AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

CONCURSO PARA A DEMOLIÇÃO DO NÚCLEO NASCENTE DO FAROL EM DIÁRIO DA REPÚBLICA

CONCURSO PARA A DEMOLIÇÃO DO NÚCLEO NASCENTE DO FAROL EM DIÁRIO DA REPÚBLICA

29 de Outubro de 2014
Casas Zona Nascente Farol (21)
Casas Zona Nascente Farol (1)
EIS A NOTICIA MAIS TRISTE DA MINHA VIDA.SAIU NO DIA 22 EM DIÁRIO DA REPUBLICA O CONCURSO PARA A DEMOLIÇÃO DO NUCLEO NASCENTE DO FAROL, ONDE SE VÃO GASTAR 2.250.000 EUROS. OBRIGADO AO Sr.SEBASTIÃO DA PÓLIS POR TER GANHO ESTA GUERRA, SEJA MUITO FELIZ E JÁ AGORA APROVEITE PARA ARRANJAR OUTROS MILHÕES PARA DESASSOREAR A BARRA DA ARMONA PARA NÃO MORRER MAIS NINGUÉM. A PARTIR DE HOJE ACABOU-SE O VOTO.TENHO VERGONHA DE SER PORTUGUES. João Martins – t Algarve Press – f
Casas Zona Nascente Farol (12)Casas Zona Nascente Farol (4)Casas Zona Nascente Farol (2)Casas Zona Nascente Farol (13)
direcção Assoc Morad Farol (2)
E agora direção da Associação do Farol de Santa Maria, ainda continuam a acreditar nos apoios verbais que receberam?
Manuel Luís
Noticia do Algarvepresnahora 
 
Nota do Olhão Livre: Será que os moradores da Ilha do Farol ainda acreditam no pai natal,e nas ilusões dos politicos vendidos,  e não se preparam para a luta, organizando e juntando a sua luta contra as demolições,  aos pescadores da Praia de Faro?

olhaolivre.blogspot.pt

AVIÕES RUSSOS NO ESPAÇO AÉREO PORTUGUÊS



Manobras "de grande escala" da força aérea russa no espaço aéreo europeu deixam NATO em alerta. Dois bombardeiros Tupolev estiveram junto ao espaço aéreo nacional, tendo sido escoltados por por F-16 da Força Aérea Portuguesa. 

A NATO denunciou esta quarta-feira "manobras aéreas incomuns" e de "grande escala" da Rússia no espaço aéreo sobre o Oceano Atlântico e os mares Báltico, do Norte e Negro, nos últimos dois dias. 

Em comunicado, a NATO assume que "detetou e controlou quatro grupos de aviões militares russos a realizarem manobras militares significativas no espaço aéreo europeu", nos últimos dois dias.

Aeronaves de três países da Aliança Atlântica descolaram de quatro locais diferentes para intercetarem os quatro grupos de aviões militares russos que segundo a NATO estavam "em manobras" nos espaços aéreos dos mares Báltico, do Norte e Negro.

A mais importante operação mobilizou aparelhos de três países da NATO, após a detenção de um grupo de oito aviões russos - quatro bombardeiros e igual número de aeronaves de reabastecimento - a voarem em formação sobre o Atlântico. Aviões da força aérea norueguesa dirigiram-se ao encontro dos aparelhos russos para os identificar. 

Seis aviões militares russos alteraram as rotas, mas dois outros, bombardeiros Tupolev-95, não alteraram o percurso, continuaram para sul. Aparelhos da força aérea britânica descolaram para os escoltar, tendo-os entregue à Força Aérea Portuguesa. Aviões F-16 da FAP escoltaram-nos já junto ao espaço aéreo português, sobre o Oceano Atântico, a oeste do território continental.

Um porta-voz da Aliança Atlântica afirmou ao Wall Street Journal que os aviões "estiveram sempre em espaço aéreo internacional", garantindo que "não houve incursões sobre território da NATO.

Os outros aviões russos foram controlados pelas forças britânicas e norueguesas.

Segundo a NATO, os aparelhos russos não tinham apresentado planos de voo, não estabeleceram qualquer contacto com as autoridades de aviação civil e não corresponderam às comunicações, o que "representa um risco potencial para os voos civis". 

