AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


segunda-feira, 3 de março de 2014

CEREJEIRAS DO JAPÃO - FOTOGALERIA E UM POUCO DE HISTÓRIA RELACIONADA COM ESTAS ÁRVORES E A SUA FLOR

Cerejeiras em flor anunciam a nova estação

06kawaduzakura_huzi3



ATENÇÃO NAS FOTOS GRANDES PODE CLIKAR PARA REDUZIR IMAGEM E VER EM PORMENOR


A estação japonesa das cerejeiras é um dos espetáculos mais belos da natureza. O desabrochar de belíssimos tapetes de flores brancas e rosadas, que transformam os campos e jardins da mais plástica das nações do Oriente, pode servir de inspiração para os escritores. No entanto, nada de paisagens bucólicas. Os romancistas japoneses podem surpreender com narrativas que vão longe da obviedade – e não é de hoje.
O Japão tem uma posição geográfica que dá origem a estações do ano bem definidas e, diferente do Brasil, cada estação tem suas características próprias. As flores de cerejeira ou o “sakura”, como se é dito em japonês, marcam o fim do inverno no Japão e o começo da primavera. Florescem primeiro em regiões mais quentes, ao sul de Kyushu, no início de março e em abril começa a temporada em Tokyo, chegando a Hokkaido no mês de maio. Esse fenômeno dura cerca de dois meses e é chamado de Sakura Zansen, que significa literalmente “linha de frente das cerejeiras”. Como se fosse um efeito de uma onda, muitos apreciadores fazem roteiros turísticos acompanhando a transformação da paisagem.

Sakura

2376550640_491d727c32
foto 34
foto 33
foto 38
A flor de cerejeira (sakura) é a flor nacional extra-oficial do Japão. Ela é celebrada por muitos séculos e ocupa uma posição muito importante na cultura japonesa. Existem várias dúzias de diferentes espécies de cerejeiras no Japão, e a maioria atinge seu esplendor no final de março ao começo de abril.

Simbolismo

IMG_3483
No Japão, a sakura também simboliza as nuvens uma vez que desabrocham em massa, além de representarem duradouras metáforas da natureza efêmera da vida, um aspecto da tradição cultural japonesa associado à influência budista, e que é tem no conceito o ‘mono no aware’ (saudade da beleza que passa). A associação da sakura com ‘mono no aware” remonta ao estudioso do século XVIII Motoori Norinaga. A transição das flores, sua extrema beleza e rápida morte foi sempre associada com a mortalidade; por esta razão, sakura tem um rico simbolismo, e são bastante usadas na Arte japonesamangá¹, anime², e filmes, assim como durante apresentações musicais. A banda Kagrra, que é associada com o movimento visual kei³, é um exemplo desse último fenômeno. Há pelo menos uma canção popular, originalmente feita para tocar com shakuhachi (flauta de bambu), intitulada “Sakura”, e várias canções j-pop. A flor é também representada em todo tipo de produtos no Japão, inclusive kimonos, materiais de papelaria, e peças para cozinha e mesa.
A sakura é um amuleto de boa sorte e é também um emblema de amor, afeição e representa a primavera.
Durante a Segunda Guerra Mundial, a sakura foi usada para motivar o povo japonês, a acender o espírito nacionalista e militarista na população. Pilotos japoneses pintavam-nas nas laterais dos seus aviões antes de embarcar numa missão suicida, ou chegavam a levar ramos da árvore consigo. Uma sakura pintada na lateral de um bombardeiro simbolizava a intensidade e a efemeridade da vida; desta forma, a associação estética foi alterada de tal modo que a queda das pétalas de sakura veio a representar o sacrifício dos jovens em missões suicidas para honrar o imperador. O governo chegou a encorajar o povo a acreditar que as almas dos guerreiros abatidos eram reencarnadas nas flores.
Nas suas empreitadas coloniais, o Japão imperial frequentemente plantava cerejeiras como forma de “reclamar aquele espaço como território japonês”.

¹-mangá é a palavra usada para designar as histórias em quadrinhos feitas no estilo japonês. No Japão, o termo designa quaisquer histórias em quadrinhos.
²-anime (animê) é qualquer animação produzida no Japão.200
³-Visual kei ou visual j-rock, é um movimento musical que surgiu no Japão na década de 1980

A lenda

Diz à lenda que SAKURA vem da princesa KONOHANA SAKUYA HIME que teria caído do céu nas proximidades do Monte Fuji e teria se transformado nesta bela flor. Acredita-se, também, que tem sua origem na cultura de arroz. A parte KURA significa depósito onde se guardava arroz, alimento básico dos japoneses considerado dádiva divina.
A flor de cerejeira tem um significado especial: é conhecida como a flor da felicidade.