AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

ESTADO ALDRABÃO ARRECADA MILHÕES COM A FOME

Cáritas Portuguesa "Estado arrecadou milhões com campanha do Banco Alimentar"
Num fim-de-semana solidário, com os portugueses a doarem 2.800 toneladas de comida, o presidente da Cáritas Portuguesa, Eugénio Fonseca, afirmou à SIC Notícias que o Estado “arrecadou vários milhões de euros com campanha do Banco Alimentar” realizada nos últimos dias.
PAÍS
Estado arrecadou milhões com campanha do Banco Alimentar
DR
O presidente da Cáritas Portuguesa, Eugénio Fonseca, revelou à SIC Notícias que “neste fim-de-semana [de campanha do Banco Alimentar] entraram nos cofres das finanças bastantes milhões de euros”.

As críticas de Eugénio Fonseca foram mais longe: “Interessante seria se o Estado fosse capaz de renunciar a este IVA e possibilitar que as pessoas ainda dessem mais”, já que com essa atitude, sublinha, “acrescentávamos a estas toneladas mais 23%”.
“O Estado também devia ser solidário, que é preciso não esquecer que destas ajudas, destas toneladas imensas, o Estado arrecada em IVA uma percentagem desta solidariedade”, frisou o responsável pela organização.

O representante da associação disse ainda que deveria ser o Estado a dar “sinais” de solidariedade.
No último fim-de-semana os portugueses doaram 2.800 toneladas de alimentos.

INCLÚI VÍDEO - Não é vidro. É ilusão de ótica. A capela semi-transparente da cidade belga de Borgloon foi construída em 2011. O projeto é dos arquitetos Pieterjan Gijs e Arnout Van Vaerenbergh. A dupla assina outros projetos arquitetônicos e é mais conhecida como Gijs Van Vaerenbergh.

A Capela Transparente e Vazia de Borgloon, Bélgica

Não é vidro. É ilusão de ótica. A capela semi-transparente da cidade belga de Borgloon foi construída em 2011. O projeto é dos arquitetos Pieterjan Gijs e Arnout Van Vaerenbergh. A dupla assina outros projetos arquitetônicos e é mais conhecida como Gijs Van Vaerenbergh.
O efeito de transparência é resultado das duas mil placas horizontais, construídas com 30 toneladas de aço. As placas transformam o conceito de uma capela tradicional em uma peça de arte transparente, sobretudo em combinação com a luz solar.
O projeto se chama Reading between the Lines. À medida que você vai mudando de posição ao contemplar a capela a impressão é de que ela se dissolve no plano de fundo. E esse é o único propósito do projeto. Como a capela não possui função objetiva e tão pouco é utilizada para sua finalidade original, o projeto é apenas uma experiência visual. A realização foi feita originalmente para fazer parte do projeto Art in Public Space, do Z33, museu de arte contemporânea da cidade de Hasselt.
Na Bélgica, a cada ano que passa menos pessoas têm frequentado as missas. Uma igreja vazia sendo construída em épocas assim faz com que o projeto seja um reflexo da sociedade belga atual. Não sabemos se os idealizadores pensaram dessa forma. Mas é uma boa analogia.
01_Gijs-Van-Vaerenbergh_©Z33-Kristof-Vrancken
Foto: Kristof Vrancken / Z33
02_Gijs-Van-Vaerenbergh_©Z33-Kristof-Vrancken
Foto: Kristof Vrancken / Z33
03_Gijs-Van-Vaerenbergh_©Z33-Kristof-Vrancken
Foto: Kristof Vrancken / Z33
04_Gijs-Van-Vaerenbergh_©Z33-Kristof-Vrancken
Foto: Kristof Vrancken / Z33
05_Gijs-Van-Vaerenbergh_©Z33-Kristof-Vrancken
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Mine Dalemans
Foto: Mine Dalemans
Mine Dalemans
Foto: Mine Dalemans
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
Foto: Kristof Vrancken / Z33
www.laparola.com.br