AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 4 de julho de 2014

PRÉMIOS DE JOGADORES PARA A PALESTINA - Copa do Mundo: Jogadores da Argélia dão uma lição aos mercenários do futebol!

Copa do Mundo: Jogadores da Argélia dão uma lição aos mercenários do futebol!


Giuliano Gomes / Gazeta do Povo / Islam Slimani comemora o gol marcado em Curitiba contra a Rússia. Argélia doou toda a premiação para população palestinaIslam Slimani comemora o gol marcado em Curitiba contra a Rússia. Argélia doou toda a premiação para população palestina
Oitavas

Argelinos doam premiação da Copa à população palestina de Gaza

Seleção eliminada nas oitavas de final repassou um total de R$ 19 milhões

A seleção da Argélia doou toda sua premiação da Copa do Mundo aos palestinos de Gaza. Um total de 9 milhões de euros (equivalente a R$ 19 milhões) foi repassado pelos atletas de dirigentes segundo o portal IG e o jornal Daily Mail.
"Eles precisam mais disso do que nós", afirmou o atacante Islam Slimaniao portal norte-americano DieHard Sports. Slimani foi o autor do gol na Arena da Baixada que classificou a Argélia para a inédita oitava de final no empate contra a Rússia.

O atacante do Sporting de Portugal esteve com a delegação que foi recebida com festa na capital do país após a campanha história.

Engajamento não é novidade
Se a ajuda aos palestinos, que enfrentam crise humanitária na guerra contra os israelenses surpreendeu o mundo, o engajamento político e humanitário do futebol argelino não é novidade.
Durante a Guerra da Independência da Argélia, entre 1954 e 1962, quando o país lutou para se libertar da ocupação francesa, vários jogadores de origem argelina renunciaram à seleção da França, fugiram para a Tunísia, formando a base da primeira seleção argelina. A mensagem deles era que a Argélia não era parte da França.
Esta equipe, reforçada com outros jogadores locais, fez amistosos divulgando a causa da independência da Argélia, conquistada de fato em 5 de julho de 1962, após aceitação da França e referendo entre os argelinos.
Noticia retirada daqui 

Nota do Olhão Livre: Esta atitude dos jogadores da selecção da Argélia,   é uma pedrada no charco, dos mercenários que existem no futebol profissional,que só sabem olhar para o seu umbigo, para os seus novos penteados a cada jogo que passa, e para as suas tatuagens!


olhaolivre.blogspot.pt