Um porta-voz do secretário-geral da Aliança Atlântica afirmou hoje que o número de interceções de aviões russos no espaço europeu "mais do que duplicou" desde o início do ano.

Outra operação foi conduzida pela Força Aérea turca sobre o mar Negro, para controlar um grupo de quatro aeronaves russas, incluindo dois bombardeiros Tupolev-95, disse a NATO.

Caças alemães também intervieram na terça-feira, para controlar um grupo de sete aviões de combate russos em manobras sobre o mar Báltico.

AS 10 PRISÕES MAIS PERIGOSAS DO MUNDO - As prisões são locais de degradação e de sofrimento humano. Ninguém quer ir parar a uma, mas a triste realidade é que a maior parte delas está sobrelotada e são antros de podridão. Se alguma vez existiu um inferno na Terra ele deve ser precisamente nas prisões, não existem palavras suficientes que expliquem como são estas prisões, apenas quem por lá passou pode relembrar o sofrimento. Mas que elas são do pior que existe, disso não tenho dúvidas…

10 Prisões Mais Perigosas Do Mundo!

sadness
As prisões são locais de degradação e de sofrimento humano. Ninguém quer ir parar a uma, mas a triste realidade é que a maior parte delas está sobrelotada e são antros de podridão. Se alguma vez existiu um inferno na Terra ele deve ser precisamente nas prisões, não existem palavras suficientes que expliquem como são estas prisões, apenas quem por lá passou pode relembrar o sofrimento. Mas que elas são do pior que existe, disso não tenho dúvidas…
Prisão Bang Kwang
Prisão Bang Kwang (Tailândia): É ironicamente conhecida como o “Hilton De Banquecoque“, está sobrelotada não tem condições e muitos prisioneiros ficam loucos visto passarem os primeiros meses das sentenças acorrentados. O sistema de saúde é inexistente, os medicamentos são uma miragem e os prisioneiros no corredor da morte ficam acorrentados até ao dia da execução e só são avisados algumas horas antes de serem executados.


Carandiru (Brasil): A célebre prisão brasileira, que recentemente ainda ficou mais conhecida devido ao filme. Em 1992 ocorreu o massacre sobre o qual fala o filme, já foram registadas mais de 1000 mortes nos seus 46anos de história. O reinado de terror que os guardas impunham terminou em 2002 quando a prisão foi fechada.
Prisão De Máxima Segurança ADX Florence
Prisão De Máxima Segurança ADX Florence (Colorado): Esta prisão foi construída como resposta aos ataques violentos a guardas que ocorreram um pouco por todos os Estados Unidos. Foi criada para minimizar o contacto entre os guardas e os criminosos, alguns detidos passam umas impressionantes 23 horas numa cela. Os detidos da prisão têm a reputação de serem os piores dos piores, muitos deles mataram e torturaram colegas de outras prisões e representam um risco sério.
Prisão De Alcatraz
Prisão De Alcatraz (São Francisco): Conhecida como “O Rochedo” ou “A ilha do demónio” foi construída para albergar os criminosos dos anos 20. Um local isolado e impossível de se escapar, os detidos não tinham contacto com o exterior e viviam sobre constantes regimes de silêncio obrigatório que podiam durar meses ou anos. Alguns dos prisioneiros ficavam loucos passado pouco tempo. A prisão fechou em 1963, mas foi imortalizada por inúmeros filmes.
Prisão Quentin
Prisão Quentin (Califórnia): Nos anos 30 foi conhecida como uma prisão fácil onde os criminosos gostavam de ir parar. Mas nos anos 40 uma séries de reformas tornaram esta prisão num inferno na terra. No primeiro incumprimento das regras os detidos eram colocados na solitária, locais sem condições onde mal podiam respirar. Ainda hoje esta prisão tem má reputação e possui os piores criminosos da Califórnia. O número reduzido de guardas coloca a prisão em alerta constante e o caos pode instalar-se a qualquer momento.
Prisão Diyarbakr
Prisão Diyarbakr (Turquia): Esta prisão já foi várias vezes criticada pela sua violação dos direitos humanos. De 1981 a 1984, trinta e quatro prisioneiros perderam a sua vida devido a actos de tortura mental e psicológica praticados. A prisão é também famosa pelos abusos sexuais, péssimas condições de higiene e por encarcerar crianças. Os seus crimes bárbaros e as violações dos direitos humanos colocam-na  no topo da lista das piores prisões do mundo.
Prisão La Sabaneta
Prisão La Sabaneta (Venezuela): Uma prisão onde as doenças proliferam e os detidos não têm quaisquer actividades. Um surto de cólera na prisão matou uma vez mais de 700 detidos, em 1994 ficou conhecida devido a um massacre que levou à morte de 100 prisioneiros. Os guardas recebem pouco e muitas vezes recorrem a uma violência extrema, os presos são literalmente abandonados e optam por lutar entre si o que resulta em muitas mortes por ano.
Prisão La Sante
Prisão La Sante (França): Esta prisão ficou famosa também pela sua falta de condições. Os detidos eram obrigados a viver em celas cheias de ratos e piolhos, com alguns dos prisioneiros a ficarem literalmente loucos. Os presos mais fortes tornavam os mais fracos escravos e eles eram repetidamente violados. Veronique Vasseur que foi médica na prisão, lançou em 2000 um livro onde denunciava as atrocidades realizadas naquele local. Em 2003 o número de suicídios disparou com 112 detidos a acabarem com a sua própria vida.
Prisão Rikers Island
Prisão Rikers Island (Nova Iorque): Relatos de facadas, espancamentos e tratamento brutal dos guardas caracterizam esta prisão americana. Em 2007 um prisioneiro chamado Charles Afflic foi agredido por um guarda violentamente enquanto estava de costas, as lesões foram tão graves que ele necessitou de uma operação ao cérebro. A prisão é conhecida pelo seu grande número de prisioneiros com doenças mentais que muitas vezes optam pelo suicídio.
Prisão Tadmor
Prisão Tadmor (Síria): Localizada no deserto, a prisão de Tadmor é famosa pelas suas violações dos direitos humanos e execuções brutais. Em 1980 depois de uma tentativa de assassinato do presidente Hafez al-Assad, os prisioneiros de Tadmor pagaram com a própria vida quando helicópteros com comandos aterraram na prisão e foi levado a cabo um massacre onde muitos acreditam terem morrido mais de 1000 detidos.
www.dementia.pt

SERIAL KILLERS ESTRANGEIROS - Vamos então dissecar com brevidade a sua história e o que se passa com este tipo de criminosos. Eles são sempre indivíduos com sérios problemas psicológicos, por vezes completamente integrados na sociedade, outras vezes nem por isso. O serial killer costuma ser uma pessoa vulgar, o mais certo é serem a última pessoa em que se pensa quando se fala de um assassino impiedoso, mas eles são cruéis e muito mais loucos do que qualquer um de nós possa imaginar


Vamos então dissecar com brevidade o que se passa com este tipo de criminosos. Eles são sempre indivíduos com sérios problemas psicológicos, por vezes completamente integrados na sociedade, outras vezes nem por isso. O serial killer costuma ser uma pessoa vulgar, o mais certo é serem a última pessoa em que se pensa quando se fala de um assassino impiedoso, mas eles são cruéis e muito mais loucos do que qualquer um de nós possa imaginar…
Hoje no Dementia temos o pior lado da demência, aquele que não gostamos de reconhecer que existe, mas que é bem real. Acompanhe-me enquanto eu lhe dou a conhecer alguns dos assassinos em série mais dementes de todo o mundo…


1º- Ahmad Suradji

Ahmad Suradji foi um “serial killer” da Indonésia que admitiu ter assassinado 42 raparigas com idades entre os 11 e os 30 durante os anos 90. Para além de criador de gado, ele era também o feiticeiro da área e uma figura à qual muitas mulheres recorriam em busca de ajuda. O seu método era macabro, ele estrangulava as suas vítimas com a ajuda de um cabo e de seguida enterrava-as até à cintura sempre viradas de frente para a sua casa, pois ele acreditava que ganhava poderes com isso.
Depois de ter sido detido em 1997 devido à descoberta dos corpos que estavam perto da sua casa, ele confessou que em 1988 teve um sonho no qual o seu pai lhe apareceu e disse-lhe para matar 70 mulheres e beber a sua saliva, porque só assim ele poderia ser mais poderoso. Suradji foi executado em 2008


2º- Alexander Pichushkin

Alexander Pichushkin
O “Assassino Do Xadrez” é também um dos mais célebres “serial killers” de todo o mundo. O seu principal objectivo era o de ser o maior assassino em série da Rússia e para o conseguir ele pretendia superar as 52 vítimas de Andrei Chikatilo, outro assassino russo famoso. Foi apelidado de “Assassino Do Xadrez” porque gostava de jogar e porque pretendia matar 64 pessoas que é o número de casas num tabuleiro…
Foi apanhado em 2006 e talvez você se recorde muito bem do seu julgamento. Aparentemente sem qualquer tipo de remorsos, Alexander Pichushkin disse coisas como: “Para mim, a vida sem matar é como a vida sem comida para vocês. Sentia-me o pai de todas aquelas pessoas, uma vez que fui eu quem lhes abriu a porta para o outro mundo“..
Foi condenado pela morte de 48 pessoas e tentativa de assassinato de outras 3, mas isso não o impediu de tentar que fossem adicionadas em 2007 mais 15 vítimas à sua lista. Hoje ele encontra-se detido e deve viver frustrado por não ter conseguido atingido a marca a que se propôs…


3º- Andrei Chikatilo

Andrei Chikatilo
Andrei Chikatilo é facilmente um dos mais famosos assassinos em série de todos os tempos, não só devido ao número de crimes, mas principalmente devido à sua crueldade extrema. Ele foi o primeiro assassino em série famoso na Rússia no século XX e ao que parece uma infância difícil, bem como uma disfunção sexual terão sido responsáveis pelo que este indivíduo se viria a tornar…
O “Estripador de Rostov” começou a matar em 1978 e só parou quando foi apanhado em 1990 depois de uma extensa investigação que demorou muitos anos. Os investigadores descobriram que durante os anos 60 ele foi casado e teve dois filhos, mas apesar disso a sua mente era perturbada e nela pairavam desejos macabros…
Andrei trabalhou também numa escola para rapazes onde os alunos frequentemente faziam troça dele. Foi lá que começaram a surgir os primeiros rumores de abusos, o que levou a que fosse apelidado de “maricas” na instituição. Ele temia alguns estudantes e era por isso que andava muitas vezes com uma faca, mas por esta altura os crimes horrendos já eram muito frequentes…
Chikatilo atraia as suas vítimas para locais isolados como os bosques e assim que estava sozinho com elas, procedia ao crime. Ele matou inúmeras crianças e só sentia prazer quando as esfaqueava, chegando mesmo a ejacular no processo. Quando foi detido e revelou os detalhes dos seus crimes – que envolviam também canibalismo – a sociedade russa ficou chocada e exigiu a sua execução.
Em 1994 Andrei Chikatilo foi executado e deixou para trás uma história de terror…


4º- Dean Arnold Corll

Dean Arnold Corll
Durante os anos 70 um “serial killer” e dois dos seus jovens cúmplices tornaram-se notícia, depois de ser sido descoberto que eles foram responsáveis pela morte de 27 rapazes. As vítimas tinham entre 13 e 20 anos de idade, Corll utilizava os seus dois cúmplices, David Brooks e Elmer Wayne Hanley para atrair as vítimas. Ele pagava aos jovens 200 dólares por cada vítima que conseguissem arranjar…
Primeiro as vítimas eram raptadas e transportadas para a casa de Corll, depois eram submetidas a vários tipos de torturas, violadas e finalmente assassinadas. De acordo com os testemunhos de vítimas sobreviventes, os actos cometidos naquela casa eram de uma atrocidade tal, que não me é possível descrevê-los aqui…
O destino de Corll contudo não seria a prisão, ele foi assassinado em 1973 por Elmer Wayne Hanley quando os dois se desentenderam devido ao jovem ter levado para casa uma rapariga juntamente com mais uma vítima. Hanley acabou depois por confessar os crimes e foi iniciada uma investigação que culminou com a descoberta dos corpos…
Mais tarde David Brooks – o outro cúmplice – alegou que nunca tinha participado em nenhum crime, mas que tinha conhecimento de 2 assassinatos. Apesar disso a justiça foi impiedosa e condenou tanto Hanley como Brooks, os dois encontram-se a cumprir pena actualmente…


5º- Isabel Báthory

Isabel Báthory
Isabel Báthory foi uma condessa húngara que ficou na história como uma das piores assassinas em série de todos os tempos. Apelidada de “Condessa Sangrenta” os relatos das suas torturas aos servos, bem como assassínios cruéis eram constantes. Dizia-se que no Inverno executava empregados fazendo-os despir e andar pela neve enquanto ao mesmo tempo era despejada água congelada neles até que finalmente morriam…
A sua obsessão pela juventude foi uma das razões que a levou a cometer muitos crimes, mas ela era também uma sádica com um apetite especial por jovens empregadas. Durante o seu reino de terror contou com várias cúmplices que curiosamente foram as que sofreram as consequências dos seus actos, pois ela nunca chegou a ser formalmente julgada devido ao seu estatuto…
No final Isabel ficou confinada à sua casa – um género de prisão domiciliária na altura – devido aos crimes. As suas cúmplices foram executadas e algum tempo mais tarde ela foi encontrada morta no castelo onde vivia. De acordo com os dados históricos ela terá sido responsável pela morte de 80 pessoas e reza a lenda que matou um grupo de virgens e depois tomou banho no seu sangue como forma de conservar a juventude…


6º- Gary Leon Ridgway

Gary Leon Ridgway
Gary Leon Ridgway é o nome do famoso “Green River Killer” que durante os anos 80 e 90 matou um grande número de mulheres na zona de Washington
Gary era um indivíduo pacato, talvez um pouco estranho, mas nada de alarmante. Ele foi casado duas vezes, todavia ambos os casamentos acabaram devido a infidelidade por parte das suas esposas. Apesar do seu ar inocente, Gary guardava dentro de si uma enorme raiva muito comum em assassinos em séries que era direccionada para as mulheres. As suas vítimas preferidas eram prostitutas e o seu método de eleição o estrangulamento…
Gary conseguiu iludir a justiça durante muitos anos, porém em 2001 e graças ao DNA, ele foi implicado no crime de quatro mulheres e detido pela polícia. Mais tarde ele viria a confessar outros crimes e a fazer um acordo para evitar a pena de morte. Foi considerado culpado da morte de 48 pessoas, confessou mais de 70 crimes, mas acredita-se que ele será responsável por cerca de 90…
Gary encontra-se a cumprir uma pena de prisão perpétua sem direito a condicional…


7º- Luis Garavito

Luis Garavito
Luis Alfredo Garavito Cubillos também conhecido como “A Besta” é um assassino em série da Colômbia. Ele é considerado por muitos o pior “serial killer” da história devido ao elevado número de vítimas que poderá ascender os 300
Garavito tal como outros assassinos em série teve uma infância complicada, com relatos de abusos sexuais. As suas vítimas preferidas eram jovens rapazes entre os 6 e os 16 anos de idade. Ele primeiro ganhava a confiança das vítimas e assim que as conseguisse levar para um local isolado procedia com a violação e consequente morte…
Mais uma vez estamos perante um criminoso que conseguiu iludir a justiça durante muito tempo, em parte porque ele estava em constante movimento e cometeu os crimes um pouco por toda a Colômbia. Em Abril de1999 ele foi finalmente capturado, confessou ter morto 140 crianças e foram iniciadas investigações de mais 172assassínios que a polícia acredita serão da sua autoria…
Ele foi considerado culpado e condenado a uma pena máxima de 30 anos de prisão, visto no país não possuir prisão perpétua. Mais impressionante é que devido à sua ajuda  no encontro dos corpos a pena foi reduzida para22 anos. Em 2006 numa entrevista a uma estação de televisão, Gravito tentou colocar os seus crimes em segundo plano e revelou intenções de enveredar pela política quando for libertado e dedicar-se à defesa das crianças vítimas de abusos…
Agora que ele cumpre os seus últimos anos e pode estar perto de se candidatar a uma libertação por bom comportamento, mas o povo colombiano está revoltado e exige que ele continue preso. As autoridades revelaram que devido a estarem ainda investigações em curso, é pouco provável que ele seja libertado…


8º- Moses Sithole

Moses Sithole
Moses Sithole é um famoso assassino em série da África do Sul que terá morto mais de 38 mulheres durante o período de um ano, o que faz com que seja um dos mais ferozes assassinos desta lista…
Moses nasceu num bairro pobre da África do Sul e com apenas 5 anos perdeu o seu pai e viu a mãe abandonar a família. A sua infância foi passada em orfanatos com maus tratos e abusos. É na casa dos 20 que começa a praticar os seus primeiros crimes, todos violações pelas quais foi apanhado e condenado…
Quando foi libertado em 1994, Sithole voltou com uma fúria imparável, ele estava determinado a matar o maior número de mulheres possível e a sua sede de sangue era enorme. Inteligente, Sithole utilizava as suas habilidades para enganar as vítimas, ele fazia-se passar por um homem de negócios que oferecia oportunidades únicas…
Depois de atrair as mulheres para um local isolado, ele violava-as e punha termo à sua vida através do estrangulamento. Quando o caso começou a atingir proporções gigantescas, ele sentiu-se cada vez mais poderoso e chegou a telefonar para as casas das famílias das vítimas para se divertir…
Em 1995 quando uma pessoa o viu com uma das vítimas antes de mais um crime, ele iniciou uma fuga à polícia. Contactou um jornalista e por pouco não foi apanhado numa cabine telefónica. Seria no entanto o cunhado a decidir o seu destino, após um telefonema em que Sithole pedia ajuda para arranjar uma arma. O cunhado combinou encontrar-se com ele, mas levou a polícia consigo e após uma tentativa de fuga o assassino foi baleado por agentes e detido.
Moses Sithole encontra-se neste momento a cumprir uma pena de mais de 2000 anos…


9º- Albert Fish

Albert Fish
Albert Fish foi um violador e assassino em série dos Estados Unidos extremamente perigoso que se gabava de ter “tido crianças em cada estado“. Foi condenado apenas por um crime, a morte da jovem Grace Budd, mas acredita-se que ele terá cometido muitos mais durante os anos 20 e 30
A sua infância foi uma das mais perturbadoras das que já descrevi neste artigo, tão perturbadora que muitos detalhes são demasiado brutais para descrever. Ele passou algum tempo num orfanato, é proveniente de uma família com um historial de distúrbios mentais e quando ainda era criança sofreu uma queda em que bateu com a cabeça. Muitos especialistas acreditam que esta queda poderá ter sido responsável por alguns problemas mentais de que ele viria a sofrer…
Desde muito cedo Fish tornou-se um grande apreciador da dor e toda a sua vida foi passada a tentar satisfazer as suas necessidades. A sua mente era tão perversa que é difícil arranjar as palavras certas para o descrever. Tal como os outros assassinos, ele parecia ser o avô perfeito que não fazia mal a ninguém, mas era na realidade um terrível predador…
Os especialistas acreditam que Fish não revelou a maior parte dos seus crimes, ele foi condenado pela morte da pequena Grace Budd, um caso que chocou os Estados Unidos e teve contornos canibalescos. Posteriormente confessou ter assassinado mais 3 pessoas e atacado outras duas. Na realidade terão sido muitos mais, só as violações poderão ascender a centena…
Albert Hamilton Fish foi julgado pelo rapto e assassinato de Grace Budd e condenado à cadeira eléctrica. Na altura da sua morte ninguém conseguiu compreender o que se passava naquela mente, mas uma carta macabra enviada à família da pequena Grace revelou que ele estava melhor morto do que vivo…


10º- Ted Bundy

Ted Bundy
Acabamos esta lista com um assassino em série dos Estados Unidos que é diferente de todos os outros assassinos desta lista, Ted Bundy. Ele foi responsável pela morte de mais de 30 mulheres e é ainda hoje considerado um dos mais perigosos serials killers de todos os tempos, principalmente porque as suas vitimas eram apanhadas de surpresa e não desconfiavam de nada até ao último momento…
Ted não era o típico serial killer, completamente integrado na sociedade, um homem comunicativo e considerado pelas mulheres muito charmoso. Ele era a personificação do indivíduo com estilo, formado em psicologia, com algum sucesso entre as mulheres, Bundy não parecia ser nada ameaçador. A realidade por detrás da imagem que ele criou era no entanto bem diferente…
Ted Bundy também tinha uma raiva profunda às mulheres, a sua adolescência foi conturbada e ele não sabia relacionar-se com as pessoas. O estudo de psicologia é que lhe terá ajudado a construir a imagem ideal para camuflar a sua verdadeira natureza. Os crimes desencadearam uma grande investigação, mas durante muito tempo a polícia andou perdida até que finalmente ele foi preso numa operação stop e ligado a um rapto pelo qual apanhou uma pena de 15 anos…
Depois de ser detido e condenado ele conseguiu fugir duas vezes da prisão e na segunda deu continuidade aos crimes naquele que ficou conhecido como o massacre “Chi Omega” no qual ele invadiu a casa de um conjunto jovens estudantes universitárias, matando duas e depois ferindo outras duas em zonas adjacentes. Bundy foi novamente detido, julgado por estes crimes e condenado à cadeira eléctrica…
No final ele acabou por confessar a autoria de mais de 30 crimes e por ironia do destino, foi uma mulher quem ligou a chave da cadeira eléctrica que acabou com a sua vida…
Aqui ficam, 10 criminosos, 10 histórias assustadoras mas que devem ser conhecidas. As aparências definitivamente iludem, portanto tenha cuidado, nesta sociedade por vezes é difícil prevermos o que nos espera…

www.dementia.pt

Os homofóbicos da S. Caetano - Lembro a algum leitor mais desmemoriado, que a alimária da foto se chama Hugo Soares, é líder da JSD e afirmou há tempos, na Universidade de Verão dos laranjinhas, que os pais e avós são um estorvo e uma despesa.

Os homofóbicos da S. Caetano



Lembro a algum leitor mais desmemoriado, que a alimária da foto se chama Hugo Soares, é líder da JSD e afirmou há tempos, na Universidade de Verão dos laranjinhas, que os pais e avós são um estorvo e uma despesa.
Chamo este tema à colação, porque Hugo Soares parece ter evoluído um bocadinho nos últimos tempos. Perante a indignação dos deputados laranja, na sequência da proposta apresentada pelo PS para a criação do Dia Nacional contra a Homofobia, o Hugo foi mais moderado do que lhe é habitual. Considerou que “todos os projectos que tenham como objectivo combater a discriminação são bem vistos por todas as bancadas”. À primeira leitura, até me pareceu uma resposta acertada, mas depois fui ler a notícia em jornal mais credível e verifiquei que o Hugo também disse que “ tem de se avaliar se tem de haver algum critério na criação de dias nacionais”. 
Ora aqui é que a porca torce o rabo! Se bem me lembro, foi o PSD que apresentou a proposta de criação do Dia do Cão! Se esse dia é mais importante, para o PSD, do que o Dia Internacional contra a Homofobia, parece-me legítimo concluir que na S. Caetano os animais são muito mais importantes  do que os homossexuais. 
Compreende-se que um partido liderado por um coelho queira defender os  direitos dos animais, mas considerá-los mais importantes do que os seres humanos parece-me manifestamente exagerado.
Esta confissão homofóbica do líder da JSD foi, aliás, apoiada por outro ex-lider dos laranja sub-35. Duarte Marques, o homem que não teve dúvidas em afirmar que o combate ao desemprego é uma  questão de fé, reagiu à proposta do PS com esta frase lapidar:
“Só um louco é que pode achar que este tema é uma prioridade. Quando se está a discutir o OE,  a prioridade ( de António Costa) é criar um dia contra a Homofobia?”
Não vale a pena perder tempo com a falta de seriedade desta resposta. Misturar alhos com bugalhos sempre foi próprio da JSD. Presumo mesmo que na Universidade de Verão haja uma disciplina  sobre essa temática, tal é a profusão de líderes da agremiação das laranjas que recorrem à técnica do discurso mixordeiro, para confundir a opinião pública.
O que importa agora salientar é a aversão do PSD a discutir, durante meia hora, a criação do Dia Nacional Contra a Homofobia, que coincidiria com o Dia Internacional Contra a Homofobia.
Só encontro duas explicações. Ou estes jotinhas têm medo ( e vergonha) de reavivar aventuras homossexuais vividas na adolescência, para não manchar a sua reputação,ou foram educados nesta Escola de Virtudes dos Macho Man.


cronicasdorochedo.blogspot.pt

CARTOON - EDUCAÇÃO


SÃO 148 IMAGENS (FOTOS) DE CASAMENTOS DIVERTIDAS QUE O DESENVOLTURAS & DESACATOS REUNIU PARA QUE VOCÊ SE DIVIRTA