AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quinta-feira, 11 de abril de 2013

RESPIRE FUNDO ! DESLUMBRE-SE ! - Quando as imagens vão além da nossa imaginação! Muitas dessas fotos se encaixariam na série "O Mundo Natural". Todavia eu resolvi estampá-las num post em separado tendo em vista que a grande maioria são obras de fotógrafos profissionais e estão sob crédito das plataformas de fotografia da WEB. Pelas mãos dos homens ou pela própria natureza, são imagens marcantes, fantásticas, que algumas vezes nos deixam até sem fôlego. Curtam as fotos.


Quando as imagens vão além da nossa imaginação!

Muitas dessas fotos se encaixariam na série "O Mundo Natural". Todavia eu resolvi estampá-las num post em separado tendo em vista que a grande maioria são obras de fotógrafos profissionais e estão sob crédito das plataformas de fotografia da WEB. Pelas mãos dos homens ou pela própria natureza, são imagens marcantes, fantásticas, que algumas vezes nos deixam até sem fôlego. Curtam as fotos. 
A Árvore do Dragão. Um bordo japonês num dos jardins temáticos espalhados pelo mundo.



A tempestade chega na Costa do Pacífico

A Igreja de La Mercedes, em Antígua

Andando pelas estradas do interior da Holanda

As casas de grama nas Ilhas Faroe

Cavernas azuis, ilha de Zakynthos, na Grécia

Rio Big Carp, Montanhas Porcupine, Michigan, EUA

Castelo Dunnottar, Escócia

Amanhecer gelado na Torre Laguna, na Patagônia Argentina

Healy Pass Banff National Park, Canada

Fiorde Geirangerfjord, Noruega

Ilhas Caron, nas Filipinas

Cantão de Dielsdorf, Zurique, Suíça

Flores nos campos da Islândia

Lago de Bled, Eslovênia


Monte Pinatubo, em Zambales, nas Filipinas

Lake Tekapo, Nova Zelândia

Na costa de Portugal

Monticchiello, Região da Toscana, Itália

Vales no Alasca

Vale do Mu Cang Chai, Norte do Vietnã

Os Alpes Suiços no verão

Lago Banff , Alberta, Canadá

Igreja de St. Johann, Vale Ranui Villnoss, Itália

O Templo das Árvores, no Cambodja

Tongass, Floresta Nacional do Alasca EUA

El Tardon, Sevilla, Espanha


Um desfiladeiro no Oregon, EUA

Uma caverna de gelo no Alasca

Um dos Templos Hindus em Rajasthan, India

Uma vila em Wu Town, Zhejiang, China

Vale do Vestur-Skaftafellssysla, Islândia

No interior de uma floresta na Holanda

Um lago em Queensland, Austrália

Tempo de inverno em Shirakawa, Japão

Post(s) à beira-mar

Guilherme Antunes.
COREANOS (do norte) PROVOCADORES

Perante o bombardeamento diário e ininterrupto da preparação de mais uma invasão “democrática” do império, importa voltar a tentar esclarecer a arraia-miúda global, da nobre e evangelizadora missão que o divino concedeu aos EUA.

Como se pode ver na imagem, as bases norte-americanas posicionadas em território do sul da Coreia mais não querem do que a prevenção da guerra. A mais não aspiram, senão à manutenção da paz (seja ela qual for). A mais não ousam do que manter o estado de alerta sobre o vizinho comunista e endemoínhado.

Num pequeno país que ocuparam há 60 anos até hoje, de modo filantrópico têm os EUA procurado dar as indicações necessárias à Coreia do Norte, sobre as melhores condições de comportamento democrático e de respeitabilidade sobre os valores ocidentais, cristãos e capitalistas (eles que são orientais, budistas e comunistas).

É verdade que desde a criação da ONU, já foram realizados cerca de 2.000 testes nucleares e lançados cerca de 9.000 satélites por todo o mundo. Só os EUA realizaram mais operações destas do que qualquer outro país. Nunca houve uma resolução internacional a proibir o uso do espaço para fins pacíficos. É a primeira vez que acontece, e pelos movimentos de tropas em todo o território ocupado, fácil é de prever que são razões humanitárias que mobilizam aqueles imensos milhares de soldados empenhados no seu contributo para a paz.

Sabe-se bem pelas “lás-lás” de bandeirinha empunhada nos écrans mundiais, que o regime comunista costuma passear-se à solta pelo planeta sem que ninguém os consiga parar. São, naturalmente, os EUA que tentam a todo o transe, como a imagem acima documenta com inquestionável seriedade, levar a bom termo esta missão piedosa de trazer ao redil um embrutecido povo que pela sua vetusta cultura de alguns milhares de anos, não está imbuído da perspectiva pós-moderna do desenvolvimento neo-fascista de fachada capitalista, na aplicação democrática do esclavagismo terráqueo.
COREANOS (do norte) PROVOCADORES

Perante o bombardeamento diário e ininterrupto da preparação de mais uma invasão “democrática” do império, importa voltar a tentar esclarecer a arraia-miúda global, da nobre e evangelizadora missão que o divino concedeu aos EUA.

Como se pode ver na imagem, as bases norte-americanas posicionadas em território do sul da Coreia mais não querem do que a prevenção da guerra. A mais não aspiram, senão à manutenção da paz (seja ela qual for). A mais não ousam do que manter o estado de alerta sobre o vizinho comunista e endemoínhado.

Num pequeno país que ocuparam há 60 anos até hoje, de modo filantrópico têm os EUA procurado dar as indicações necessárias à Coreia do Norte, sobre as melhores condições de comportamento democrático e de respeitabilidade sobre os valores ocidentais, cristãos e capitalistas (eles que são orientais, budistas e comunistas).

É verdade que desde a criação da ONU, já foram realizados cerca de 2.000 testes nucleares e lançados cerca de 9.000 satélites por todo o mundo. Só os EUA realizaram mais operações destas do que qualquer outro país. Nunca houve uma resolução internacional a proibir o uso do espaço para fins pacíficos. É a primeira vez que acontece, e pelos movimentos de tropas em todo o território ocupado, fácil é de prever que são razões humanitárias que mobilizam aqueles imensos milhares de soldados empenhados no seu contributo para a paz.

Sabe-se bem pelas “lás-lás” de bandeirinha empunhada nos écrans mundiais, que o regime comunista costuma passear-se à solta pelo planeta sem que ninguém os consiga parar. São, naturalmente, os EUA que tentam a todo o transe, como a imagem acima documenta com inquestionável seriedade, levar a bom termo esta missão piedosa de trazer ao redil um embrutecido povo que pela sua vetusta cultura de alguns milhares de anos, não está imbuído da perspectiva pós-moderna do desenvolvimento neo-fascista de fachada capitalista, na aplicação democrática do esclavagismo terráqueo.

PARA QUEM GOSTA DE OUVIR BATERIA - 3 VÍDEOS Talento Extraordinário de Cobus Potgieter


 Talento Extraordinário de Cobus Potgieter

Cobus Potgieter começou a tocar bateria com 16 anos de idade e postou o seu primeiro vídeo no YouTube em Agosto de 2006, e desde então foi um sucesso tremendo, sendo reconhecido internacionalmente pelo seu grande talento através de seus vídeos na internet. 

Cobus atualmente é patrocinado pelas maiores empresas internacionais do mercado musical.

Seu Canal no You Tube pussui neste momento 120.147.314 exibições.


 >Principais Vídeos


 - Seu Primeiro Vídeo


 - Black Eyed Peas_Let’s Get Started

- Michael Jackson_Beat It

- Linkin Park_Faint



Existe um parque na Finlândia, muito bizarro…


Acredito que visitar um parque do escultor finlandês Veijo Rönkkönen no leste da Finlândia não seja um passeio turístico muito agradável. O parque tem cerca de 450 estátuas, todas elas com formatos muito bizarros mais um detalhe: todas elas são esculpidas com dentes humanos. Como? Doados pelos próprios visitantes do parque, sejam de próteses ou naturais.
Outro detalhe bizarro? Os próprios visitantes do parque dizem que com o vento que atravessa o local faz as esculturas emitirem sons estranhos. Quem se interessar em conhecer as esculturas fique a vontade para comprar as passagens para o leste da Finlândia, o ingresso no parque é gratuito. Confira as imagens.