistema digestivo, é evidente que durante seus ultimas 24 horas só se alimentou desta espécie de "sopa". Como esta sopa tinha muitos diferentes tipos de sementes, e dado que estas sementes não eram de fácil acesso, é provável que fossem tomadas como parte de um ritual.
O homem de Tollund

O homem de Tollund


 http://www.mdig.com.br/

Sem comentários: