AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Veja como alguns países celebram o Natal Já listamos aqui algumas curiosidades sobre o Natal , e algumas dicas de presentes bons e presentes ruins , porém as curiosidades não acabam ! Você sabe como os outros países celebram o Natal? Não? Na maioria dos países o Natal é a época de agradecer, estar com a família , época prospera, porém cada pais apresenta sua cultura e tradição de fazer cada festividade, vamos dar um viagem pelo mundo e conhecer cada tradição !

Veja como alguns países celebram o Natal


Já listamos aqui algumas curiosidades sobre o Natal , e algumas dicas de presentes bons e presentes ruins , porém as curiosidades não acabam ! Você sabe como os outros países celebram o Natal? Não? Na maioria dos países o Natal é a época de agradecer, estar com a família , época prospera, porém cada pais apresenta sua cultura e tradição de fazer cada festividade, vamos dar um viagem pelo mundo e conhecer cada tradição !




China

Na China o Natal só não é feriado nacional,porem é comemorado nas principais cidades do pais.
 Em Pequim, por exemplo, enquanto há decorações natalinas espalhadas pela cidade, as pessoas enfeitam suas casas e reúnem a família e os amigos para um jantar especial. Nos últimos anos, a Missa do Galo também virou uma tradição de Natal na capital chinesa, especialmente na Catedral de St. Joseph 's ("Dong Tang”) e na Igreja de Xishiku.

 Israel

Como há uma divisão religiosa entre os povos, a é maioria ortodoxa ( celebra o Natal em janeiro), Jerusalém tem poucas referências à data natalina. Das festividades que existem, a maioria está na Cidade Velha; bairro que concentra mais de 40 igrejas e mosteiros. Para ter uma experiência de Natal autêntica, o viajante deve ir a Belém, na Cisjordânia e participar dos concertos, missas e celebrações na Praça da Manjedoura. É ali que fica a famosa Basílica da Natividade, construída há quase dois mil anos e onde, acredita-se, havia a gruta em que Jesus nasceu.


México

No México, assim como em alguns países latino-americanos, o Natal é comemorado nove dias antes do dia 25 de dezembro. Do dia 16 ao dia 24, portanto, são celebradas as “posadas”; que recriam a história de Maria e José em busca de um lugar para ficar em Belém, antes do nascimento de Jesus. A procissão segue caminho até uma casa particular (uma diferente a cada noite), onde uma música especial é cantada pelos participantes. Quem está de fora, canta a parte em que José pede abrigo, enquanto a família que está dentro de casa canta a outra que diz que não há espaço para eles. A música muda algumas vezes até que, enfim, alguém decide deixá-los entrar.

No Natal mexicano, outra tradição é a entrega de presentes só no dia 6 de janeiro, quando é celebrado o Dia de Reis. Na ocasião, é servida a tradicional 'Rosca de Reyes', onde há escondido um boneco do menino Jesus. Quem encontra, deve compartilhar tamales (prato típico mexicano) com familiares e amigos na Festa da Candelária, no dia 2 de fevereiro.

 Polônia

Na Polônia, a véspera de Natal é muitas vezes celebrada como o início do ano novo. Na ocasião, os poloneses quebram um oplatek – uma espécie de hóstia natalina – e repartem com todos da casa, desejando saúde, felicidade e alegria para o próximo ano. Na ceia, uma das tradições é servir 12 pratos diferentes, representando cada apóstolo de Cristo. A lista de receitas é imensa e varia de família para família, mas pierogis recheados, peixes e vegetais não podem faltar à mesa.

 Índia

Em relação a outras festas religiosas, o Natal não é uma data muito celebrada na Índia, visto que apenas cerca de 2,5% da população é cristã. No entanto, em Mumbai e no sul do país – especialmente em Goa e Kerala –, as festividades natalinas são bastante populares. O feriado é comemorado com fogos de artifício e, no lugar de pinheiros, os indianos enfeitam mangueiras ou bananeiras com pequenas pedras, bonecas e guirlandas feitas com folhas de palmeira. Também é comum ver lanternas de papel em formato de estrela penduradas nas casas, assim como presépios nas janelas. O prato tradicional servido na ceia de Natal é o vindaloo de porco - receita de origem portuguesa com carne de porco - e os vizinhos muitas vezes trocam doces caseiros fritos, como kulkuls e gujiyas.

 Noruega

Os noruegueses começam a preparar suas casas para o Natal desde meados de novembro, com muitos enfeites coloridos, luzes, estrelas e velas artificiais penduradas nas janelas. Como eles não esperam a meia-noite para celebrar a data natalina, a ceia é servida durante todo o dia 24 de dezembro. Entre as delícias tradicionais preparadas, estão o pinnekjøtt - prato feito com costelas de cordeiro ou carneiro -, o ribbe, a costela crocante de porco e o risengrynsgrøt, uma espécie de arroz doce. Uma curiosidade é que, segundo a tradição, cada família tem que fazer sete tipos diferentes de biscoitos de Natal, como os de gengibre e pimenta.

 Filipinas

Com 80% da população de cristãos, as Filipinas têm uma das maiores celebrações natalinas do continente asiático. Como é o principal feriado do ano, a população começa a se preparar muito cedo, com músicas de Natal sendo ouvidas nas ruas desde setembro. Entre os dias 16 e 24 de dezembro são realizadas nove missas – uma a cada noite – conhecidas como “Simbang Gabi”. Segundo a crença, quem participa de todas terá um desejo concedido no próximo ano. Já na véspera, os filipinos se reúnem e comem alimentos tradicionais, como lumpiang Sariwa, um rolinho primavera, além de um delicioso bolo de carne recheado com salsicha, picles, queijo e ovo.

 Egito

No Egito, cerca de 15% da população é cristã, sendo a maioria da Igreja Ortodoxa. Dessa forma, o Natal é comemorado no dia 7 de janeiro. No período do Advento – entre 25 de novembro e 6 de janeiro – é comum ver pessoas praticando o “The Holy Nativity Fast”; um jejum em que não se pode comer nada de origem animal, incluindo leite e ovos. Na véspera de Natal, os egípcios se reúnem nas igrejas com amigos e familiares para participar de liturgias e cerimônias especiais. Quando termina, as pessoas vão para suas casas comer a grande ceia de Natal, já com alimentos feitos com carne, ovos e manteiga.

www.interamais.com.br

a borboleta


AMITYVILLE - QUEM NÃO OUVIU JÁ FALAR DESTA CASA E DOS CRIMES HORROROSOS QUE NELA SE COMETERAM ! - Amityville A verdadeira história de horror. Avenida Ocean, número 112. Este é o endereço de uma das casas mais famosas da história do gênero terror: A casa em Amityville. A lenda da casa se propagou graças ao cinema também, onde já foram feitos um bom número de filmes sobre esta misteriosa residência. Dizem que sempre por trás de uma assombração, há uma explicação escondida no passado. O que você vai ver neste texto é justamente a história por trás da casa.

Amityville

A verdadeira história de horror.

Avenida Ocean, número 112. Este é o endereço de uma das casas mais famosas da história do gênero terror: A casa em Amityville.
A lenda da casa se propagou graças ao cinema também, onde já foram feitos um bom número de filmes sobre esta misteriosa residência.
Dizem que sempre por trás de uma assombração, há uma explicação escondida no passado. O que você vai ver neste texto é justamente a história por trás da casa.
A casa número 112 da Avenida Ocean era um moradia como outra qualquer, até que no dia 13 de Novembro de 1974 um dos crimes mais hediondos da história ocorreu nesse local, transformando-o em um sinônimo de mistérios e assombrações.
Em 1965 a família Defoe comprou uma bela e grande casa na Avenida Ocean, onde tinham a esperança de viverem bem e confortavelmente por muito tempo, infelizmente a alegria dessa família não durou, pois mal sabiam que um assassino morava junto com eles.
Foto dos cincos irmãos
Ronald “Butch” Júnior era o mais velho de cinco irmãos e também o mais problemático, pois tinha envolvimento com drogas e às vezes cometia pequenos furtos para sustentar seu vício. Por esse mau comportamento, as brigas entre ele e seu pai (Sr. Ronald DeFeo) eram comuns.
Contudo, no dia 13 de Novembro de 74, Ronald, por um motivo desconhecido, resolveu matar todos os membros de sua família. Ele pegou uma carabina e atirou duas vezes contra seus pais. Logo em seguida foi ao quarto de cada um dos seus irmãos e disparou contra eles também. Para finalizar assassinou as outras duas irmãs. Tudo isso foi feito enquanto todos dormiam e por algum motivo estranho ninguém acordou com os disparos. Outro fato interessante é que todos forram colocados de bruços antes de serem atingidos.
Ronald e seu pai
Sabendo que acabaria na cadeia, Ronald pediu ajuda a seus amigos para que mentissem em seu favor de modo a criar um álibi. Mas a arma do crime e outras coisas que o culpavam pelo ato foram encontradas e ele acabou indo a julgamento, onde confessou os crimes: “Começou tudo muito rápido. Assim que comecei, não consegui parar. Foi tudo muito rápido”.
Um dos corpos sendo retirado da casa
Ronald ainda declarou: “Eu não matei a minha família, eles iam me matar. O que eu fiz foi em autodefesa e não há nada de errado com isso. Quando tenho uma arma na mão, não há dúvida nenhuma sobre quem eu sou. Eu sou Deus.”  Ronald “Butch” Júnior foi a julgamento, onde acabou confessando seus crimes e alegando autodefesa, porém mesmo assim acabou sendo condenado a mais de 100 anos de prisão.
Ronald sendo preso
Mesmo com o crime resolvido, algumas questões ainda ficaram em aberto, pois suspeita-se que a irmã mais velha de Ronald, Dawn, tenha ajudado a matar seus familiares, para que os dois ficassem com o dinheiro da família, pois segundo relatos os dois praticavam incesto.
Essa suspeita surgiu quando foi encontrado um rastro de pólvora nas roupas dela. Isso faz com que o crime tenha sido planejado. Nesse caso é um mistério seu irmão tê-la matado. Acredita-se que o assassinado de Dawn fora motivado pelo egoísmo de seu irmão mais velho, pois assim ele ficaria com todo o dinheiro e ainda se livraria de uma testemunha.
Uma questão relevante é o porquê que seus irmãos não fugiram, após os primeiros disparos que vitimaram seus pais. Existem várias teorias sobre isso, no entanto a mais provável é que as crianças tenham sido forçadas a ficarem deitadas, assim Ronald conseguiu matar todos em suas camas, como se eles estivessem dormindo na hora que morreram.
A arma do crime
Um mistério muito grande envolvendo esse crime é que os vizinhos não foram capazes de ouvir nenhum disparo, algo que é estranho, pois a carabina que foi utilizada era extremamente barulhenta e a casa dos vizinhos era próxima. A possibilidade de algum tipo de silenciador ter sido usado também foi descartada pelas investigações. Essa é uma grande questão em aberto, pois mais de 10 tiros foram disparados e os vizinhos disseram no depoimento estarem em casa, dessa maneira eles deveriam ter ouvido algum dos tiros, mas por alguma razão inexplicável eles não ouviram…
Parece que a casa número 112 da Avenida Ocean não era um local dos mais acolhedores, porém depois dos crimes a residência se tornou ainda pior.
Apesar do crime, a casa foi vendida logo após o acontecido, em dezembro de 1975, para a família Lutz, que era composta por George e Kathleen, além de seus três filhos.
Os Lutz diziam não estarem incomodados com o que ocorreu na casa, mas logo que começaram a viver lá levaram um padre para benzer a residência. Durante a benção, o padre afirma ter ouvido uma voz, que dizia para irem embora, porém ele não relatou isso a família inicialmente, apenas recomendou que eles não usassem o quarto onde o fenômeno havia ocorrido.
Mesmo com a benção, a família não conseguiu viver e abandonou a residência apenas 28 dias após terem entrado nela, pois muitas coisas estranhas atormentavam a todos, como gritos, som de tiros e aparições de fantasmas.
Sem uma família vivendo no local, vários caça fantasmas iniciaram suas investigações no local e diversos fenômenos sobrenaturais foram documentados na casa. O acontecimento mais famoso foi registrado em foto, onde se pode ver claramente uma criança espiando o fotógrafo de um dos quartos, foto esta que você vai ver no fim do texto se tiver coragem.
Após tudo isso, a casa ficou muito famosa e diversas pessoas iam até lá para visita-la. Dessa maneira ela teve que passar por reformas para perder a aparência que todos conheciam. Hoje a fachada está bem diferente do que era na época do crime.
Antes e depois
Todos os mistérios que envolvem esse crime jamais forão respondidos, só se sabe que algo realmente bizarro aconteceu nessa casa estranha e isso a deixou ainda mais esquisita do que era, tornando-a um dos lugares mais misteriosos do mundo.
viuaki.com.br

MAIS UMA FOTOGALERIA ESPECIAL NO DESENVOLTURAS & DESACATOS - As 30 imagens aéreas mais incríveis que você já viu


1- Central Park, Nova York 

imagens-aereas-incriveis-1

2- Barcelona 

imagens-aereas-incriveis-2

3- Cidade do México 

imagens-aereas-incriveis-3

4- Labirinto Longleat, Inglaterra 

imagens-aereas-incriveis-4

5- Veneza 

imagens-aereas-incriveis-5

6- Amsterd ã

imagens-aereas-incriveis-6

7- Cataratas do Niágara, EUA 

imagens-aereas-incriveis-7

8- Chicago 

imagens-aereas-incriveis-8

9- Berna, Suíça 

imagens-aereas-incriveis-9

10- Manguezais em Nova Caledónia 

imagens-aereas-incriveis-10

11- Campos de tulipas na Holanda 

imagens-aereas-incriveis-11

12- Dubai e seus desenhos que só podem ser decifrados dessa forma 

imagens-aereas-incriveis-12

13- Dubrovnik 

imagens-aereas-incriveis-13

14- Deserto do Namibe, Namíbia 

imagens-aereas-incriveis-14

15- Pirâmides do Egito 

imagens-aereas-incriveis-15

16- Meskendir Valley, Turquia 

Cappadocia Aerial Meskendir Valley

17- Xangai 

imagens-aereas-incriveis-17

18- Arco do Triunfo, Paris 

imagens-aereas-incriveis-18

19- Cidade do Cabo 

imagens-aereas-incriveis-19

20- Moscou 

imagens-aereas-incriveis-20

21- Atenas 

imagens-aereas-incriveis-21

22- Vancouver 

imagens-aereas-incriveis-22

23- Malé, Maldives 

imagens-aereas-incriveis-23

24- Seattle 

Emerald City from Above

25- Cidade do Vaticano 

imagens-aereas-incriveis-25

26- Bac Son Valley, Vietn ã

imagens-aereas-incriveis-26

27- Marina Bay, Dubai 

imagens-aereas-incriveis-27

28- Campos de Arroz, China 

imagens-aereas-incriveis-28

29- Lago em Pomerânia, Polônia 

imagens-aereas-incriveis-29

30- Rio de Janeiro 

imagens-aereas-incriveis-30
www.uphumor.com.br

Li Ching-Yuen: o homem que viveu 250 anos LI ing-Yuen foi um chinês que mantinha hábitos saudáveis como o vegetarianismo, a meditação e a caridade. Quando questionado a respeito dos seus segredos de longevidade, ele costumava dizer que tinha sempre uma mente tranquila, sentava-se como se fosse uma tartaruga, andava alegre como um pombo e dormia como um cachorro.

Li Ching-Yuen: o homem que viveu 250 anos

Outros hábitos de Ching-Yuen incluíam uma dieta vegetariana um consumo reduzido de álcool e horários certos para comer e dormir, além do consumo de muito chá. Ching-Yuen costumava meditar também, em posição de lótus, de olhos fechados, por horas.
Esse homem, que aparentemente nasceu em 1678 e morreu em 1928, tem poucos registros históricos, mas uma pequena biografia, publicada em um livro sobre longevidade, afirma que ele nasceu na província de Szechuan, tornou-se membro do exército aos 71 anos e foi casado 14 vezes. Durante seus 250 anos de vida, ele aprendeu muito sobre plantas e tratamentos fitoterápicos.
Homem
Essa foto foi tirada antes de Li Ching-Yuen morrrer (Foto: Divulgação)
Ching-Yuen foi uma pessoa bastante solidária, que doava os próprios bens a quem tinha mais necessidade. Por causa disso e de seu temperamento sempre lúcido, era considerado uma pessoa agradável, cuja companhia fazia bem a todos. Sobre o chá que consumia, cientistas depois descobriram que se trata de uma planta conhecida como Goji, que contém uma vitamina diferente, chamada de X.
Essa vitamina, ao que tudo indica, tem propriedades medicinais fortes e muito positivas, como a inibição do acúmulo de gordura no organismo, a renovação de células do fígado e o controle dos níveis de glicose e colesterol no sangue. Além disso, essa substância faz bem às células cerebrais e remove toxinas presentes no organismo.
De acordo com estudiosos chineses, todas essas informações são verdadeiras e dão suporte à esperança de que, um dia, todos viverão por pelo menos 200 anos.
www.nerdcurioso.com.br

Como se detectavam aviões antes da invenção do radar? radar1 Você já parou pra pensar como os soldados faziam antes da invenção do radar? Alguma coisa tinha que ser feita, senão os efeitos de um bombardeio seriam muito mais trágicos do que geralmente são.

Como se detectavam aviões antes da invenção do radar?


radar1
Você já parou pra pensar como os soldados faziam antes da invenção do radar? Alguma coisa tinha que ser feita, senão os efeitos de um bombardeio seriam muito mais trágicos do que geralmente são.
O radar, do inglês Radio Detection And Ranging (Detecção e Telemetria pelo Rádio), como vocês sabem, é um dispositivo que permite detectar objetos a longas distâncias. Ondas eletromagnéticas são refletidas por objetos distantes. A detecção das ondas refletidas permite determinar a localização do objeto.
O primeiro radar foi construído em 1904, por Christian Hülsmeyer na Alemanha. Naquela época não houve utilidade prática para o dispositivo, de baixa precisão, construção difícil e sistema de detecção de eco ineficiente.
Em 1934, Pierre David, revisando a teoria eletromagnética, encontrou o estudo realizado pelo alemão e iniciou, então, experiências para o desenvolvimento de um sistema de detecção por ondas de rádio de alta frequência, eficiente para a localização de aviões. Simultaneamente, Henri Gutton e Maurice Ponte conseguiram criar um dispositivo de detecção que funcionou com grande precisão.
Em 1935, foi instalado o primeiro sistema de Radiotelemetria no navio Normandie com o objetivo de localizar e prevenir a aproximação de obstáculos. No início da Segunda Guerra Mundial (1939), Watson Watt melhorou e desenvolveu novas tecnologias, utilizando o sistema de telemetria fixa e rotatória.


Os radares foram muito importantes na previsão de ataques inimigos, pois os ingleses sabiam com precisão a distância, velocidade e direção do ataque, tendo tempo de dar o alarme para a população se proteger, diminuindo imensamente as baixas civis, apesar do bombardeio constante efetuado pelos alemães.
Mas vamos voltar a era pré-radares. Vejam as imagens abaixo e imagine como era difícil ficar “ouvindo” os céus em busca de algum som que identificasse a aproximação de aviões.
radar2
radar3


radar4
radar11
radar10
radar9
radar8
radar7
radar6


 http://www.nerdices.com.br/wordpress